Olhar Conceito

Notícias / Política Cultural

Universidade Fluminense e Funarte começam mapeamento da cultura do Brasil por Cuiabá

Da Redação - Isabela Mercuri

16 Mai 2017 - 14:20

Foto: Reprodução / SEC

Universidade Fluminense e Funarte começam mapeamento da cultura do Brasil por Cuiabá
Mapear a cultura das cinco regiões do Brasil é o objetivo do projeto ‘Territórios da Arte’, realizado pela Universidade Federal Fluminense em parceria com a Fundação Nacional das Artes (Funarte) e que chega a Cuiabá na próxima quinta-feira, com apoio da Secretaria de Estado de Cultura. Após a região Centro-Oeste, o programa segue para Florianópolis (SC), Belém (PA), Recife (PE) e Rio de Janeiro (RJ).

Leia também:
Chapada Sustentável tem mesas de conversa, apresentações culturais, expositores e mais 

A ideia do projeto é criar uma ‘cartografia’ da arte e da cultura popular do Brasil. Para isso, haverá a interação com representantes da região Centro-Oeste, neste primeiro momento, para delinear um mapa local. Nos dias de evento (de quinta a sábado), o Cine Teatro receberá mesas de debate sobre memórias, direitos autorais, construção de identidade e outros temas.
 
“Nossos critérios principais para a escolha dos participantes foram a representatividade e a qualidade dos trabalhos e experiências implementados por artistas, grupos ou coletivos artísticos, além de procurarmos refletir a diversidade local, com bons exemplos dos segmentos artísticos mais consagrados e também de práticas artísticas culturais populares, urbanas, rurais e de periferia”, explica o gestor do projeto, professor Leonardo Guelman, do Instituto de Arte e Comunicação Social da UFF.

Maristela Rangel, Diretora do Centro de Programas Integrados da Fundação Nacional de Artes, explica que “o projeto Territórios da Arte pretende mapear o campo cultural e artístico das cinco regiões brasileiras, com destaque para as cidades de Cuiabá, Florianópolis, Recife, Belém e Rio de Janeiro, todas com grande potencial artístico e cultural no Brasil. A parceria da Funarte com a UFF vem fortalecer o incentivo à produção, o desenvolvimento da pesquisa e a preservação da memória, a partir do referencial dos coletivos artísticos e das expressões culturais das cidades aqui escolhidas, visando à implementação de políticas públicas no campo da cultura”.

De acordo com a assessoria do projeto, participam desta etapa local como articuladores Maria Thereza Azevedo, do Coletivo À Deriva, cineasta, artista plástica e professora da UFMP; Carolina Barros, música e produtora cultural; Naine Terena, que traz a visão das etnias e cenários indígenas; Carlos Ferreira, dramaturgo, ator e ativista de cultura popular; Jeff Rosa, do grupo Flor Ribeirinha, que contribui com a visão sobre a cultura popular; Seu Toti, mestre e Rei da dança do Congo, representando os quilombolas; Maria Irigaray, que trabalha com a preservação do centro histórico; O encontro de artistas O Levante, que contribui com o cenário das artes cênicas; e André Eduardo de Andrade, do Movimento Rota, que traz o universo da arte de rua e seu direito a cidade. Além destes, haverá representantes da UFF, da Funarte e especialistas nas áreas temáticas do seminário.

Antes do encontro oficial, os representantes da UFF também fazem uma prospecção de artistas, fazedores de cultura, produtores culturais, pesquisadores de arte, grupos e coletivos artísticos atuantes e representativos da cultura de cada região, estabelecendo contatos e relações interinstitucionais, de forma a suprir as necessidades técnicas da realização do evento e de suas atividades.

Na internet, o Facebook do ‘Territórios’ funciona como um catalisador do projeto, e também como meio de comunicação com o público em geral. Para participar do evento, é preciso fazer inscrições em um formulário publicado na página, ou presencialmente na hora do evento. A programação é gratuita.

Veja a programação completa:
 
Quinta (18/5)


9h - Recepção e credenciamento

9h30 - Abertura com representantes da UFF, Funarte e Secretaria Estadual de Cultura

10h30 às 12h30 - RELATOS DE EXPERIÊNCIAS COLABORATIVAS EM ARTES - Mediador: Pedro Gradella (UFF), participantes: Glória Albues (Projeto "O HAITI é aqui"/MT); Maria Theresa Azevedo (Coletivo à Deriva/MT); Thereza Helena (Encontro de Artistas "O Levante"/MT).

14h às 18h - CARTOGRAFIA CULTURAL: MAPA FALADO DE COLETIVOS ARTÍSTICOS E EXPRESÕES CULTURAIS - Interseções Cuiabá/ Região Centro – Oeste Políticas para as artes e cultura Articulador: Luiz Mendonça/UFF

Sexta (19/5)

9h às 11h - DIREITOS DA CULTURA - Mediador: Mario Pragmácio (Presidente do Instituto Brasileiro de Direitos Culturais); participantes: Marcos Souza (representante do Centro de Música/CEMUS – Funarte/RJ) Gyl Giffony (Ator, encenador, produtor e pesquisador nas áreas do teatro, organização da cultura e direitos culturais); Cigano, representante da expressão artística ‘Lambadão’, (música e dança); André Eduardo do Coletivo Rota-MT (arte de rua).

11h às 12h30 - RODA DE CONVERSA - GUARDIÕES DA MEMÓRIA: ACERVOS, COLEÇÕES E TESOUROS VIVOS - Mediador: Mario Pragmácio (Presidente do Instituto Brasileiro de Direitos Culturais); João Antônio‘Seu Toti’/MT (Rei do Congo/MT); Girlene Chagas Bulhões(Museóloga/Goiás) Ana Saramago (Coordenadora Cedoc - Funarte/RJ)

14h às 18h - CARTOGRAFIA CULTURAL: MAPA FALADO DE COLETIVOS ARTÍSTICOS E EXPRESÕES CULTURAIS - Interseções Cuiabá/ Região Centro – Oeste Politicas para as artes e cultura Articulador: Luiz Mendonça/UFF

Sábado (20/5)

9h às 11h - INOVAÇÃO: ARTE E TECNOLOGIAS SOCIAIS - Mediador: Leonardo Guelman/UFF; Ludmila Brandão (Projeto Visual Virtual/MT); Carlos Ferreira (Dramaturgo, ator e ativista da cultura popular/MT) e Coletivo Cidadão Cultura (comunicação cultural/MT)

14h às 17h - CARTOGRAFIA CULTURAL: MAPA FALADO DE COLETIVOS ARTÍSTICOS E EXPRESSÕES CULTURAIS - Interseções Cuiabá/ Região Centro – Oeste. Políticas para as artes e cultura - Articulador: Luiz Mendonça/UFF

17h – ENCERRAMENTO

18h - CORTEJO ARTÍSTICO E PERFORMATIZAÇÃO DAS PROPOSTAS - Sugestão de atividade em espaço aberto para ação coletiva e cocriativa, com os artistas e coletivos participantes, tal como cortejo, intervenção artística ou performance.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet