Olhar Conceito

Sábado, 20 de janeiro de 2018

Notícias / Arquitetura, décor e design

Edifício de Cuiabá é finalista do prêmio mundial BREEAM Awards 2018

Da Redação - Vitória Lopes

26 Dez 2017 - 15:49

Foto: Reprodução

Edifício de Cuiabá é finalista do prêmio mundial BREEAM Awards 2018
O Centro Sebrae de Sustentabilidade (CSS), situado em Cuiabá, é finalista e representará o continente americano na premiação mundial BREEAM Awards 2018. A solenidade de entrega do prêmio será no dia 6 de março, no London's ExCeL Centre, como parte da programação do Ecobuild 2018, o maior evento de materiais para a construção sustentável do mercado mundial, realizado pela Building Research Establishment (BRE).

Leia mais:
Defensoria entrega brinquedos para crianças carentes e mantém tradição natalina de 10 anos


A BRE é uma instituição inglesa, fundada em 1921, como entidade filantrópica para apoiar a reconstrução de Londres, no pós-segunda guerra. Nas últimas décadas, se transformou em fundação e se tornou referência mundial na ciência da construção e de projetos inovadores e sustentáveis.

O BREEAM é o mais antigo selo de sustentabilidade, criado em 1990, está presente em mais de 50 países e já certificou mais de 250 mil prédios de diversos países e vários continentes, entre novos e antigos.

Concorrência

O CSS concorreu com cinco projetos norte-americanos e foi escolhido para representar o continente americano na categoria Prêmio Regional/Novas Construções Em Uso no certame mundial.
 
Os projetos concorrentes foram: Flatlron Crossing, Colorado; Kierland Commons, Arizona; Plant and Environmental Sciences Building, University of Califórnia; Queens Center, New York; e Scottsdale Fashion Square, Arizona.
 
Sabedoria indígena

O projeto arquitetônico do Centro é de autoria de José Afonso Botura Portocarrero, arquiteto, professor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e Doutor em habitações indígenas brasileiras. Em formato ogival, o edifício é baseado no conhecimento ancestral e nas casas indígenas do Xingu, consideradas exemplares em termos de arquitetura bioclimática. O processo de construção incluiu a participação de mulheres, reaproveitamento de resíduos (madeiras, pedras, etc) e o projeto se adaptou ao terreno em declive, evitando a terraplanagem e preservando a vegetação nativa.
 
Entre as vantagens e benefícios do projeto, se destacam: conforto térmico; utilização máxima da iluminação natural; cobertura em duas cascas, que possibilitam o resfriamento interno do prédio e a captação de água da chuva, que é filtrada e armazenada para uso na irrigação do jardim, lavagem de piso; banheiros; entre outros. Há, também, uma instalação de vermicompostagem, que recebe resíduos orgânicos da lanchonete e da poda de árvores e plantas.

O jardim do CSS é integrado por espécies dos biomas presentes em Mato Grosso: Cerrado, Pantanal e Amazônia. Dez estações interativas sobre diversos temas (resíduos, água, energia, consumo, etc) compõem as visitas guiadas para visitantes, que são agendadas com antecedência.
 
Conhecimento para pequenos negócios
 
Há seis anos, o CSS vem conquistando certificações, prêmios e visitantes. No período de 2011 a 2016, recebeu cerca de 70 mil visitantes brasileiros e de 26 países, entre empresários, arquitetos, engenheiros, universitários e pessoas interessadas na causa da sustentabilidade e em ecoinovação.
 
A missão do Centro é introduzir o conceito de sustentabilidade na vida das micro e pequenas empresas e dos empreendedores, enquanto protagonistas e integrantes de um setor robusto e relevante (98% das empresas brasileiras) no desenvolvimento sustentável brasileiro. O objetivo de todas as iniciativas é estimular o ingresso e a participação desses empreendimentos, o quanto antes, na chamada 'economia de transição' ou 'nova economia', que considera os resultados econômicos (rentabilidade e lucro), mas também prioriza objetivos ambientais, sociais e culturais.
 
Conteúdos, produtos e redes sociais
 
Nesse edifício, trabalha uma equipe multidisciplinar (engenheiros civil, ambiental, florestal, eletricista e sanitarista; arquiteto; jornalista; publicitária; e advogado) que, em parceria com especialistas e consultores, desenvolvem conhecimento, informações e orientações para os pequenos negócios (temáticos e por setores e segmentos).
 
Ao longo de seis anos, esta equipe e parceiros desenvolveram e disponibilizaram ao público, por meio do portal www.sustentabilidade.sebrae.com.br.

10 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Mardio Silva Júnior
    10 Jan 2018 às 22:54

    Obra de um mestre! Estudioso da cultura indígena. Sua dissertação de mestrado auxiliou na conclusão do meu Trabalho final para graduação em Saúde Coletiva! Conheço bem essa sua belíssima obra, que representa a sustentabilidade proporcionada por uma arquitetura moderna e futurista com conceitos básicos oriundos da arquitetura indígena.

  • Rudybert von Eye
    01 Jan 2018 às 12:36

    José Afonso foi meu professor no curso de engenharia Civil. Colaborou conosco com conselhos na concepção do projeto de escolas indígenas, no FNDE. Conhece a arquitetura indígena com maestria.

  • Abel
    30 Dez 2017 às 11:26

    Parabéns José Afonso você merece belo trabalho.

  • Camila Borin
    30 Dez 2017 às 11:02

    merece toda honra e reconhecimento que através disso multiplique ainda mais oque já foi conquistado parabéns arquiteto Portocarrero

  • MARCELO AUGUSTO PORTOCARRERO
    29 Dez 2017 às 17:18

    Parabéns meu irmão, você é um exemplo de profissional, de professor e de cidadão. Portanto, merecedor de todas as honras que seu trabalho lhe confere.

  • Eraldo Favero
    27 Dez 2017 às 22:12

    Parabéns mestre José Afonso Portocarrero ??????

  • Vinícius Mesquita
    27 Dez 2017 às 16:03

    Sem dúvida é uma ótima notícia e digna de se orgulhar como cidadão cuiabano!!! Parabéns Sebrae, arquiteto Portocarrero e todos os que se envolveram de alguma forma com esse projeto maravilhoso!!!

  • Joao sem Braço
    27 Dez 2017 às 15:43

    Se fosse algum projeto de Europeu vindo pra cá, ainda que desconsiderando nosso clima, tava todo mundo babando, louvando. Agora, é um projeto genial, criado usando a sabedoria indígena... Repercussão: quase nada. É uma pena que o colonialismo não sai da gente nunca. Vai levar mais uns 1000 anos. E olhe lá.

  • Jandira Maria Pedrollo
    26 Dez 2017 às 22:47

    Parabéns ao Sebrae e ao Arq. José Afonso Portocarrero, exemplo de sustentabilidade a ser seguido.

  • Francisco de Assis
    26 Dez 2017 às 17:08

    Por que não há nenhum comentário aqui? Essa matéria é incrível gente! É espetacular. Se fosse matéria negativa de Cuiabá, estaria cheio de comentários. Mas como é uma matéria maravilhosa falando de nossa Capital, ninguém fala nada. Isso é um absurdo.

Sitevip Internet