Agro Olhar

Terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Notícias / Energia

Com alta de 9,55% nas reclamações, Energisa lidera ranking do Procon em 2016

Da Redação - Viviane Petroli

10 Jan 2017 - 08:00

Foto: Viviane Petroli/Agro Olhar

Com alta de 9,55% nas reclamações, Energisa lidera ranking do Procon em 2016
A  Energisa continua na liderança no ranking de reclamações do Procon Estadual. Em 2016, o segmento da energia elétrica registrou um aumento de aproximadamente 9,55% no volume de procedimentos administrativos registrados em comparação a 2015, o salto foi de 5.203 atendimentos do órgão estadual para 5.709.

Entre janeiro e dezembro foram registrados no Procon Estadual 32.699 atendimentos com reclamações em diversos segmentos. O volume é em torno de 12,2% a menos que os 37.248 procedimentos administrativos de 2015.

Leia mais:
Energisa lidera ranking do Procon em 2015; energia foi responsável por 13,9% das reclamações

Os números foram computados através de atendimentos feitos via Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec), com 23.823 procedimentos, e na plataforma www.consumidor.gov.br, com 8.876 reclamações em Mato Grosso.

Através do Sindec, o setor de "Serviços Essenciais" recebeu o maior volume de reclamações ao longo de 2016 com um total de 12.310 procedimentos. Já "Assuntos Financeiros" 4.004, "Produtos" 3.429, "Serviços Privados" 3.155 reclamações, "Saúde" 387, "Habitação" 296 e "Alimentos" 242 atendimentos.

Empresas reclamadas

De acordo com o Procon Estadual, a Energisa foi a empresa que mais reclamações dos consumidores registrou em 2016 com um total de 5.709 procedimentos. O ranking tem como vice-liderança a CAB Cuiabá S/A com 3.551 reclamações, seguido da Claro S/A com 1.265.

A operadora de telefonia Vivo S/A ocupou em 2014 o quarto lugar com 724 reclamações, seguida da Oi S/A com 600, a Americel S/A com 515 reclamações, a Caixa Econômica Federal com 471 reclamações, o Banco do Brasil com 341, a SKY Brasil Serviços LTDA 320 e o Banco BMG S/A com 256 reclamações.

Outro lado

De acordo com a distribuidora de energia elétrica Energisa, ao se comparar o período entre janeiro e dezembro verifica-se um recuo de 40% nas reclamações relacionadas ao serviço em Mato Grosso. "Os dados divulgados pelo Procon de Mato Grosso mostraram uma forte tendência de queda no meado do ano, com um novo aumento nos últimos dois meses do ano, conforme alerta feito pela Energisa Mato Grosso", pontua a Energisa.

Ainda segundo a distribuidora as 5.709 reclamações registradas equivalem a 0,43% do seu total de clientes.

"Trabalhamos bastante o alerta sobre o período mais quente do ano, pois temos um mapeamento que mostra que historicamente consumo aumenta pouco antes das chuvas começarem. Enviamos material informativo junto à conta de energia, fizemos alertas nas redes sociais com dicas de consumo, entre outras ações, para sermos o mais transparente possível", salienta o responsável pela Gestão da Reclamação da Energisa Mato Grosso, Edisandro Azevedo.

A Energisa pondera ainda que o número de reclamações junto ao Procon Estadual em dezembro de 2016 foi 20% menor que no mesmo período em 2015. "Tivemos investimentos significantes no Estado no ano passado em melhorias da rede, aprimoramos nosso plano de contingência para atendimentos durante os temporais e temos participado de vários eventos de negociação com a população", diz Edisandro.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet