Agro Olhar

Segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Notícias / Logística

DNIT investirá R$ 2,2 bi em obras restauração e manutenção das BRs-158, 163 e 364

Da Redação - Viviane Petroli

17 Abr 2017 - 10:00

Foto: DNIT

A BR-158 chegou a ficar interditada do dia 03 ao dia 12 de abril no Km 242, entre o município de Confresa e o distrito de Alô Brasil, em Mato Grosso, devido à elevação do nível do rio que danificou uma ponte.

A BR-158 chegou a ficar interditada do dia 03 ao dia 12 de abril no Km 242, entre o município de Confresa e o distrito de Alô Brasil, em Mato Grosso, devido à elevação do nível do rio que danificou uma ponte.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) investirá mais de R$ 2,2 bilhões em obras de restaurações e manutenções das BRs- 158, 163 e 364, que cortam Mato Grosso, Pará e Rondônia, possibilitando um melhor escoamento da produção via Arco-Norte. Deste montante R$ 1,4 bilhão deverão ser injetados em 11 projetos em licitação que abrangem 1,9 mil quilômetros.

Leia mais:
DNIT anuncia licitação para pavimentação da BR-158; obras vão começar em 2018
 
Conforme o DNIT, existem hoje 11 projetos em licitação para restauração e manutenção das BRs- 158, 163 e 364. Tais projetos abrangem obras em uma extensão de aproximadamente 1,9 mil quilômetros nos estados de Mato Grosso, Pará e Rondônia. A previsão de investimento nestes projetos é mais de R$ 1,4 bilhão.
 
O DNIT revela, ainda, que possui outros nove projetos aptos para serem licitados nas BRs- 158, 163 e 364. Eles somam 993 km para serem recuperados.
 
Além de tais projetos em licitação e aptos para licitar, o Órgão conta também com cinco projetos em fase de elaboração.
 
Juntos tais projetos em licitação, aptos para licitar e em elaboração somam 3.409 km para serem recuperados.
 
De acordo com o DNIT, os projetos fazem parte do Programa de Recuperação e Manutenção Rodoviária (CREMA), que são contratos com o objetivo de recuperar e manter as condições funcionais das rodovias federais durante o período de vigência do contrato, que pode ser de três a cinco anos.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet