Olhar Conceito

Sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Notícias / Comportamento

Casal cuiabano cria aplicativo para mostrar estabelecimentos que aceitam animais de estimação

Da Redação - Isabela Mercuri

01 Ago 2017 - 14:01

Foto: Arquivo Pessoal

Julia, Igor e Mafalda

Julia, Igor e Mafalda

Depois de passar por alguns constrangimentos e ficar cheios de dúvidas sobre onde poderiam levar a Mafalda, uma pug de estimação, o casal de cuiabanos Júlia Hueb e Igor Vendas decidiu criar uma plataforma para ajudar outros ‘papais e mamães de cachorros’. Morando em Brasília há pouco mais de um ano, eles desenvolveram o ‘MapaDog’, um aplicativo que lista os lugares ‘Pet Frendly’ da cidade.

Leia também:
Com dívida de R$11 mil e 27 cachorros na própria casa, cuidadora diz que vai fechar abrigo se não conseguir ajuda
 
“Sempre queríamos sair com a nossa pug Mafalda, mas não sabíamos onde ela era bem-vinda e nem as políticas e regras de cada local. Procurávamos essas informações, mas sempre eram notícias pontuais e antigas, com poucos lugares. Tínhamos que ficar ligando pra confirmar as informações”, conta Júlia.
 
Das necessidades dela e de amigos surgiu a ideia, que foi desenvolvida junto a Natália Lima, uma amiga designer de sites que tinha a mesma necessidade deles, pois adotou uma vira-lata que a acompanha por todo lado.
 
O aplicativo é uma plataforma colaborativa de mapeamento de locais pet-friendly. É um espaço de busca e divulgação de regras de cada estabelecimento. Ele ainda não foi lançado, mas já possui FAN PAGE e INSTAGRAM.
 
“Queremos que o MapaDog se torne uma ferramenta para unir cada vez mais pessoas e cachorros e que essa convivência possa ser feita em harmonia com aqueles que não têm animais”, afirma Igor Vendas.
 
De acordo com a assessoria, antes de lançar o projeto, o casal fez uma pesquisa de mercado e descobriu que, mesmo durante a crise econômica, o mercado ‘pet’ está em ascensão. Segundo o IBGE, 63% das pessoas consideram o seu animal como membro da família, e hoje, no Brasil, há mais cachorros do que crianças.
 
O ‘MapaDog’ ainda não foi lançado fora do Distrito Federal, mas o mapeamento das principais capitais do Brasil já começou a ser feito e vai ser lançado junto com o aplicativo daqui alguns meses. Cuiabá será uma das primeiras cidades contempladas. Para acompanhar o App, acesse as redes sociais.
 
Serviço

www.mapadog.com
Instagram: @mapadog
Facebook: MapaDog Brasil

14 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Paula Crestana
    02 Ago 2017 às 14:21

    O aplicativo é muito útil para quem quer passear com seu baby dog, adorei.

  • Ju
    02 Ago 2017 às 10:05

    Tem gente que reclamando dos latidos, mas e aquelas crianças histéricas e mal educadas que gritam nos nossos ouvidos e correm pelo estabelecimento enquanto os pais fingem não ver pra ter um momento de paz? Se os cães não são aceitáveis as crianças também não deveriam ser.

  • ELIAS
    02 Ago 2017 às 08:52

    Sai fora, vai adotar um filho, cuidar de pessoas, deixa os animais nos seus devidos lugares, nao queira equiparar com pessoas, concordo com comentario do amigo, vou ver esse aplicativo para nao frequentar o lugar que aceita animais.

  • Joao sem Braço
    02 Ago 2017 às 08:47

    Muito bom. Assim podemos saber onde não ir. Pq não quero almoçar, jantar ouvindo latidos, além do risco sanitário que é o cachorro dentro destes ambientes.

  • SONNY LOPES
    02 Ago 2017 às 07:39

    Como posso elogiar um empreendimento de tão grande utilidade!? Que ajudará em muito no desenvolvimento das relações humanas!? Penso que devo contextualizar com a informação do IBGE, que, no Brasil, hoje, há mais cachorros do que crianças. Infelizmente, não encontrei nenhuma palavra ou sentido para enaltecer uma atitude tão desprezível, que demonstra a falta de objetividade sadia no viver de algumas pessoas. Coaduno com o comentário do Ahmad. Ainda que alguns digam ao contrário: é isso mesmo que está acontecendo.

  • ZE NINGUEM
    02 Ago 2017 às 07:22

    SR AHMAD, E VENDO A DESGRAÇA CORRUPTA QUE SE TORNOU O SER HUMANO, FAZ TEMPO QUE EU TO DANDO VALOR MUITO MAIS AOS CACHORROS, DO QUE OS "CACHORROS CORRUPTOS" . KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK............................... PREFIRO UM CACHORRO AMIGO DO QUE UM "AMIGO CACHORRO". KKKKKKKKKKKKKKK

  • Carol
    01 Ago 2017 às 21:41

    Lugar de cachorro é no quintal de casa

  • Juliana A. Martins
    01 Ago 2017 às 20:48

    Tantos animais abandonados se as pessoas q adiquirem seu animal tive conciencia isso não aconteria! Não podemos ser julgados por amar e cuidar bem de nossos animais.

  • Rosane Nogueira
    01 Ago 2017 às 19:16

    Animais ,crianças e um café quentinho : maravilhas da vida. Junta los em lugares públicos e uma manifestação de carinho e boas energias . Parabéns jovens!!

  • Zico
    01 Ago 2017 às 19:10

    Opa boa ideia, vou acessar, só assim conseguirei ir em algum lugar e não encontrar com animais acompanhados.

Sitevip Internet