Agro Olhar

Quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Notícias / Emprego

Empresas chinesas devem construir fábricas de placas solares e drones agrícolas em MT

Da Redação - André Garcia Santana

08 Nov 2017 - 15:55

Foto: Reprodução/Gcom MT

Empresas chinesas devem construir fábricas de placas solares e drones agrícolas em MT
Além de investimentos para o setor dos grãos, a missão oficial do Governo de Mato Grosso resultou na assinatura de protocolos de intenção para a instalação de duas fábricas chinesas em Mato Grosso: a ZN Solar, para fabricação de placas solares de captação de energia; e a Zhuhai Agricultural Aviation, para fabricação de drones agrícolas. A empresa já doou um modelo para o Estado, para a Secretaria de Agricultura Familiar. O Governo de Mato Grosso apresentou em Pequim (China), nesta quarta-feira (08.11), as potencialidades de comércio e negócio com o Estado a líderes empresariais chineses que têm interesse em investir no Brasil.

Leia mais:
ONG voltada ao desenvolvimento social oferece quase cinco mil vagas em MT; salários chegam a R$18,7 mil

Promovido pelo Governo do Estado, por meio da Desenvolve MT, o Mato Grosso Investment Fórum abriu novas portas para consolidar e aumentar a relação bilateral dos mato-grossesnses com os chineses.Foram apresentados projetos de investimentos no Estado, como a Zona de Processamento e Exportação de Mato Grosso, parque tecnológico, infovia, concessão de aeroportos e estradas para uma plateia de cerca de 150 empresários e investidores chineses.

Liderando a comitiva, o governador de Mato Grosso apresentou os números do Estado e ressaltou que o papel do Poder Executivo é impulsionar a economia e criar ambiente de negócio para que o setor produtivo possa trabalhar e investir.“A principal mensagem que deixamos aqui é a de que queremos continuar sendo parceiros da China, mas queremos uma relação mais profunda, não queremos apenas exportar commodites, mas também a presença de investidores chineses em nosso Estado. E vimos hoje aqui que há muito interesse dos chineses em diversas áreas de negócio”.

Depois da apresentação do governador, os investidores fizeram perguntas sobre biocombustível, energia solar, mineração, indústria metalúrgica, construção de armazéns e agroindústria. No período da tarde, os nove prefeitos que compõem a comitiva, empresários e representantes das entidades do setor produtivo do Estado participaram de mesas de negócios, conversando diretamente com os possíveis investidores chineses.

O embaixador brasileiro na China, Marcos Caramuru, ressaltou a importância da missão. Ele afirmou que as relações entre Brasil e China nas áreas comercial e de investimento são excelentes. Como exemplo da boa relação, ele citou que as exportações do Brasil cresceram 13% no geral, mas que só para a China a exportação brasileira aumentou 34%.

“Isso mostra o dinamismo da nossa relação. Quer dizer que, quando o Brasil voltar a retomar o crescimento, e isso já está acontecendo, a China aproveitará essa oportunidade e a relação com o Brasil vai se intensificar mais”, disse o embaixador.

 Zhu Xiaoling, diretor da empresa CIECC (China Internacional Electronic Commerce), ligado ao Ministério do Comércio da China, ressaltou que a relação de negócios entre Brasil e China já está evoluindo, não se baseando apenas na compra e venda de commodities. “Há mais de 200 empresas financiadas no Brasil pela China. As empresas estão ampliando seus investimentos, abrangendo áreas como energia, mineração, agroindústria”, destacou.

Fazem parte da comitiva os prefeitos de Araguainha, Apiacás, Castanheira, Diamantino, Alto Taquari, Sorriso, Paranatinga, vice-prefeito de Dom Aquino, Famato, Imea, Aprosoja, Acrimat, Sindenergia, Sindmec, deputados estaduais Oscar Bezerra e Pedro Satélite.

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Rodrigo
    09 Nov 2017 às 08:23

    Cade os funcionários públicos agora para reclamarem? O governador faz o que pode para evolução de Mato Grosso, tenho que deixar meus parabéns, pois investimentos que dizer emprego, emprego quer dizer dinheiro na praça movimento economia!!!! Sou seu fã governador...

  • aranha
    08 Nov 2017 às 22:42

    senhores é bom saber que nessa modalidade, qualquer um faria....deixa eu explicar a china está usando o dinheiro do BNDES 80 por cento ....e deles apenas 20 por cento....ou seja vão lutar..detalhe a espada é nossa....

  • Aguinaldo Barbosa dos Santos
    08 Nov 2017 às 20:04

    Vai demorar por que estes pólicos não estão nem um pouco preocupado com o Brasil muito menos com Mato Grosso.

Sitevip Internet