Olhar Agro & Negócios

Sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Notícias / Economia

Vendas de veículos crescem 29%, mas implantação de sistema na Sefaz prejudica registros

Da Redação - Thaís Fávaro

04 Dez 2018 - 17:10

Foto: Internet

Vendas de veículos crescem 29%, mas implantação de sistema na Sefaz prejudica registros
Com a troca do sistema operacional na Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), que iniciou no dia 23 de novembro e permaneceu até o fim do mês, a emissão de notas fiscais ficou prejudicada, porém as vendas de veículos novos no acumulado do ano registraram crescimento de 29,67%, conforme dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Segundo a assessoria, de janeiro a novembro de 2018 foram emplacadas 85.400 unidades entre automóveis e comerciais leves, caminhões, ônibus, motos e implementos rodoviários. Já no ano passado, foram emplacadas 65.857 unidades em todos os segmentos automotivos.

Leia mais
Sefaz leiloa Play 4, Iphones, caixas de bebidas e cervejeiras a partir de R$ 100; veja lista
 
Somente de automóveis e comerciais leves, foram 3.797 vendas no acumulado do ano. Caminhões e ônibus somam 317 unidades, motos foram 2.592 e implementos rodoviários e outros somam 645 de janeiro a novembro.   

Em relação a outubro, os dados referentes às vendas de veículosnovos registram em todos os segmentos queda de 19,51%. A baixa ocorreu principalmente no número de emplacamentos de automóveis (-25,99%), comerciais leves (-24,08) e motocicletas (-18,41). Em relação a novembro do ano passado, ocorreu aumento de 1,18% em todos os segmentos.

"Desta maneira, lançamentos de novos documentos serão realizados em dezembro, quando deve ter um acumulo no registro de vendas", explicou o diretor da Fenabrave – Regional Mato Grosso, Paulo Boscolo. Mesmo com problemas nas Sefaz e a falta de lançamento de notas fiscais, Boscolo destaca que a expectativa de crescimento nas vendas se mantém.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • OLIVEIRA CUIABANO
    05 Dez 2018 às 08:54

    ESTE GOVERNO PEDRO TAQUES NÃO FUNCIONA NADA, TAMBÉM O SISTEMA SEMPRE E UMA PORCARIA, MAS SEMPRE QUEM VENDE OS SISTEMAS PARA O GOVERNO E A ABACO DO MILAN, QUE COBRA HORRORES DE DINHEIRO, PARA NÃO FUNCIONAR NADA , SÓ PARA TER UMA IDEIA NA SEMANA PASSADA A PGE EMITIU CEDRTIDÃO SOMENTE NA 5ª FEIRA NA 6ª JA ESTAVA FORA DO AR, FALARAM QUE TEM MAIS DE 1.000 CERTIDÕES PARA EMITIR MAS NÃO CONSEGUE PORQUE O SISTEMA ESTA FORA DO AR. NEM PARA ARRECADAR DINHEIRO PARA O ESTADO ESTE GOVERNO NÃO TEM CAPACIDADE, OU SEJA NADA FUNCIONA. EITA GOVERNO PIOR DO QUE O CARLOS BEZERRA, NÃO VAI FAZER FALTA E NEM LEMBRADO

  • AVANÇA LOGO MT
    05 Dez 2018 às 08:49

    ESSES ÓRGÃO SÓ SERVEM PARA PREJUDICAR QUEM GERA EMPREGO NESSE PAÍS ,NÃO EXISTE ATENDIMENTO DIGNO, É UM CAOS TOTAL