Olhar Conceito

Quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

Notícias / Comportamento

Globo causa polêmica com ‘yellow face’ na nova novela das seis

Hypeness

29 Ago 2016 - 17:21

Foto: divulgação/ facebook

Globo causa polêmica com ‘yellow face’ na nova novela das seis
A manutenção de certos preconceitos e algumas desigualdades pode se dar em toda parte, até mesmo na escalação de um elenco para uma novela. “Yellow Face” é como é conhecida a prática de se escalar atores ocidentais (normalmente caracterizados de maneira estereotipada e rasteira) para interpretarem personagens orientais. E para a novela “Sol Nascente”, a Rede Globo escalou como protagonistas do núcleo “oriental” o ator Luís Melo e a atriz Giovanna Antonelli.

O ator Luís Melo saiu em defesa da Globo, minimizando o problema e deslocando-o para os olhos de quem o vê. “Se você percebe o que é arte, você vai entender, não precisa discutir, ter esse tipo de policiamento. Então quer dizer que o ator de Recife não pode fazer um personagem mineiro? Não é um problema que está na coisa, está nas próprias pessoas. Eles não estão querendo questionar absolutamente nada. Porque na verdade, se eles realmente são artistas, eles sabem o que é uma ficção”, afirmou. Ele próprio, porém, admitiu que lhe causou estranheza ser chamado para o papel.

Já o ator Carlos Takeshi, descendente de japoneses, pensa diferente. “Adoro Luis Melo. Adoro Giovana Antonelli. Odeio discriminação. Odeio preconceito. Por que trocaram Ken Kaneko? Oriental não pode ser protagonista? Vivem me pedindo para forçar sotaque e quando o ator tem sotaque naturalmente é descartado para um papel de destaque? Vão ter que explicar muito bem. Eu não engulo a mestiçagem que criaram para o personagem”, ele postou. Ken Kaneko é o ator que originalmente viveria o personagem que acabou oferecido a Luís Melo, segundo Kaneko, sem maiores explicações.

Para além de qualquer intenção, assim como o “black face”, que costumava pintar o rosto de atores brancos para viverem personagens negros nos primórdios do cinema e nos antigos espetáculos de teatro, o “Yellow face” tende a reafirmaa estereótipos como na prática sublinha a desigualdade de oportunidades que é causa e efeito desse jogo excludente.

A polêmica é compreensível, afinal, além de raramente bons personagens serem criados para atores fora dos padrões determinados pela emissora (normalmente restritas à papeis pequenos e, no caso dos orientais, sublinhando certas caricaturas, como personagens que falam português errado), quando eventualmente os papeis são perfeitamente adequados para tal mudança, eles são oferecidos para os mesmos artistas de sempre – devidamente dentro dos padrões. A novela “Sol Nascente” estreia no dia 29.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Marcos
    30 Ago 2016 às 15:47

    Aff pior que perder tempo assistindo novelas é acreditar nessas polêmicas fabricadas. Prefiro minha netflix

Redes Sociais

Sitevip Internet