Agro Olhar

Quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Notícias / Agricultura Familiar

Governo investe R$ 4 milhões na agricultura familiar na região noroeste do Estado

Da Redação - Fabiana Mendes

27 Set 2017 - 09:43

Foto: Divulgação/G-Com

Governo investe R$ 4 milhões na agricultura familiar na região noroeste do Estado
Com o propósito de continuar incentivando os agricultores familiares dos municípios do noroeste mato-grossense, o Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar, percorreu os municípios e pontuou os investimentos.
“Já investimos aqui, em dois anos e nove meses, mais de R$ 4 milhões. O resultado está começando a aparecer", é o que diz o Segundo o secretário de Agricultura Familiar de Mato Grosso, Suelme Fernandes durante a 6ª edição do tradicional "Café da Roça", em Juína, na Caravana da Transformação.

Leia Mais: 
Exército vai investir R$ 287 mil na compra de alimentos da agricultura familiar em Mato Grosso

O evento, que ocorreu na propriedade do Seu Rubi Jordão, um produtor de guaraná, teve na abertura apresentação cultural do Centro de Tradições Gaúchas. Participaram agricultores familiares, munícipes de todo o noroeste, representantes do poder público que acompanharam o governador Pedro Taques e sua comitiva.
 
Stand's que apresentavam a produção local de guaraná e café, e plantas medicinais e fitoterápicos também tiveram espaço durante o evento, que teve a participação de técnicos agrícolas, veterinários e agrônomos.
 
De acordo com a assessoria, durante a solenidade, o governador entregou para cooperativas, associações produtivas da região, 36 resfriadores de leite, três notebooks, uma plantadeira, uma furadeira, sete novas motocicletas e uma caminhonete para que a Empresa Brasileira de Pesquisa "Embrapa-Rondônia", especializada em cafeicultura, possa prestar assistência técnica e transferência de tecnologia aos 500 cafeicultores do Pró Café.
 
"A Seaf foi em Rondônia buscar o conhecimento nacional da Embrapa, que trabalha fortemente com o café, trazendo soluções tecnológicas para revitalizar a cafeicultura de Mato Grosso. Trabalhamos com produção de mudas e disponibilizamos nosso material genético com maior potencial produtivo para os pequenos produtores incentivados pela Seaf. Gostaria de parabenizar o governador pelo reconhecimento na agricultura familiar, com o potencial das cadeias produtivas, e a Embrapa por ter orgulho de contribuir", comentou Frederico Botelho, chefe de Transferência da Embrapa Rondônia.
 
Além disso, foram repassados convênios para os municípios que participam do Pró Leite no valor de R$ 121 mil para implantação de Unidades de Referência Tecnológica (propriedades modelo) e para os participantes do Pró Café, e R$ 234 mil para revitalização de viveiros, compra de insumos, entre outros. Só no Café da Roça, o Governo entregou cerca de R$ 1 milhão para apoiar a agricultura familiar do noroeste.
 
Segundo o secretário de Agricultura Familiar de Mato Grosso, Suelme Fernandes, os municípios do noroeste são tratados com prioridade na Seaf. "Acreditamos no desenvolvimento dos municípios da região, com a retomada da cafeicultura e fortalecimento da bacia leiteira. Já investimos aqui, em dois anos e nove meses, mais de R$ 4 milhões. O resultado está começando a aparecer".
 
Taques pontuou no Café da Roça que, desde que foi criada a secretaria exclusiva de atendimento à agricultura familiar (Seaf-MT), o Governo tem investido e priorizado o apoio ao pequeno produtor, com maior orçamento, citando por exemplo os R$ 32 milhões que o Fethab 2 destina para o Governo promover o fortalecimento da agricultura familiar da região.
 
Antonio Carlos Chiquito, da cooperativa Coopropam, que recebeu cinco resfriadores de leite e possui uma pequena indústria láctea em Juína, comentou que agora com o apoio do Estado, a cooperativa vai conseguir gerar renda para o pequeno produtor e para o município também, colocando o dinheiro na praça e dinamizando a economia local.
 
 

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • jose
    27 Set 2017 às 18:47

    Comecou a campanha pro suelme.....quem o conhece q o compre.......

Sitevip Internet