Agro Olhar

Quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Notícias / Geral

ONG garante quase 5 mil empregos com construção de usinas avaliadas em R$ 20 mi cada; confira cidades

Da Redação - André Garcia Santana

09 Nov 2017 - 14:01

Foto: Reprodução/Internet

ONG garante quase 5 mil empregos com construção de usinas avaliadas em R$ 20 mi cada; confira cidades
Atendimento à comunidades em 35 cidades, geração de quase cinco mil empregos e o fim dos problemas oferecidos pelos lixões. Esta é a proposta da ONG Confederação do Elo Social Brasil (CESB), que lançou nesta quinta-feira (9), em Cuiabá, o projeto de implantação de 27 usinas de tratamento de lixo em Mato Grosso. As unidades, estimadas em R$ 20 milhões cada, serão erguidas sobre terrenos das prefeituras parceiras, sendo mantidas por investimentos da iniciativa privada. No Estado 14 gestores já aceitaram o acordo.

Leia mais:
ONG voltada ao desenvolvimento social oferece quase cinco mil vagas em MT; salários chegam a R$18,7 mil

Ao Agro Olhar o presidente da Cesb, Joamateleno Santos Teixeira afirmou que os Centros de Triagem e Transbordo (CTTs) já estarão funcionamento a partir do próximo ano e que, mesmo onde não houver concessões, os espaços serão garantidos por empresas particulares. Até o momento, segundo ele, 14 municípios já aderiram a proposta, que deverá cobrir todo o Estado. “Nós consideramos apenas localidades com mais de 100 mil habitantes, então, nas cidades onde este número é menor, agrupamos as prefeituras em um consórcio.”

Os municípios escolhidos em Mato Grosso são: Alto Garças, Aripaunã, Barra do Garças, Cáceres, Canarana, Campo Verde, Iatúba, Jangada, Juara, Nova Lacerda, Paranita, Porto Alegre do Norte, Primavera do Leste, Tangará da Serra, Sorriso, Sinop, Matupá, Lucas do Rio Verde, Campo Novo do Parecis, Nova Olímpia, São José dos Quatro Marcos, Várzea Grande, Cuiabá e Rondonópolis.  Além destes, que receberão os CTTs, 35 cidades contarão com centros sociais, que oferecerão serviços de psicologia, advocacia, assistência social, dentre outros.

O prefeito da pequena Itaúba (572 km de Cuiabá), Valcir Donato, esteve no evento e comemorou a iniciativa. Ele explica que as obras serão realizadas no terreno onde atualmente funciona o lixão do município e que a implantação do projeto deverá beneficiar toda a região. “Sempre tivemos interesse em dar uma destinação melhor ao material.Itaúba vai ser o polo, onde o lixo será recebido, mas o serviço de coleta acontecerá em toda a região, trazendo benefícios a todos”, diz.

Questionado sobre a viabilidade do investimento, o diretor Osvaldo Moreira garante que os valores se pagam em até oito meses. De acordo com ele, há uma grande variedade de produtos oriundos das usinas, que incluem compostagem, incineração e cremação. Assim, além do carvão, também haverá produção de móveis e itens de decoração. Ele reforça que já foi estabelecida uma parceria com o Sindicato Nacional dos Decoradores e Tapeceiros (Sindetap).

Assim, a lucratividades dos estabelecimentos deverá ser obtida por meio destas iniciativas.Para as prefeituras, a economia estimada pela ONG é de 40% em comparação a média de gastos atuais com a coleta e destinação do lixo. 

A ONG, voltada a combater a desigualdade social, deu posse  no evento a diretores estaduais e regionais no Estado, onde vai apresentar o projeto de construção dos CTTS, que deverão solucionar o problema do lixo em todo o Estado. Teixeira explica que a Confederação está instalando suas regionais em todo o país e que este é o primeiro passo para que cada Estado tenha usinas e prédios sociais que, além de geração de empregos, deverão oferecer cursos gratuitos a população.

Empregos

As vagas oferecidas pela ONG estão distribuídas entre 331 para trabalho na instituição e outras 4.560 à oficinas do Grupo Iner e cooperativas parceiras. Os salários variam de cinco (R$ 4685) a 20 salários mínimos (R$ 18.740,00), de acordo com a ONG. Advogados, psicólogos, assistentes sociais, administradores, estão entre as formações que serão contratadas para atuar em diversas cidades do Estado a partir de 2018. Os candidatos passarão por uma triagem e um treinamento obrigatório, que os capacitarão para as funções exigidas.

Em cada Estado, um representante do órgão visitará terrenos para a construção dos Centros e, em áreas de risco social, um prédio do Elo Social que oferecerá à população serviços de psicologia, assistência social, e advocacia, além de promover cursos de formação profissional. "Vamos dar ao lixo o tratamento adequado e transformá-lo em riqueza para Mato Grosso com o programa "Lixo Zero Social 10"", afirma o presidente da Confederação. 

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Rosa
    11 Nov 2017 às 22:35

    Se engana quem acha que é fácil conseguir vagas nesse projeto, tem que ter muita qualificação, conheço pessoas que estão esperando já a 4 meses. é um projeto maravilhoso.

  • Rosa
    11 Nov 2017 às 13:45

    Todas essas acusações contra o presidente foram explicadas nas reuniões dos dias 9 e 10/11. Mesmo que fosse verdade, não são muito diferentes daqueles que nos representa em Brasília. E pior escolhido por nós

  • Edna Daniel Carvalho
    10 Nov 2017 às 13:58

    Parabéns por esta importante iniciativa que ,sendo realmente operacionalizada, estará aliviarando nosso planeta do cancro que são os lixões e , ainda,dando para os resíduos soluções que resultarão em benefícios sociais ,econômicos,e outros.Espero,não seja mais um projeto falacioso.

  • Carlos
    10 Nov 2017 às 13:54

    O projeto é realmente maravilhoso e deveria ter partido do governo essa iniciativa, todavia, sabemos como funcionam as coisas na esfera governamental. Não dá para ser leviano com denúncias na internet, ainda mais com noticias de mais de 13 anos atrás, e se olharmos nossos politicos e o rombo dos cofres públicos não levariam um único voto e no entanto se perpetuam no poder....Ademais, os cursos são totalmente gratuitos, não vejo onde está a picaretagem...

  • fabio
    09 Nov 2017 às 14:51

    E o Olhar Direto fica fazendo propagando deste picareta. Pesquisem o passado dele, vive de dar golpes e de ganhar dinheiro de projetos que nunca saem do papel. As ofertas de empregos dos sonhos são no Brasil todo.

  • GABRIEL
    09 Nov 2017 às 14:48

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

Sitevip Internet