Agro Olhar

Quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Notícias / Energia

Usina no rio Aripuanã aumenta lucratividade em 43% e rende R$90 milhões à concessionária

Da Redação - Lázaro Thor Borges

13 Set 2017 - 14:16

Foto: Reprodução

Usina no rio Aripuanã aumenta lucratividade em 43% e rende R$90 milhões à concessionária
​Construída no Rio Aripuanã, no município homônimo em Mato Grosso, a usina de Dardanelos rendeu mais de R$ 90 milhões em lucros líquidos em 2016, de acordo com o balanço financeiro divulgado pela empresa que administra o empreendimento. O número representa um aumento de 43% em relação ao lucro obtido em 2015. 

Leia mais:
Governo estuda construir hidrelétricas que vão inundar área de floresta cinco vezes maior que Cuiabá


A usina ​tem capacidade de potência de 154,9 megawatts (MW) de energia e é adminsitrada pela Energética Águas de Pedra S.A, consórcio composto pela Neoenergia S.A., com 51% de participação, pela Eletronorte (24,5%) e pela Chesf (24,5%). O consórcio foi criado em 2007 e o empreendimento passou a operar em 2011.

A Dardanelos é conhecida por ter desenvolvido uma das melhores relação entre área inundada e energia gerada, ou seja, o reservatório construído inundou uma região de apenas 30 km², mas acabou gerando proporcionalmente mais energia se comparada a hidrelétricas maiores.  

O lucro total obtido este ano foi de R$ 90.698.897,51 contra R$ 63.243 milhões no ano passado. A lucratividade deste tipo de empreendimento é o que atrai diversas empresas para o setor. Atualmente mais de 70% da energia brasileira vem das hidrelétricas espalhadas pelo país. 

Na última semana, o Agro Olhar revelou que a empresa paranaense Intertechne Consultores já foi autorizada a iniciar os estudos para construir duas hidrelétricas no norte de Mato Grosso. Uma delas, a UHE Quebra Remo, será viabilizada no Rio Aripuanã, mesma região da usina de Dardanelos. Já a UHE Inferninho será construída no Rio Roosevelt. As vão atingir terras indígenas e unidades de conservação e poderão inundar uma área total de 665 Km². 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet