Olhar Conceito

Quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Notícias / Música

Linha Dura reúne MC’s em clipe de homenagem a Cuiabá e diz que rap foi “esquecido” pelo poder público nas comemorações

Da Redação - Naiara Leonor

11 Abr 2017 - 17:12

Foto: Reprodução/ Facebook

Linha Dura reúne MC’s em clipe de homenagem a Cuiabá e diz que rap foi “esquecido” pelo poder público nas comemorações
Em homenagem ao aniversário de Cuiabá, seis MC’s da capital mandam suas rimas em um cypher ambientado em alguns dos principais pontos da cidade, como calçadão central, Orla e Mercado do Porto. Nos versos, o calor da capital é presença constante e sempre acompanhado da exaltação da cultura local e do cotidiano na cidade. Segundo Linha Dura, um dos idealizadores do vídeo, além de presentear a cidade em seu aniversário, a produção é uma forma de chamar a atenção do poder público para o rap, que segundo ele, foi deixado de lado na programação de aniversário de Cuiabá e também dos projetos para a Cuiabá 300 anos.

Leia mais:
Conheça o 'Slam Poetry', competição que mistura de poesia falada e Hip Hop e chega a Cuiabá em 2017

Para a reportagem do Olhar Conceito, Linha Dura destacou a falta de apoio ao rap na capital por parte do poder público e disse que não foram convidados para participar da programação de comemoração dos 298 da cidade e também não foram incluídos em nenhum projeto da Cuiabá 300 anos. Mesmo assim, o MC reuniu os amigos e com o apoio independente da Boaventura Filmes na idealização do material, conseguiu gravar o clipe. “A cidade não olha pra gente, mas o rap olha pra cidade”.

O vídeo é protagonizado pelos rappers Linha Dura, P. Brother, Felipe Faraó, Liil Red, Micos Brown, Wellington Berê e Chris 2001. Eles são a antiga e nova geração do rap cuiabano, que juntos pela primeira vez em um cypher mandam a letra sobre o cotidiano na cidade do calor.



Vale do Bom Jesus e Praça da Mandioca são lugares ressaltados na rima. Até a recusa do cuiabano pela baixa temperatura entrou pra rima dos amigos, como nos trechos “Se tem uma coisa que gosto de ver, é cuiabano reclamando do calor pra você. Mas quando vem aquele frio já viu, não vi não, porque nem pra comprar de casa ele saiu” e também em “Disse o Emicida nos seus rap’s nos seus versos que a gente é quente até no inverno”.

Sobre a letra, o MC comentou que ela já estava pronta e seria uma das faixas de seu novo disco e que de início ela foi feita para 12 MC’s, mas foi adaptada para os seis. Ele diz que com o resultado positivo, a cypher vai ter continuação com outros seis MC’s que ficaram de fora. 

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Ana Paula
    12 Abr 2017 às 09:18

    UMA PORCARIA DESSA NÃO TEM QUE ESTAR ESQUECIDA TEM QUE ESTAR MORTA E ENTERRADA.

  • Angelo
    11 Abr 2017 às 23:10

    Ainda bem que foi esquecido !!! Tá na hora de começarem a esquecer o sertanejo também ! ...

  • Maria
    11 Abr 2017 às 20:35

    Uma pena serem pouco valorizados.

  • Paulo
    11 Abr 2017 às 19:43

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Izaque Fernandes Leite
    11 Abr 2017 às 19:39

    Grande brother Linha Dura. Guerreiro de longo tempo. Fico feliz em ver voce avançando nos projetos. Deus te abençoe. Abração. Pr. Izaque Fernandes

Redes Sociais

Sitevip Internet