Agro Olhar

Segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Notícias / Geral

Serviços de home care geram R$ 3 bilhões e empresa de MT aposta em empreendimentos no interior

Da Redação - André Garcia Santana

05 Out 2017 - 11:53

Foto: Divulgação

Serviços de home care geram R$ 3 bilhões e empresa de MT aposta em empreendimentos no interior
Dados do Núcleo Nacional das Empresas de Serviços de Atenção Domiciliar (NEAD) apontam faturamento de cerca de R$ 3 bilhões pelos serviços de home care. A elevação da expectativa de vida e a insuficiência de leitos nos hospitais no país são alguns dos motivos pelos quais o setor apresentou esta expansão. Seguindo os números do mercado nacional, empresas que atuam em mato grosso mantém o ritmo de expansão para o interior.

Leia mais:
Sinop registra abertura de mais de mil empresas em 2017 e Prefeitura busca desburocratizar processos
 
O setor, que conta com 1 milhão de usuários pelo país empregou aproximadamente 230 mil pessoas durante o ano passado, segundo o levantamento do Núcleo. "Os benefícios para quem utiliza o home care são enormes, pois oferecemos um atendimento com a mesma qualidade que a pessoa teria se estivesse no hospital, mas no conforto de sua casa", explica Claudia Manzini, gerente assistencial da Qualycare Home Care & Resgate em Cuiabá.
 
Alguns municípios do interior de Mato Grosso já possuem serviços de atendimento hospitalar residencial. Primavera do Leste, por exemplo, conta com uma unidade da Qualycare Home Care & Resgate há três anos. Segundo o coordenador geral da Qualycare, Heleno Strobel Rosa e a coordenadora da filial na cidade, Leila Zappe Rafanhin, a empresa conta com uma estrutura administrativa e uma equipe multidisciplinar com 14 profissionais.
 
Juntos eles prestam atendimento nos segmentos de fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, psicologia, nutrição e medicina. "Os treinamentos realizados na matriz de Cuiabá são repassados para a filial, pois todos os setores da empresa estão diretamente interligados, onde seguimos os mesmos protocolos, tanto para a desospitalização quanto para o atendimento do paciente", diz Leila. 
 

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Manoel Edésio Barbosa
    06 Out 2017 às 11:20

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

Sitevip Internet