Notícias / Geral

18/10/2013 - 19:17

Primo de Gilmar Mendes, desembargador mato-grossense entra novamente em disputa por vaga no STJ

De Brasília - Catarine Piccioni

Foto: Reprodução

Primo de Gilmar Mendes, desembargador mato-grossense entra novamente em disputa por vaga no STJ

Desembargador do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), o mato-grossense Ítalo Fioravanti Sabo Mendes está novamente na disputa por uma vaga de ministro no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Trata-se da vaga aberta com a saída do ministro Castro Meira, que se aposentou em setembro último.

Quinze desembargadores federais, incluindo Mendes, estão concorrendo à vaga deixada por Castro Meira. A vaga em questão é destinada a desembargadores dos tribunais regionais federais. 

A relação dos candidatos vai ser apreciada pelo pleno do STJ, que definirá uma lista tríplice a ser enviada à presidente da República Dilma Rousseff. Para ser nomeado ministro, o candidato escolhido por Dilma deverá ser aprovado pela maioria dos senadores, após sabatina na comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do  Senado.

O STJ divulgou os nomes dos candidatos (abaixo) na noite desta sexta-feira (18), mas informou que ainda não há data marcada para a eleição da lista tríplice. De acordo com a Constituição Federal, os candidatos a ministro do STJ devem ser brasileiros e ter mais de 35 e menos de 65 anos e notável saber jurídico e reputação ilibada.

Irmão do juiz Yale Sabo Mendes, que atua em Cuiabá, e primo do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, Ítalo Mendes foi rejeitado em junho último pela presidente da República – o nome dele estava em lista tríplice definida em março pelos ministros do STJ.

Tentativas anteriores

Na votação realizada em março no STJ a partir da saída do ministro Teori Zavascki, a desembargadora Regina Costa conseguiu 16 votos em terceiro escrutínio. O desembargador Néfi Cordeiro foi eleito em primeiro escrutínio, com 21 votos. E Ítalo Mendes obteve 20 votos, em segundo escrutínio. Dilma Rousseff e o Senado aprovaram Regina Costa, que assumiu no lugar de Teori Zavascki, nomeado ministro do STF.

Ítalo Mendes havia disputado uma vaga em 2010. Naquela ocasião, ele concorreu à vaga do ministro aposentado Fernando Gonçalves, mas não conseguiu número suficiente de votos para figurar na lista tríplice.

Nascido em Diamantino (200 km de Cuiabá), Mendes está no TRF-1 desde agosto de 1998, indicado por meio do quinto constitucional. Em Mato Grosso, de 1987 a 1988, foi procurador regional eleitoral e procurador-chefe da Procuradoria da República no estado.


Veja abaixo a lista dos candidatos:

TRF-1: 
Ítalo Fioravanti Sabo Mendes
João Batista Gomes Moreira
José Amilcar de Queiroz Machado
Maria do Carmo Cardoso

TRF-2:
Messod Azulay Neto
Poul Erick Dyrlund

TRF-3:
André Nabarrete Neto
Antonio Carlos Cedenho
Luis Carlos Hiroki Muta
Mairan Gonçalves Maia Júnior
Therezinha Astolphi Cazerta

TRF-4:
Joel Ilan Paciornik
Néfi Cordeiro
Victor Luiz dos Santos Laus

TRF-5:
Francisco Wildo Lacerda Dantas


Atualizada às 21 horas.


Leia outras notícias no Olhar Jurídico

Nenhum comentário

comentar
Sitevip Internet