Olhar Conceito

Quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Notícias / Saúde e Beleza

Nutricionista cuiabano critica médicos que prescrevem dieta: "Exercício ilegal da profissão"

Da Redação - Isabela Mercuri

23 Jan 2018 - 11:00

Foto: Reprodução / Youtube

Dr. Barakat em entrevista a Gabriela Pugliesi, falando sobre jejum intermitente

Dr. Barakat em entrevista a Gabriela Pugliesi, falando sobre jejum intermitente

Acusado pelo cantor baiano Netinho de ter receitado anabolizantes, e citado em uma matéria da Veja São Paulo como um dos médicos que ‘receitam bombas’ em São Paulo, o médico Mohamad Barakat é polêmico, mas muito querido. Com mais de 700 mil seguidores no Instagram, ele foi entrevistado pela blogueira fitness Gabriela Pugliesi no último dia 15 de janeiro, no canal ‘Vendi Meu Sofá, no Youtube, e falou sobre o Jejum Intermitente. Para o nutricionista esportivo cuiabano Leandro Freire, procurado pelo Olhar Conceito para comentar o assunto, um dos maiores problemas neste caso é o exercício ilegal da profissão, já que prescrever dieta é uma atribuição dos nutricionistas.

Leia também:
Ao lado dos melhores do Brasil, nutricionista de MT atua pela 2ª vez como consultor científico na Arnold Conference

Na entrevista concedida à Pugliesi, Dr. Barakat – que é médico e tem como especialidade a oftalmologia - toca em vários pontos polêmicos, elogiando o jejum intermitente, condenando a ideia de que o café da manhã seja a refeição mais importante do dia, e, ainda, indicando o consumo de água com limão, diariamente, pela manhã. Veja o vídeo completo:



Confira a entrevista completa de Leandro ao Olhar Conceito:

Olhar Conceito – Qual sua opinião sobre o jejum intermitente?

Leandro Freire - Jejum Intermitente é uma metodologia antiga de regime, com registros desde 1973, e temos várias culturas, religiões e ideologias que as praticam, como o Ramadan por exemplo. Hoje se tornou mais uma modinha na busca do tão sonhado corpo perfeito, como as dietas que já se foram, exemplo a do HCG, Dukan, etc.

Transformaram uma estratégia antiga em novidade, chamam de dieta apenas para poder lucrar em cima da falta de conhecimento da população. Somos uma máquina bastante complexa. Quando falamos em alimentação temos que ter no mínimo bom senso em individualizar o paciente, não podemos usar uma estratégia como se fosse a salvação de todos os males, principalmente quando se busca saúde e emagrecimento pois organismo humano é muito inteligente. Qualquer agressão a que você se expõe, ele automaticamente passa a reagir, muitas vezes trazendo consequências drásticas e sem retorno.

Precisamos tomar cuidado com as dietas agressivas, restritivas e radicais, pois perder peso não é fácil, para isso existe um profissional que estudou quatro anos exclusivamente a nutrição e fez mais vários anos de especializações para atuar legalmente avaliando as reais necessidades de cada indivíduo, esse profissional é o nutricionista, que é o único profissional da saúde que pode prescrever dietas qualitativas e quantitativas e quaisquer estratégias na busca de qualquer objetivo , seja ele saúde ou estética.

OC – Por quem ele deve ser feito, e por quem não deve?

LF - Bom, o ideal é que o indivíduo seja avaliado individualmente a fim de ser utilizado estrategicamente, existe sim a sua aplicabilidade comprovadas cientificamente, como em alguns casos de pessoas pré diabéticas, alguns casos de câncer, como em especial o glioma, mas pelo amor de Deus, não todos os Câncer.
Infelizmente estão utilizando essa estratégia para o emagrecimento, na busca por saúde e estética, e em minha opinião como especialista, nem de longe isso deve ser feito da forma como está sendo vendida.

OC –Segunda-feira, o dr.Barakat foi ao programa da Gabriela Pugliese, e deu uma entrevista sobre o assunto (está aqui). Nela, ele citou diversos ‘benefícios’ do jejum, como diminuição de doenças (câncer, diabetes, hipertensão). Você concorda com o que ele falou?

LF - Primeiramente o Dr. citado tem a sua formação em Medicina, e sua principal especialidade em Oftalmologia, então por mais que seja conhecido nas redes sociais está longe de ser uma unanimidade em alimentação e nutrição. Os benefícios do jejum que tem sido propagado a fim do aumento do nível do hormônio de crescimento; a melhoria da sensibilidade à insulina e a queda dos níveis de insulina no sangue. Em jejum, o seu corpo inicia processos emergenciais de reparo celular, com várias ações, e uma delas que foi bem citada pelo Dr, que é a autofagia, em que as células digerem e removem proteínas velhas, porém devemos ter muita atenção, estes benefícios devem ser muito bem estudados ainda. Fisiologicamente podemos esquecer que cada célula, para ser renovada, necessita de mais ou menos 44 nutrientes, e temos em nosso corpo temos mais de 100 trilhões, que implica necessariamente de uma alimentação balanceada e muito variada afim de não termos carências nutricionais e possíveis patologias.

Foto: Reprodução / Instagram

OC – Qual sua opinião sobre um médico, como Barakat, ser convidado para falar sobre o assunto?

LF - Como disse infelizmente estamos vivendo em um momento complicado onde a saúde se tornou produto de Marketing, quem tem mais popularidade se torna o melhor, mas eu e outros Nutricionistas  que atendemos pacientes todos os dias em nossos consultórios sabemos que a realidade é outra , por traz de belas palavras e promessas de uma saúde blindada existe a irregularidade de um exercício ilegal da profissão,onde médicos estão prescrevendo dieta qualitativa e quantitativa, recheada de hormônios (esteroides anabolizantes) e receitas de manipulados com um custo benefício exorbitante, mascarando com vários exames laboratoriais como se isso fosse uma segurança para tal protocolo.

Existe um ponto muito positivo na entrevista do Dr. e na atitude de outros médicos que estão atuando nessa área, pois a medicina que antes era apenas curativa, está abrindo os olhos para a medicina preventiva, e vê-los falando do alimento na promoção da saúde é muito importante e gratificante, mas por mais que façam cursos de aperfeiçoamento e aumentem o conhecimento na área de nutrição, não os tornam expert no assunto e principalmente prescritores de dieta.

OC – Ele também disse que a ideia de que o café da manhã é a refeição mais importante do dia foi “criada por quem vende cereal”, e que o ideal é tomar só água com limão pela manhã. O senhor concorda? Por quê?

LF - Em meio a algumas informações positivas na entrevista, ele foi infeliz em generalizar, como disse anteriormente somos seres individuais , então o café da manhã pode ser muito importante para algumas pessoas, como atletas e praticantes de exercícios físicos intensos por exemplo , e totalmente dispensável para quem não tem um hábito de comer pela manhã  e  tem seus parâmetros laboratoriais e  sua saúde preservada , tudo dependerá de cada indivíduo ,a nutrição não é e nunca será uma ciência exata, então o bom senso tem que prevalecer. Prevalecer como no caso da água com limão pela manhã, que está longe de alcalinizar o sangue o corpo etc, principalmente emagrecer, pois o limão não tem esse poder, o limão é um alimente maravilhoso com várias propriedades nutricionais como cálcio, magnésio,  bioflavonóides, pectina, limoneno e o mais conhecido  a Vitamina C, e esses benefícios podem ser ingerido a qualquer hora do dia, principalmente próximo a refeições principais, pois a vitamina C auxilia na absorção de ferro , mas o que pode ser bom pra uns não pode ser pra outros. Continuando tomar limão em jejum pode sim causar um conforto estomacal pois o ácido fraco do limão em meio ao ácido forte do forte do estômago, provoca um efeito que conhecemos como sistema tampão, porém nada relevante, mas como digo nem todo mundo se sente bem, algumas pessoas sentem um enorme desconforto por terem gastrite, aí o ideal antes de usar é  ajustar a alimentação no geral e não desaparecendo os sintomas o ideal é procurar um Gastroenterologista.

OC -  Você indica o jejum intermitente para algum tipo de paciente? Por que?

LF - Dificilmente, primeiramente antes de fazer qualquer tipo de estratégia, temos que ensinar o paciente a se alimentar de verdade, por sinal muito bem frisado pelo Dr, na entrevista isso já resolve muitos dos problemas de saúde relacionados a alimentação, como sobrepeso, obesidade e síndromes metabólicas como diabetes e hipertensão, isso com maior eficiência se aliado a uma atividade física orientada por um profissional de educação física. Todavia se houver a necessidade e o paciente se sentir confortável, não vejo problemas em prescrever por um período.

LF – Tem algo a acrescentar sobre o assunto?

OC - Como o assunto virou moda e é tido como solução dos problemas, isso torna o um perigo se não for bem orientado , crianças em período de crescimento e transição hormonal,idosos onde o sistema imunológico é mais frágil e a sarcopenia prevalecem, gestantes pois carregam em si a obrigatoriedade de uma boa nutrição a fim de gerar uma vida saudável, tanto que é necessário até uma suplementação, pois por mais que se alimente bem , fracionadamente há a necessidade de mais ferro e ácido fólico por exemplo, todos esses exemplos  jamais devem  jejum, ou quaisquer outras restrições severas.

Contudo deixo bem claro que somos seres individuais e temos que ser tratados como tal, o que funciona pra um não pode funcionar para outro. O alimento é algo sagrado e além de alimentar e nutrir é um dos nossos maiores prazeres, tendo conhecimento nutricional, evitando produtos industrializados em excesso e termos equilíbrio podemos ter uma vida longa e saudável sem terrorismo.

Se quer obter conhecimento e individualizar suas necessidades, qualitativamente e quantitativamente, ter uma dieta prescrita, consulte com o único profissional apto para essa função o nutricionista.

16 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Ranay Tavares
    17 Jun 2018 às 10:52

    Alimentação saudável e balanceada é SÓ com nutricionista e ponto. Pra quem não gosta é só tirar quatro a cinco anos do seu tempo e fazer uma faculdade de nutrição e mais uns dois ou quatro anos pra fazer uma pós ou mestrado... depois a gente conversa!

  • Aurélio
    28 Mai 2018 às 17:28

    Porque exercício ilegal da medicina, por parte dos nutricionistas, não existe... Que hipocrisia!

  • Thiago
    08 Mai 2018 às 14:08

    O que realmente incomoda são os quase 1 milhão de seguidores no instagram e o estilo luxuoso de vida.

  • Marcelo
    26 Abr 2018 às 20:15

    Salvo engano, ele também tem pós em nutrologia e endocrinologia. Então, nesse contexto, está mais que apto a trabalhar nesse ramo.

  • Rute Lima
    20 Mar 2018 às 12:36

    Parabéns pela ótima oportunidade de esclarecimentos Leandro. Chega de tanta falta de ciência e tanta pseudo ciência.

  • Celma
    24 Jan 2018 às 14:02

    Solicitar exames também deve ser só para médicos, pois são os únicos profissionais que sabem interpreta-los corretamente.

  • Hellen
    24 Jan 2018 às 08:21

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Luciana Fonseca
    24 Jan 2018 às 06:40

    Ótimo . Prescrição de dieta é com nutricionista! Quando médico faz - exercício ilegal da profissão

  • Giovanna
    24 Jan 2018 às 00:13

    Leandro, você está de parabéns, foi muito coerente! Exercício ilegal da profissão é uma falta de respeito com o outro profissional e uma grande IRRESPONSABILIDADE com o paciente.

  • Célia Luís
    23 Jan 2018 às 20:54

    Quero parabenizar o nobre colega pela visão abalizada sobre a função do profissional de nutrição. Gostaria de dizer também que agora é LEI ( Dieta só Nutricionista pode prescrever). Causa ganha pelo CONSELHO no ano passado. Esse Dr. Moramad deve ter cuidado com o que anda dizendo e prescrevendo, bem como os nutórólogos.

Redes Sociais

Sitevip Internet