Olhar Conceito

Quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Notícias / Gastronomia

Aprovado por preço e qualidade, Dom Express chega a vender 30 pizzas no primeiro dia no Univag

Da Redação - Isabela Mercuri

11 Ago 2017 - 11:00

Foto: Isabela Mercuri / Olhar Direto

Pizza Margherita

Pizza Margherita

O Dom Express, nova unidade do Dom Sebastião localizada no bloco D do Centro Universitário de Várzea Grande (Univag), abriu as portas na última quarta-feira (9). Mas quem passou pelo restaurant na noite de quinta (11) pode perceber uma movimentação diferente, já que nesta noite o proprietário decidiu realizar um coquetel para apresentar parte de seu cardápio aos clientes e amigos.

Leia também:
Ray's American Blend fecha as portas e proprietário vai investir em nova versão 'orgânica e sustentável'
 
As estudantes de fisioterapia Camila Regina, 21, Thaís Macaúbas, 25 e Suelen Nunes, 22, que estão no último ano, aprovaram a novidade. “Eu não conhecia [o Dom], mas já tinha lido no Olhar Direto que ia vir e adorei, porque é uma coisa nova, é um valor que dá pra pagar, diferenciado, mais acessível. E a pizza é maravilhosa”, comentou Suelen.

 Suelen (esq.), Thaís e Camila (dir.) (Foto: Arquivo Pessoal)

As amigas concordaram, e garantiram que serão clientes fieis. “Vai lotar por causa do valor, da qualidade, e também porque o pessoal já está enjoado dos salgados que já tem por aqui”, comentou Thaís. Camila também aprovou, e disse que, como estuda no andar de cima, vai “só descer a rampa e ir direto”.
 
Esta aprovação foi sentida pelo proprietário, Paulo Vitor Lara Leite, já no primeiro dia de atividades. “Ontem [quarta] a gente fez um soft opening, em periodo de teste, desde as 7h da manhã, e foi muito boa a aceitação, principalmente da pizza. Foi o que a gente esperava ou até mais. Só ontem a gente vendeu umas trinta pizzas em fatia. E olha que ainda não voltaram todos os cursos”, disse.

Paulo Vitor Lara Leite (Foto: Isabela Mercuri / Olhar Direto)
 
Além das pizzas, que são vendidas a R$5 a fatia, o Dom também vai oferecer salgados, sobremesas, sanduíches e, em breve, pratos executivos. O desafio é fazer tudo fresquinho. “A nossa ideia é trabalhar com o cardápio evoluindo com os horários. Nos intervalos ter a opção da pizza, dos salgados e do lanche, e no almoço ter alguma opção de prato executive, que a gente ainda vai implanter”, conta. Segundo Paulo, é possível que a escolhida seja a famosa parmeggiana. “Num preço acessível, pra trabalhar das 11h ate a uma da tarde, para gente não fugir muito do conceito de cantina mesmo, que é onde a pessoa pode tomar um suco, tomar um café, um sorvete…”.
 
Outra opção são os hambúrgueres, o ‘Burguercity’, com receita já usada no Hotel Intercity, e o ‘Uniburguer’, feito especialmente para o Univag, com pão, carne, queijo, saladinha com alface baby da hortatec e maionese temperada da casa.
 
'Copo' de coxinhas (Foto: Isabela Mercuri / Olhar Direto)

Para Paulo, o segredo está na qualidade, aliada ao bom preço e rapidez. “Juntar esses três pilares vai ser um desafio, todo dia. Como às vezes a comida fica num expositor, a gente vai ter que fazer a venda por média ponderada, vai ter que entender qual é o nível médio de venda para que a pizza não fique ressecando ali. Porque a gente quer entregar uma pizza quente pro estudante, a gente quer entregar uma coxinha crocante, um salgado no melhor momento dele, um pão de queijo quentinho… então é procurar realmente estar alinhado com os momentos que tem o fluxo, tem a demanda”, explica.
 
Era exatamente esta qualidade que o Univag procurava em seus novos parceiros. “Se a gente tem a qualidade na educaçāo, no ensino - e a gente já tem isso como referência - então a gente também quer parceiros neste mesmo nível, em que o produto final tenha qualidade pro aluno”, comentou o diretor administrative do Centro Universitário, Paulo Cerqueira.
 
Segundo ele, a universidade divulgou que buscava novos parceiros e, à partir da procura, fez uma seleção. “Foi feita uma avaliação desde o plano de negócios, o que seria ofertado, a preocupação com o valor, os preços a serem colocados… Porque a gente sabe que o estudante quer qualidade, mas também tem a questão de preço”.

Paulo Cerqueiro (Foto: Isabela Mercuri / Olhar Direto) 

Depois de avaliados os planos de negócio, os finalistas passaram por uma ‘prova’ com os próprios estudantes. “Nós fizemos um teste de degustação às cegas, onde as empresas que estavam concorrendo pelos espaços trouxeram produtos que foram disponibilizados dentro de uma sala, onde ninguém sabia de quem era qual”, explica Carlos.
 
Os alunos participantes podiam dar notas 1, 3 ou 5 para cada participante, e ainda fazer observações sobre os pratos e preços servidos. Dom Sebastião, Açai Concept e S-Bar foram os que obtiveram notas melhores, e agora terão tempo para conquistar seu público cativo.
 
Quem quiser visitar o Dom Express, basta ir até o bloco D do Univag, diariamente, das 7h às 22h. 

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Alencar
    11 Ago 2017 às 15:50

    Gostoso. Uma tentação.

  • Daniela
    11 Ago 2017 às 15:39

    A UNIVAG merece todo o reconhecimento que está tendo, lembro-me que de início era considerada como o " patinho feio" .. hoje está aí, dando o que falar de qualidade de ensino, de estrutura. . Bem mais bem diferente da UNIC onde estudo e graças a Deus me despeço esse ano. . Parabéns UNIVAG e aos alunos que a escolheram para realizar o sonho profissional.

Sitevip Internet