Agro Olhar

Sábado, 21 de outubro de 2017

Notícias / Cooperativismo

Capital do cooperativismo dá aula sobre como a 'união' pode transformar uma cidade; fotos

De Nova Petrópolis - Wesley Santiago

11 Out 2017 - 08:07

Foto: Reprodução

Capital do cooperativismo dá aula sobre como a 'união' pode transformar uma cidade;  fotos
"Pois se uma grande pedra se atravessa no caminho e 20 pessoas querem passar, não o conseguirão se um por um a procuram remover individualmente. Mas se as 20 pessoas se unem e fazem força ao mesmo tempo, sob orientação de um deles, conseguirão solidariamente afastar a pedra e abrir caminho para todos". A frase do Padre Theodor Amstad, líder do movimento no pequeno município, é a base da construção de Nova Petrópolis (RS) e sumariza o pensamento adotado pela comunidade. Conhecida como 'Capital Nacional do Cooperativismo', a cidade possui nove cooperativas, sendo cinco delas fundadas ali mesmo.

Lei mais:
Petrobrás anuncia segundo aumento em menos de 14 dias e gás poderá chegar a R$ 107 em Cuiabá

A cidade é onde surgiu a Sicredi Pioneira RS, Sede da Cooperativa Piá, Museu Sicredi, Museu Padre Amstad, Pedra Simbólica do Cooperativismo, Monumento ao Padre Amstad em Linha Imperial, e Monumento "Força Cooperativa", inaugurado em 2012 e que constitui-se de sete pessoas representando as diversas profissões da época, que carregam uma pedra que "estava no caminho".

Estas sete pessoas simbolizam os princípios do cooperativismo (Adesão voluntária e livre; Gestão democrática pelos membros; Participação econômica dos membros; Autonomia e independência da cooperativa; Educação, formação e informação; Intercooperação e Interesse pela comunidade).

Para exemplificar como a comunidade leva a filosofia a sério, Mário Kunze - responsável por explicar e contar a história do Padre Amstad, em seu memorial e membro do conselho, lembra de um episódio vivido logo quando chegou ao município: "Eu fui até a escola que tem aqui e vi os pais das crianças todos trabalhando, consertando o que tinha de errado, arrumando parede, brinquedos. Eles faziam isso para que seus filhos tivessem o melhor, eles cooperaram entre si".

(Foto: Wesley Santiago/Olhar Direto)

Além disto, Mario lembra ainda que as próprias crianças têm uma cooperativa na escola, onde aprendem os valores: "Os jovens são nosso futuro. Antes eu tinha um pensamento errado sobre eles, de preguiça. Mas depois de ver, de me emocionar com a alegria deles mostrando o resultado do seu trabalho, quase que obrigando os pais a irem até as reuniões e apresentações, isso me deixou surpreso e muito contente".

No roteiro de visita da cidade estão: Primeira sede da Sicredi Pioneira RS (1903 a 1933); Praça Theodor Amstad; Igreja Católica São Lourenço Mártir; Memorial Padre Amstad; Escola Padre Amstad; Cooperativa Piá (responsável pelo desenvolvimento de grande parte da cadeia produtiva da região, fabricando laticínios, com destaque para doces e creme de leite, iogurtes e bebidas lácteas); Parque Aldeia do Imigrante e Monumento Força Cooperativa.

Outro exemplo de cooperação que fez os produtores da cidade crescerem é o caso do uruguaio Juan Carlos, que toca com a sua família a Mukli, especializada em alfajores e doce de leite tradicional do país natal dele: "Sou o exemplo vivo de que o cooperativismo da certo. Estou desde bem o começo aqui e colhi os frutos. Temos outras duas lojas fora daqui e estamos terminando um projeto para trabalhar com franquias, com unidades em várias partes do país".


(Foto: Wesley Santiago/Olhar Direto)

O presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas, lembrou que os municípios que tem cooperativas ativas "tem o IDH 10% mais alto que das cidades que não tem. São vários os exemplos de que esse pode ser o caminho para um mundo melhor. Em plena crise, nós conseguimos ter resultado positivo, desenvolver e não vamos parar".

"Temos inúmeros exemplos de que o cooperativismo dá certo. Muitas pessoas se perguntam antes de entrar: 'o que eu vou ganhar com isso?'. Mas, quando entram, entendem a filosofia, porque não é apenas entrar, é participar, ajudar a comunidade. Quando entedem isso, eles mesmo dizem que ganharam ínumeras coisas. Por isso a frase do Padre Amstad é resume bem. Ele era um homem a frente do seu tempo, conseguiu juntar católicos e luteranos em uma época em que eles praticamente não conversavam", finalizou Mário.

Nova Petrópolis

População estimada [2017] - 20.675 pessoas
População no último censo [2010] - 19.045 pessoas
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010] -  98,8 %
PIB per capita [2014] - 30.090,38 R$ 
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010] -  0,78

Distância de Porto Alegre - Aprox. 100 KM

*A reportagem viajou para Nova Petrópolis a convite do Sicredi.

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Jackson
    11 Out 2017 às 11:35

    Ótima matéria.

  • Andre
    11 Out 2017 às 10:36

    Mas o rio grande não está falido?belo exemplo de admistradores que vocês são.

  • Ellen
    11 Out 2017 às 09:21

    Por isso escolhi para ser meu esposo um alemão. Ele é desse jeito., tem essa filosofia . O povo guerreiro esses alemães.Admiro muito. Sou cuiabana e combinamos em tudo.Parabéns pela cidade linda.

  • Marcos
    11 Out 2017 às 08:46

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

Sitevip Internet