Notícias / Geral

05/01/2016 - 15:23

Energisa lidera ranking do Procon em 2015; energia foi responsável por 13,9% das reclamações

Da Redação - Viviane Petroli

Foto: Viviane Petroli/Agro Olhar

Energisa lidera ranking do Procon em 2015; energia foi responsável por  13,9% das reclamações
A energia elétrica foi responsável por 13,9% ou 5.203 atendimentos realizados pelo Procon de Mato Grosso. Entre janeiro e dezembro 37.248 reclamações foram feitas no órgão. Entre as empresas líderes de procedimentos por parte dos consumidores está a Energisa S/A, seguida da CAB S/A.

Dos 37.248 atendimentos realizados pelo Procon de Mato Grosso ao longo de 2015, segundo o órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), 30.496 registros foram feitos por meio do Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec) e outros 6.752 pela ferramenta de atendimento online – www.consumidor.gov.br.

Através do Sindec, a liderança geral ficou com o setor de "Serviços Essenciais" com 13.627 reclamações, das quais 5.203 apenas na categoria "Energia Elétrica". "Água e Esgoto" vieram em seguida com 4.657 registros e "Telefonia Celular" com 2.352.

Leia mais:

Valor final da conta de luz corresponde a 80% das reclamações, diz Energisa

As reclamações do setor "Assuntos Financeiros" ficaram com a segunda posição no ranking geral com 6.720 atendimentos, sendo 2.492 na categoria "Financeira", 1.584 para "Banco Comercial" e 1.120 para "Cartão de Crédito".

Já o segmento de "Produtos", conforme o Procon de Mato Grosso, registrou 5.025 reclamações, o que o levou a ocupar o terceiro lugar entre os setores. Somente na categoria "Telefone" (convencional, celular, interfone, entre outro) foram 865 atendimentos, seguidos de "Eletroeletrônico importado" com 364 e "Microcomputadores/produtos de informática" com 260.

Ainda entre os setores mais demandados pelos mato-grossenses, "Serviços Privados" ficaram em quarto lugar com 3.858 registros, "Saúde" em quinto com 480 reclamações, "Habitação" em sexto com 415 atendimentos e "Alimentos" em 6º com 371 registros.

Empresas mais reclamadas

Entre as empresas mais reclamadas no Proncon de Mato Grosso a Energisa S/A liderou o ranking, seguida da CAB Cuiabá S/A e da operadora de telefonia Claro S/A. A operadora Vivo S/A ocupou o quarto lugar no ranking, a Sky Brasil Serviços Ltda ficou em quinto lugar, a OI Celular S/A na sexta colocação, a Caixa Econômica Federal em sétimo, a Net Serviços de Comunicação S/A em oitavo, o Banco Bradesco em nono lugar e o Banco do Brasil em 10º.

Confira nota encaminhada pela concessionária Energisa:


"Com relação à divulgação do ranking de reclamações do Procon em Mato Grosso, a Energisa informa que está focada em estar mais próxima dos clientes, ampliando os canais para analisar e resolver todas as suas dúvidas e questões com a empresa. Em 2015, a Energisa aprimorou seus canais formais de comunicação e marcou presença em todas as ações itinerantes e mutirões de atendimento sugeridos pelo órgão.

O investimento na melhoria da qualidade do serviço também foi priorizado. Foram R$ 390 milhões investidos no sistema de distribuição mato-grossense, com a aquisição de novos transformadores, aumento da capacidade de subestações, novas linhas, equipamentos que podem ser comandados à distância e muito investimento nas equipes de campo: foram mais de 600 contratações ao longo do ano e a modernização das ferramentas e da frota utilizada pelas equipes.

Segundo dados do Procon, cerca de 80% das reclamações registradas foram referentes ao questionamento de consumo e valor da conta. É importante registrar que o ano de 2015 foi marcado pelo aumento das tarifas e pelas bandeiras tarifárias, determinada pelo Governo Federal a partir de março em todo Brasil. Em Mato Grosso, o ajuste médio foi de 26,8%, além das bandeiras, que permaneceram vermelhas durante o ano todo. O estado ainda sofreu com o forte calor, superior a média dos outros anos, o que gerou também o aumento do consumo. A Energisa analisou todas as reclamações e, ao esclarecer sobre as bandeiras e novas tarifas, identificou somente 5% de procedência nas reclamações deste tipo.

“Com as bandeiras e o aumento regulatório, é natural que o consumidor sinta dúvidas e questione os valores. Por isso, entendemos esta liderança no ranking do Procon, mas a Energisa vem trabalhando muito para aperfeiçoar o atendimento ao cliente. Em dezembro de 2015, modernizamos os sistemas da empresa e aumentamos os canais de atendimento. Agora, os clientes têm mais serviços disponíveis pelo site, cujo acesso ficou mais seguro e protegido por senha. Mato Grosso também já tem acesso ao Energisa On, um aplicativo para smartphone e tablets”, conta o diretor Técnico e Comercial da Energisa, Alessandro Brum.

Alessandro ainda reforça que, desde que a Energisa assumiu a empresa, vem investindo pesado na rede, o que não acontecia há muito tempo. “No nosso negócio, os efeitos positivos levam algum tempo para aparecer. Um transformador de subestação, por exemplo, que melhora a qualidade da energia para um município inteiro, não é adquirido em pronta entrega. A empresa fecha a compra e ele vai ser fabricado e entregue um ano depois. Estamos cientes dos desafios e, por isso mesmo, estamos incansáveis na melhoria do serviço e do atendimento”, explica Alessandro".



Atualizada às 10h22 de 06 de janeiro de 2016
por Wagner, em 06/01/2016 às 13:37
De TERCEIRA!!! O 0800 desta empresinha é uma graça. Passa-se mais de hora para atender , e a ouvidoria é SURDA, pois não atende. O descalabro é ainda maior na área RURAL, ai sim é descaso total. Às vezes falta energia por até 25 dias, isso mesmo 25 dias e nem sinal da DESLEIXADA!!! Não seria o caso de cassar a CONCESSÂO?
por maan, em 06/01/2016 às 11:31
A Energisa Simplesmente está roubando os consumidores, seja com medições de consumos elevados, seja com inclusão de contas indevidas........, até parece que os relógios de energia são regulados para o consumo que a Energisa quer.....este problema e recorrente em varias casas.
por Alberto, em 06/01/2016 às 08:55
É UM ABSURDO O QUE VEM ACONTECENDO EM MT. BASTA DAR UMA CHUVINHA A ENERGIA COMEÇA OSCILAR E DESLIGAR. ISSO OCORRE INÚMERAS VEZES, CAUSANDO PREJUÍZOS AOS CONSUMIDORES COM A QUEIMA DE APARELHOS. MAS A BUROCRACIA É TANTA, PARA ACIONAR A EMPRESA, QUE A MAIORIA DESISTE.
por valdiney, em 06/01/2016 às 08:23
Esta energisa so veio para levar o dinheiro do povo mt. E nem um órgão esta nem ai para nos de fender, quando vc fala com eles fala la no nordeste ate o tele atendimento foi embora. Agora estão mudano o padrão do jeito deles e o povo vai pagar. Governo nos ajuda.
por José, em 05/01/2016 às 16:11
Lidera as reclamações no Procon, conforme informado na reportagem. A pergunta é: a Energisa, que não está nenhum pouco preocupada com reclamação de consumidor, recebeu alguma punição por ter provocado o exorbitante número de reclamações?
por osvaldo fernandes, em 05/01/2016 às 16:05
A energisa é só para tirar dinheiro do povo, tive a tv queimada por um raio, o qual é obrigação da energisa efetuar o ressarcimento, e eles sempre indeferem, façam uma pesquisa a respeito, eles nunca pagam, so entrando na justiça para conseguir. A Aneel é convivente com esta situação.
Sitevip Internet