Olhar Conceito

Sábado, 20 de janeiro de 2018

Notícias / Arquitetura, décor e design

Segunda mostra Baby Dreams House Decor retorna com novidades de decoração para pequenos espaços

Da Redação - Vinicius Mendes

02 Jan 2018 - 18:02

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Segunda mostra Baby Dreams House Decor retorna com novidades de decoração para pequenos espaços
A segunda mostra de decoração infantil “II Baby Dreams House Decor” chegou neste último mês de dezembro com algumas novidades. A primeira, lançada em 2016, contou com oito espaços decorados por arquitetos. Já neste ano, além dos oito espaços, cinco novos ambientes serão abertos, com uma proposta de “Pequenos ambientes, grandes ideias”, para as famílias que moram em apartamentos ou têm espaço reduzido. Desta vez, a Baby Dreams House Decor terá uma duração de dois anos, para que os casais de todo o Estado tenham a oportunidade de fazer uma visita.

Leia mais:
Primeira mostra Baby Dreams traz principais tendências de decoração infantil

A mostra foi organizada pelas empresárias e proprietárias do espaço, Eliana Pugsley e sua filha Mayra Prado. Ao todo 17 arquitetos trabalharam na elaboração dos quartos de bebê, cada um com uma proposta diferenciada. No entanto, ainda assim houve uma sintonia entre os profissionais. A empresária Eliana Pugsley afirma que desde o começo houve um planejamento e direcionamento dos arquitetos.

“Nós fizemos um planejamento, desde o início, para alcançar um bom resultado. Todos os ambientes estão conversando, em harmonia. Existe uma proposta de quartos que tem uns tons mais alegres, mas também uma mistura dos tons pastéis para trazer uma leveza ao quarto, que é o que a mãe quer. Nós direcionamos e como os arquitetos estavam em sintonia, deu muito certo. O nosso fornecedor também foi importante porque desenvolveu uma linha de móveis especialmente para a nossa mostra e agora vamos ver como vai ser a recepção. E isto foi um diferencial”.

Todos os quartos compartilham de tons similares e utilização de móveis com madeira. A arquiteta Silvia Antunes, que trabalhou na criação de um dos quartos, disse que tiveram muita liberdade na criação e que mesmo recebendo direcionamento, com o auxílio das organizadoras os trabalhos ficaram bem diferentes.

“Nenhum ambiente ficou igual ao outro, a Eliana e a Mayra, orientando a mostra, cuidaram disso. E desde o princípio nenhum dos arquitetos tiveram ideias parecidas. A criação foi muito natural, os estilos bem diferentes mesmo e elas nortearam os ambientes”, disse Silvia.

A grande novidade desta mostra este ano é a criação de quatro ambientes menores, para atender a necessidade de famílias que moram em apartamento ou possuem um espaço reduzido. Com a proposta de “Pequenos ambientes, grandes ideias”, cinco quartos a mais serão disponibilizados nesta edição da mostra.

“Após um ano pensamos em trazer novidades, e a novidade são cinco novos ambientes, com o tema ‘Pequenos ambientes, grandes idéias’. Os oito ambientes que temos aqui são grandes, para moradias maiores, e neste período nós sentimos que os casais recém casados, que se mudam para imóveis menores, lá os quartos são com espaço reduzido. E pensando nisso começamos a planejar como oferecer um quarto de bebê em um espaço pequeno e com grandes idéias, sendo inclusive mais econômico, porque é um espaço menor então se utilizam os mesmos itens de bom gosto, só que em menor quantidade”, explica Eliana.

O objetivo da Baby Dreams é se tornar referência no Centro-Oeste quando se trata de quarto para bebês. Para isso, as empresárias buscam referências dos grandes centros, como São Paulo, Curitiba, e de fora do Brasil, vendo o que o mercado está pedindo e seguindo a tendência.

Desta vez a mostra conta com 13 ambientes, cada um com um nome, imaginando ali a história do bebê. São eles:
 
Quarto Candy Sisters “Doces Irmãs” – Projetado pelas arquitetas Isadora Saturnino, Mariana Sagin e Silvia Antunes, este é um dos quartos da proposta “Pequenos ambientes, grandes idéias”.  Silvia disse que se basearam nas candy colors (cores doces), de tons neutros e pastéis, para desenvolver o projeto. Além disso o quarto foi elaborado pensando no desenvolvimento de duas irmãs, utilizando berços que podem ser adaptados conforma a criança vai crescendo.

“A gente queria colocar cor mesmo, então no ambiente tem verde, tem rosa, tem azul. Pensamos também no desenvolvimento da criança, porque até os dois anos de idade há um desenvolvimento muito rápido, então ela está em um nível de descoberta muito grande, e por isso decidimos utilizar elementos da natureza para aguçar isto, como as nuvens, ovelhas e estrelas. Trabalhamos com um berço da linha Crescer, que tem fases. Ele fica como um círculo pequeno, como se fosse um resgate à barriga da mãe, depois ele aumenta para um tamanho mais comum, aí pode virar uma cama e depois disso duas cadeiras, ele cresce com a criança. E mostramos ele em duas fases, uma para uma irmã menor e outra para uma irmã mais velha”, explicou Silvia.



Quarto do Bebê Fit – O projeto é mais um com a proposta “Pequenos ambientes, grandes idéias” e foi elaborado pela designer de interiores Thiara Borges e também utiliza tons mais neutros para passar tranquilidade.



Quarto do Bebê Otto – Projetado pela arquiteta e designer de interiores Jomara Nicaretta, o quarto foi decorado com os tons mais leves, mas também utilizando madeira. Este também é um dos ambientes do “Pequenos Ambientes, grandes idéias”.



Quarto do Baby Boy e Quarto da Baby Girl – Os dois últimos quartos da proposta “Pequenos ambientes, grandes idéias” foram elaborados pela arquiteta Vanessa Koelher. No Baby Girl foram utilizadas coras mais claras e flores na decoração. Já no Baby Boy foram utilizados tons mais neutros e madeira.





Quarto do Bebê Âmbar – O quarto foi projetado pelos arquitetos Renan Lenner, Francisco Gomes e Ana Paula Bonadio. O ambiente tem uma proposta mais alegre e divertida, mas também utiliza com tons mais neutros. Para dar mais alegria os arquitetos utilizaram tons mais fortes de azul e amarelo.



Quarto Sweet Dreams – Projetado pela arquiteta Juliana Cascaes o quarto foi pensado para uma menina. Foi construída uma estrutura de casa na cama, com uma proposta mais lúdica, e também com uma pequena penteadeira ao lado.



Quarto do Bebê Descolado – O ambiente foi projetado pela arquiteta Daiane Zaffari e trabalha com tons de azul, móveis em tons escuros, com madeira e almofadas e papel de parede decorados com ursos, para trazer uma proposta lúdica.



Quarto Bambino Contemporâneo – Projetado pela arquiteta Karla Di Grecco este é um dos quartos que se utiliza de tons neutros e pode ser adaptado para meninos ou meninas. Um dos móveis do quarto foi adaptado pela arquiteta, para integrar a proposta.



Quarto Angel Baby – O projeto foi elaborado pelo arquiteto Eduardo Garcia e tem uma proposta de utilização de tons neutros, podendo também ser adaptado para meninos, necessitando pequenas alterações.



Quarto Menino Bblue – Projetado pela arquiteta Lélis Esteves Kara o quarto tem uma proposta mais clássica, com utilização de móveis de madeira e tons de azul escuro.



Quarto dos irmãos – Projetado pela arquiteta Sabrina Sinohara, no quarto foram utilizadas as cores preto e cinza, com uma cama e um berço, e trabalha com tons neutros no papel de parede. Este é outro que facilmente pode ser adaptado para meninas, fazendo mudanças nos estofados.



Além disso a própria recepção também foi redecorada para se adaptar à mostra. O projeto, denominado “Hall e Espaço Crescer”, foi desenvolvido pelas arquitetas Isabella Mamprim e Janaína Serra. Nele estão expostos alguns itens de enxoval, mas também logo na entrada foi colocado um pequeno berço, para ambientar os pais ao chegarem na mostra.

A arquiteta Silvia Andrade afirma que a exposição será muito positiva tanto para a loja, que recebeu uma repaginada, quanto para os arquitetos, que terão seus trabalhos expostos por um longo período.

“Quando a Eliana nos convidou ficamos muito felizes porque soubemos do sucesso da primeira mostra, e foi muito bom porque o nosso trabalho vai ficar dois anos exposto. Mas foi desafiador, ainda mais depois que vimos o espaço e a proposta de ‘Pequenos ambientes, grande idéias’ tivemos que mostrar de verdade o nosso trabalho. E foi uma idéia sensacional, porque realmente os apartamentos são assim hoje em dia, é tudo muito minúsculo e a gente lida com isso o tempo todo. Ela tem todos os tipos de cliente, atendem todo o mercado e o nosso nome fica conhecido, e isso é bom para todo mundo, para a loja, que é repaginada, e para nós arquitetos”, disse.

Eliana afirma que a intenção é montar uma loja que dê um aconchego ao casal grávido que for visitar e realizar os sonhos dos pais.

“É isso que nós queremos, acolher o casal grávido. Apresentar um lugar onde ele já tenha aqui uma proposta de um quartinho para este bebê que eles estão aguardando. Nós não somos só uma loja de móveis, nós somos uma loja que oferece uma proposta de sonhos”.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet