Agro Olhar

Segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Notícias / Logística

Reforma no porto de Cáceres atinge 95% e deve facilitar escoamento de grãos pela América do Sul

Da Redação - Viviane Petroli

05 Jun 2017 - 08:26

Foto: GCom/MT

Reforma no porto de Cáceres atinge 95% e deve facilitar escoamento de grãos pela América do Sul
A reforma no porto da Companhia Mato-grossense de Mineração (Metamat) em Cáceres atingiu cerca de 95% e a expectativa é que em breve sejam liberados os licenciamentos ambiental, operacional e dos bombeiros por parte da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). A reabertura do porto mato-grossense visa a exportação de grãos pela Hidrovia Paraguai/Paraná, que engloba Brasil, Bolívia, Argentina e Uruguai, com o intuito de reduzir o preço do frete.

Leia mais:
Governo busca retomar navegação pelo Porto de Cáceres e cria programa de incentivo para o modal
 
Há seis meses o Governo de Mato Grosso e a Associação Pró-Hidrovia (APH), formada por produtores rurais da região Oeste, assinaram um termo de cooperação visando à retomada da navegação no Estado como forma de escoamento da produção de grãos por meio do porto de Cáceres.
 
A reativação do Porto de Cáceres é considerada essencial pelo Governo de Mato Grosso para a integração comercial com a América do Sul pela Hidrovia Paraguai-Paraná e o fortalecimento da logística dos produtos da Zona de Processamento de Exportação (ZPE), como o Agro Olhar já comentou.
 
Segundo informações a Companhia Mato-grossense de Mineração (Metamat), o governador Pedro Taques desde que assumiu o Poder Executivo teve a preocupação de recuperar a viabilidade de exportação do porto.
 
O termo de cooperação assinado entre o Poder Executivo e a Associação Pró-Hidrovia (APH) visa o interesse na viabilidade da zona portuária para expandir a zona de exportação de grãos pela região Oeste do Estado.
 
De acordo com o presidente da Associação Pró-Hidrovia, Vanderlei Reck Júnior, foram realizados serviços de limpeza, manutenção e implementamos sistema de segurança. Além disso, foi realizada a contratação de vigias, monitoramento por câmera, entre outros. Os trabalhos tiveram conhecimento técnico e apoio da Secretaria de Infraestrutura e Logística (Sinfra) e a Metamat, incluindo a liberação de licenças.
 
A associação trabalha ainda para a reabertura de mercado externo para a soja produzida em Mato Grosso, através do escoamento pelo Hidrovia Paraguai/Paraná, ao lado do porto da Metamat em Cáceres.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Gilmar Maldonado Roman
    06 Jun 2017 às 08:31

    A construção e funcionamento desse porto é de suma importância para Cáceres e região. Espero que tudo seja cumprido conforme as exigências legais, para que seu funcionamento seja autorizado sem nenhum embaraço.

Sitevip Internet