Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Notícias / Pecuária

Mormo é confirmado em mais de 8 cidades em MT; Cuiabá tem registro

Da Redação - Viviane Petroli

25 Ago 2014 - 09:12

Foto: Marcos Bergamasco/Secom-MT

Mormo é confirmado em mais de 8 cidades em MT; Cuiabá tem registro
Mais de oito municípios mato-grossenses estão com casos de Mormo em cavalos. Entre as cidades estão Cuiabá e Poconé. A confirmação é do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea). O primeiro foco foi constato em maio um equino de Nova Lacerda.

Conforme a presidente do Indea-MT, Maria Auxiliadora Diniz, são mais de oito cidades com casos de Mormo confirmados. Além de Cuiabá e Poconé, há casos da doença na região Norte, entre outros. Ela salienta que todas as medidas necessárias já estão sendo tomadas para o controle da doença.

Leia também
Convênio permite celeridade para diagnóstico do Mormo no Estado

O mormo é uma doença infectocontagiosa que acomete equídeos (asininos, muares e equinos). Os sintomas clássicos do mormo são febre alta, tosse e secreção nasal, nódulos no nariz e pulmões ou mesmo feridas nos membros. A doença infectocontagiosa é causada pela bactéria Burkholderia, que pode, inclusive, ser transmitida ao ser humano.

Uma das medidas sanitárias é o sacrifício do animal e análise laboratorial de amostras de sangue dos demais que tiveram convivência com o animal infectado.

No início deste mês um convênio entre a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf), o Sindicado Rural de Cuiabá e a Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Pantaneiro proporcionará um aporte de R$ 100 mil para a ampliação do laboratório de analises clínicas veterinárias de Poconé. O que propiciará uma maior celeridade nos diagnósticos.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • alexandre mari
    25 Ago 2014 às 12:53

    Só começar fechar cerco ,para vender animais,transportar,prova de laço,vaquejada,etc ter AIE E MORMO para com essa palhaçada,Indea-MT começar punir Médicos Veterinários que não comunicar indea-MT.assim fica melhor também gastar propagandas de AIE E MORMO para povo que cria cavalos esteja ciente da doença...

Sitevip Internet