Agro Olhar

Sábado, 25 de março de 2017

Notícias / Logística

Imagens em 3D mostram como será futura trincheira de 365 metros que dá acesso à Guia

Da Redação - André Garcia Santana

17 Mar 2017 - 16:55

Foto: Reprodução/Secom-MT

Imagens em 3D mostram como será  futura trincheira de 365 metros que dá acesso à Guia
Após o início dos trabalhos de limpeza da vegetação e aterramento das margens das rodovias MT-010 e MT-251, a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística de Mato Grosso (Sinfra) divulgou nesta semana imagens em 3D de como ficará a trincheira de 365 metros de comprimento que será construída no local. No total serão investidos mais de R$ 25 milhões na obra.

Leia mais:
Rodovia dos Imigrantes terá interdição parcial ao longo de 28 km para testes no pavimento

As saídas, também conhecidas como Helder Cândia e Emanuel Pinheiro, dão acesso ao Distrito da Guia e a cidade turística de Chapada dos Guimarães, respectivamente.A proposta é que a trincheira, que deverá ser entregue no final de 2018, desafogue o trânsito na região, uma das principais saídas da Capital para a região Norte do Estado.

De acordo com a Secretaria de Estado de Comunicação (Secom), os recursos para a construção são do Pró-Turismo, programa gerido pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec-MT).

Paralelo isso, também começaram as obras de duplicação de 4,9 km da ‘Estrada da Guia’. Nesta primeira etapa, a Sinfra tem executado a reconstrução da atual pista localizada no perímetro urbano de Cuiabá, e também a limpeza das margens da via.

Duplicações

Com o início de mais esta obra, todas as saídas estaduais da Capital estão sendo duplicadas simultaneamente. Um feito inédito da atual administração do Governo do Estado, e que atende a antigas reivindicações da população mato-grossense. O ritmo das obras deve ser intensificado com o fim do período chuvoso no Estado, que este ano foi castigado por intensas chuvas.

Segundo informações repassadas pela Sinfra, a duplicação segue o mesmo conceito da que vem sendo executada nos 3,6 km da Estrada da Chapada (MT-251), do entroncamento com a MT-010 (Atacadão) ao trevo de acesso ao bairro Jardim Vitória (Fundação Bradesco). Orçada em pouco mais de R$ 30 milhões em recursos da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), a expectativa da Sinfra é concluir a obra até o final de 2018.

Em ambos os casos, serão duas pistas com três faixas de rolamento com 3,5 metros de largura, ciclovia localizada no canteiro central e cinco metros de calçada em cada lado da via. Além disso, serão construídas rotatórias para melhorar o trânsito nestes locais. 

“A duplicação da Estrada da Guia vai melhorar o acesso a bairros como Ribeirão do Lipa, Jardim Ubirajara e Despraiado, além de cidades como Acorizal, Jangada, Rosário Oeste, entre outras do Norte do Estado”, disse o secretário adjunto da Sinfra, Marcos Catalano.

Estrada da Chapada

Na Estrada da Chapada, a Sinfra vai intensificar em 2017 o ritmo das obras de duplicação ao final do período de chuvas. Nesta semana, começou a ser construída mais uma rotatória próximo à Fundação Bradesco. 

“O motorista deve redobrar a atenção ao trafegar na MT-251, especialmente no trecho em obras localizado no perímetro urbano de Cuiabá. Em algumas situações o maquinário, tem que adentrar à rodovia”, alertou o superintendente de Obras da Sinfra, Diogo Menezes. Ao todo, serão quatro rotatórias ao longo deste trecho que esta sendo duplicado. A obra toda deve custar mais de R$ 23 milhões em recursos da Cide.

Estrada de Santo Antônio

O Governo do Estado também tem duplicado a Rodovia Palmiro Paes de Barros (MT-040), que dá acesso ao município de Santo Antônio de Leverger, mais uma reivindicação antiga da população que finalmente é tirada do papel. A obra ficou paralisada por muitos anos e foi retomada na atual gestão. A Sinfra trabalha para que toda a obra seja concluída até o final de 2017. Neste momento, estão sendo executados os serviços de drenagem das águas pluviais próximo ao município de Santo Antônio.

A obra corresponde a 23,16 quilômetros de duplicação, que vai do Cemitério Parque Bom Jesus até a entrada do município. Além disso, está sendo recuperada a pista antiga, que se encontrava totalmente esburacada devido à má conservação de gestões anteriores. As obras de duplicação e de recuperação a pista atual estão avançando. A expectativa é que toda a duplicação, de R$ 21 milhões, seja finalizada em dezembro de 2017.

Estas obras fazem parte do programa Pró-Estradas Vale do Rio Cuiabá, um pacote de 66 intervenções em rodovias estaduais, com previsão para quatro anos, de investimento superior a R$ 1 bilhão oriundos de diversas fontes de recursos. As ações vão impactar diretamente a vida de 900 mil habitantes de 13 municípios.

9 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Sampaio
    18 Mar 2017 às 08:22

    " Muito bom e muito útil e vai facilitar a vida de quem mora nos condominios luxuosos e quem estuda no colégio plural...... Parabéns Governador Pedro Taques...

  • Luciano
    18 Mar 2017 às 07:32

    Já vi muitas reportagens de sites de notícias com imagens 3d de rotatórias e VLT que até hoje não saíram da animação e projeto.

  • Lisandro Peixoto Filho
    18 Mar 2017 às 07:19

    Como se diz, muito bonito no papel! Quero ver reportagem após conclusão da obra se dentro do prazo, custo e qualidade. Para não esquecer, a rotatório junto ao posto de combustível, que um curral de bode está contemplada no projeto?

  • Assembleia
    18 Mar 2017 às 05:13

    Pelas fotos publicadas, não terá intervenção q solucionará o problema da rotatória que da acesso para assembleia Legislativa, e se não resolverem aquilo agora, com essa obra, não resolverão jamais

  • jmossoró
    17 Mar 2017 às 23:50

    Só o Asfalto do Bairro Jardim Mossoró que não se fala mais em término né. ESTRANHU DEMAIS

  • Cuiabano
    17 Mar 2017 às 22:23

    Quais municípios? E a salgadeira, foram investidos milhões e se encontra paralisada. Para onde está indo o dinheiro, afinal o consumidor precisa saber.

  • Augusto
    17 Mar 2017 às 20:09

    Porque nao um viaduto?o transito nesse local já é horrivel por conta da duplicação da rodovia e agora mais essa obra que vai levar no minimo uns 2 a 3 anos

  • JWG
    17 Mar 2017 às 18:14

    Não sei como conseguem colocar tanta rotatória em Cuiabá, metodologia de construção antiga, esses engenheiros do estado tem que se atualizar, viajar para SP, RJ e MG e ver como é um grande Centro e se espelhar. Acontece que em um trecho de quase 4 km da rodovia que vai pra chapada, somado mais quase 5 km da rodovia que vai pra guia terá um total de quase 8 rotatorias. Está mais que provado que ROTATORIA não funciona, esta ai exemplo para qualquer um ver(TRINCHEIRONA DA MIGUEL SUTIL), passa em qualquer horário ali na gráfica atalaia por cima. Uma Bosta.

  • De olho
    17 Mar 2017 às 17:46

    Se sair do 3D ..... mais pelo jeito so vai da serviço para o GAECO kkkkk

Sitevip Internet