Olhar Conceito

Sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Notícias / Artes Cênicas

Espetáculo 'proibido para menores' discute a trajetória do nu com atores pelados 98% do tempo

Da Redação - Isabela Mercuri

10 Jan 2018 - 08:25

Foto: Fábio Motta

Espetáculo 'proibido para menores' discute a trajetória do nu com atores pelados 98% do tempo
Um espetáculo que discute a trajetória do nu une oito atores no ‘Espaço InCasa’ neste sábado (13) e domingo (14). ‘Proibido para Menores’, dirigido por André D’Lucca, Eloá Pimenta e Wagton Douglas, e com preparação de elenco de Chris Fortuna, será encenado em dois horários, às 19h e às 20h30, e, durante os cerca de 50 minutos de peça, em 98% do tempo os personagens estão pelados.

Leia também:
UFMT divulga edital para utilização do Teatro entre fevereiro e dezembro de 2018
 
A ideia, de acordo com a assessoria, é de mostrar a diversidade dos corpos, sem se preocupar com os padrões estéticos, e revelar a insatisfação pessoal de cada um. Serão apresentados oito monólogos, cada um com um foco diferente.
 
Um deles é do próprio diretor, André D’Lucca, que vai falar sobre a sua primeira experiência do com o nu no teatro. Ele explica como foi a preparação, qual foi a reação, como foi a estreia, e qual a reação do público em perceber como é o tabu em sua cabeça e na do outro. André ficou nu no teatro pela primeira vez aos 36 anos, na peça “Aluga-se Negro 1,75, 80 kg, Malhado”, que estreou em julho e 2013, no Cine Teatro Cuiabá.
 
Além dele, cada um dos atores participantes traz um questionamento diferente ao público. Carlos André, por exemplo, traz um personagem que vai falar sobre padrões estéticos. Thaís Amorim aborda a sexualização do corpo feminino, Wagton Douglas conta a história e trajetória do nu, Xico Macedo revela o pecado da nudez enquanto demônio, Wesley Oliveira aborda a sexualização do corpo negro e a adulteração dos corpos com piercings e tatuagens. Ariane Cury, que é travesti, fala sobre o corpo da mulher transexual, enquanto Eloá Pimenta interpreta duas personagens em conflito com o espelho: uma é bem resolvida com o corpo, e a outra leva em consideração a forma como as outras pessoas a enxergam.
 
‘Proibido para menores’ é diferente dos outros projetos do InCasa: “Este é um projeto totalmente diferente dos que acontecem na escola, porque a escola funciona assim: as pessoas me procuram e eu não seleciono se elas têm experiência ou não, se têm talento ou não. Então eu aceito e o Espaço Incasa acolhe. Sendo assim todos os projetos têm pessoas misturadas entre as que tem experiência e não. Mas artisticamente todas elas conseguem desenvolver o lado ator delas. Porém no “Proibido Para Menores” eu selecionei os atores. Eles não estão aqui enquanto alunos. Eu escolhi 10 atores que já passaram pela escola e tiveram destaque e oito deles toparam o desafio”, explica D’Lucca.
 
Outra diferença é que, desta vez, também participam do projeto os fotógrafos Henrique Santian e Fábio Motta, que terão instalações de suas fotos no espaço do espetáculo. Os ingressos para ‘Proibido para Menores’ esgotaram quinze dias antes das apresentações.
 
O Espaço Incasa está localizado na rua da Violeta, 130, bairro Jardim Cuiabá, em Cuiabá. Mais informações para a compra de ingresso e inscrições para as oficinas de teatro pelo telefone (65) 99292-9907.

25 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • SANDRO
    28 Mai 2018 às 16:49

    ja veio para Brasilia?? ou não?? Grato.

  • NatVale
    12 Jan 2018 às 12:27

    Temos de discutir o direito a nudez social como direito basico. O naturismo tem a intenção de trabalhar a aceitação do corpo e incentivar o autorrespeito, o respeito ao próximo e pelo meio ambiente. O movimento naturista quer que a nudez não cause medo a ninguém e que os têxteis (usuários de roupas) permitam e aceitem nossa nudez em espaços múltiplos destinados a este fim! Está nu e natural e não pode se considerado crime!

  • Antonio
    12 Jan 2018 às 11:21

    Que interessante... Tomara q venha p SP logo

  • Cláudio
    11 Jan 2018 às 12:08

    SENSACIONAL!!!! Quem tem problemas com a nudez, que vá se tratar! Até quando as mentes doentes vão achar que o nu é falta de vergonha? ATÉ QUANDO VIVEREMOS NA IDADE DAS TREVAS??? Viva a naturalidade do nu! Viva a liberdade!

  • claudio
    11 Jan 2018 às 11:44

    QUE VERGONHA!! SÓ ESSAS COISAS QUE VEM PRA CUIABÁ? NÃO VEM NADA QUE PRESTA?

  • Anderson Freitas
    11 Jan 2018 às 10:59

    Com diz Naira Azevedo: "que lixo!"

  • Kildare de Sousa Cunha
    11 Jan 2018 às 10:44

    Quando vem a São Paulo ?

  • Henrique Pimentta
    11 Jan 2018 às 10:42

    Muito bacana!!! Tem a possibilidade do espetáculo ir pra São Paulo ou Rio de Janeiro? Merda pra vcs!!! Muita muita muita !!!

  • Chacal
    11 Jan 2018 às 07:49

    Loucura, loucura, essa peça dever ser maravilhosa, um verdadeiro espetáculo de arte.

  • Silva
    11 Jan 2018 às 06:03

    Assim caminha a humanidade. Enquanto isso eu continuo ultrapassado, cada vez mais rabugento, arcaico e antiquado.

Redes Sociais

Sitevip Internet