Olhar Conceito

Quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Notícias / Chef Paulo Vitor

Mato Grosso ganha nova opção para profissionalização em gastronomia

Chef Paulo Vitor

14 Jan 2016 - 17:47

Foto: Reprodução

Mato Grosso ganha nova opção para profissionalização em gastronomia
A coluna de hoje é especial. Convidei meu amigo Fernando Mack, que é consultor técnico do curso de Gastronomia do Centro Universitário UNIVAG, para compartilhar conosco essa novidade.

O mercado mato-grossense amadureceu e à cada dia mais qualificação é exigida dos profissionais que atuam no segmento gastronômico. O UNIVAG, que tem investido muito em estrutura, métodos inovadores de ensinos e valor humano também, tem como vice-reitor o M.Sc Flávio Foguel, que já esteve à frente de grandes instituições de ensino de São Paulo.

Toda essa bagagem do UNIVAG, do seu vice-reitor Flávio Foguel e do consultor técnico Fernando Mack, criaram um curso de Gastronomia totalmente diferente, com foco nas necessidades mercadológico. Isso faz com que profissionais cada vez mais competentes se formem, criando um ciclo virtuoso, tornando próspero todo segmento.

Abaixo o Chef Fernando Mack com mais informações sobre o curso de Gastronomia UNIVAG.



Sempre vou usar este bordão: Ser um bom cozinheiro não significa ser um bom chef. Já um bom chef precisa ser um bom cozinheiro! Por isso, além do conhecimento, é preciso muita prática no cozinhar.

O chef de cozinha vem a ser um cozinheiro com experiência e formação. Por isso, mesmo havendo bons cursos de gastronomia, há um grande respeito pelo lado prático.

Mas, hoje em dia, é fundamental ter uma boa formação acadêmica para disputar o mercado de trabalho de um setor econômico tão intenso como esse. Por isso, recomendo cursar uma boa faculdade de gastronomia.

Em Cuiabá, uma ótima opção é o curso superior de Tecnologia em Gastronomia do Univag, que dura apenas quatro semestres. Ele tem por objetivo formar exatamente profissionais capacitados e competentes, praticamente prontos para atuar na área gastronômica.

Quando digo “praticamente”, refiro-me à minha postura de exigir sempre conhecimento e prática do profissional da cozinha.
Explico: Quando uma pessoa se forma na área, ao procurar trabalho, a primeira grande pergunta que se faz é se a pessoa tem experiência, ou não. Caso não tenha experiência, o início da carreiras erá como auxiliar de cozinha. Ele precisa vivenciar a prática do dia a dia.

Lógico que, neste caso, trata-se de um auxiliar de cozinha graduado, não é mesmo? É que neste curso o aluno aprenderá desde a gestão de compras, processos, rotinas, análises de custo, recepção dos insumos, pré-preparo até o armazenamento correto dos diferentes produtos e sua temperatura adequada e diversos tipos de cocção. Além da cozinha quente, também irá trabalhar com confeitaria e padaria.

Ou seja, mais do que cozinheiro sou chefs, podem se tornar gestores gastronômicos. Para aquele que ainda não atua de forma consistente no mercado, faltará mesmo só a famosa “escola do cotidiano”.

E aqui vem a questão que mais me agrada nisso tudo: a cozinha! Neste caso, um laboratório, aliás, laboratórios que contam com instalações e equipamentos da mais alta tecnologia. Fui consultor de suas construções, o que muito me orgulha.

Os laboratórios foram construídos especialmente para este curso e suas necessidades, simulando um ambiente cotidiano de cozinha e criando uma realidade mais próxima possível do mercado de trabalho. Gosto muito disso.

Consultoria de um Profissional Atuante foi uma das preocupações do UNIVAG

Sobre esta consultoria para a Gastronomia da Univag, Flávio Foguel (Vice-Reitor) explica que “os cursos superiores de tecnologia precisam seguir os padrões do MEC, mas também devem estar em sintonia com o mercado. Pensamos muito na empregabilidade. Por isso, buscamos a consultoria do Fernando, pois precisamos dos conhecimentos de alguém com seu currículo e com sua experiência, com muita força na prática”.

Sobre o mercado de trabalho regional, Flávio explica que “a Gastronomia é algo que cresceu muito nos últimos cinco anos na América Latina, principalmente no Brasil e com destaque no Centro-Oeste. E Mato Grosso passou a representar um campo profissional 'total', devido à falta de profissionais em nosso Estado”. Isso é muito animador!

Tenho certeza de que o curso de Gastronomia da Univag será referência em MatoGrosso, pois além de seu cuidado acadêmico, possui a melhor cozinha escola de todo o Centro-Oeste. As inscrições para o Vesitbular UNIVAG estão abertas, acessem www.univag.com.br ou ligue 3688-6006.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Marcos Carrilho
    15 Jan 2016 às 16:17

    Deveriam pagar os professores primeiro!

Redes Sociais

Sitevip Internet