Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Notícias / Economia

Fundo do Turismo deve contribuir para geração de quase 500 novos empregos

Da Redação - Isabela Mercuri

07 Set 2018 - 15:22

Foto: Da Assessoria

Fundo do Turismo deve contribuir para geração de quase 500 novos empregos
A Agência de Fomento ‘Desenvolve MT’, por meio dos recursos do Fundo Geral de Turismo (Fungetur), deve contribuir para a geração de 498 novos empregos diretos em agências de viagem, restaurantes, locadora de veículos, hotel e transporte. Pelo menos é isso que indica seu presidente, José Adolpho.

Leia também:
Prefeito diz que Shopping Estação deve gerar 5 mil empregos em Cuiabá; veja fotos
 
O Fundo está disponível desde 2017 para pequenos e médios empreendedores que querem investir no turismo. De acordo com a assessoria, o objetivo é impulsionar o setor, com crédito para implantação, melhoria, conservação e manutenção de empreendimentos turísticos. 

Ainda segundo a assessoria da ‘Desenvolve’, o turismo no Brasil, hoje, é responsável por empregar sete milhões de pessoas e gerar receita de R$520 bilhões. Além de construções, ampliações e reformas em empreendimentos turísticos, o Fungetur pode ser utilizado para aquisição de máquinas e equipamentos e veículos novos.
 
Uma das únicas exigências para ter acesso a este recurso é que a empresa seja cadastrada no Cadastur, cadastramento que é realizado no Ministério do Turismo. "Somente no 1º semestre desde ano, 19 empresas do trade turístico buscaram recursos para investimento e melhorias em Mato Grosso. Cerca de R$ 5,1 milhões estão no tramite final para a liberação, atendendo 11 municípios como, Cuiabá, Chapada dos Guimarães e Sinop", destacou José Adolpho.
 
De acordo com o Ministério de Turismo, o número de turistas em Mato Grosso aumentou 68,9% nos primeiros sete meses deste ano, em comparação ao mesmo período de 2017. Os destinos mais procurados foram Pantanal, Nobres e Chapada, considerando a região do lago do Manso.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet