Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Notícias / Economia

Várzea Grande registra falta de combustíveis nas bombas; Preços sobem

Da Redação - Viviane Petroli

26 Fev 2015 - 10:38

Foto: Viviane Petroli/Agro Olhar

Várzea Grande registra falta de combustíveis nas bombas; Preços sobem
Os postos de combustíveis em Várzea Grande já registram falta de etanol e óleo diesel visto os caminhões com combustíveis estarem “presos” nos manifestos dos empresários do transporte de cargas e caminhoneiros. Gerentes e frentistas estimam que no caso da gasolina não chegue até o final do dia o pouco que existem nas bombas. Em alguns postos o litro da gasolina chega a R$ 3,49, o etanol R$ 2,49 e o óleo diesel R$ 3,49. Aumento é creditado por alguns ao repasse por parte das distribuidoras.

Em Cuiabá um posto na Avenida Miguel Sutil comentou ao Agro Olhar que não falta combustível no estabelecimento. Entretanto, na Avenida Couto Magalhães, em Várzea Grande, frentistas relatam que o etanol e o óleo diesel acabaram nesta quinta-feira (26) nas primeiras horas do dia. “A gasolina não deve durar muito”, comentou o frentista que não quis se identificar.

Leia mais:
Combustível acaba em praticamente todos os municípios do Nortão de Mato Grosso
Greve dos caminhoneiros provoca filas em postos de combustíveis de Sinop

Na Avenida da FEB os postos acreditam que o produto em estoque não deve durar até esta sexta-feira (27). “A distribuidora já nos avisou que está com o estoque baixo. Estamos evitando até fazer promoções para não ficar sem combustível”, revelou o gerente de um posto na Avenida, Mário da Silva. Conforme Mário, o último caminhão descarregado no posto foi de etanol no dia 24 de fevereiro. “O etanol deve acabar até sexta-feira. O número de carros abastecendo também caiu entre 30% e 40%, pois alguns encheram o tanque com medo de acabar combustível e outros estão optando em deixar o carro em casa”.

O empresário Cristiano Felipe revela que assustou-se ao parar nesta manhã em um posto de combustível e foi informado que não havia óleo diesel para abastecer sua caminhonete. “O jeito é percorrer a cidade”. Já a comerciante Filomena Pontes comenta ter corrido a um posto de combustível encher o tanque “para não correr o risco de ficar parada no meio da rua”. “Isso pode acontecer caso vários postos fiquem sem o produto”.

Na região Norte e Médio-Norte de Mato Grosso, como o Agro Olhar já noticiou, há falta de combustível há três dias.

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Braz
    26 Fev 2015 às 16:41

    Dica pra quem está em VG, no posto Free na Filinto Muller, próximo a Drogaria América a Gasolina está em 3,15 ! nunca tive problemas abastecendo lá !

  • barra do bugres
    26 Fev 2015 às 11:36

    Vcs acha que ai ta caro veem aqui p barra do bugres 3, 55L 3,56L 3,57L FORA OS BURACOS Q TEEM Q ENFRENTAR

  • mauricio gaiotte
    26 Fev 2015 às 11:27

    Cade as fiscalizações do consumidor e um absurdo não subiu preços nas distribuidora como podem aproveitar dos consumidores assim e uma vergonha....formação de CARTEL era crime neste Pais......

Sitevip Internet