Olhar Jurídico

Sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Notícias / Criminal

Advogado culpa vazamentos na imprensa pelo sequestro da mulher de ex-secretário Marcel de Cursi

Da Redação - Lázaro Thor Borges e Paulo Victor Fanaia Teixeira

24 Jun 2016 - 15:27

Foto: Rogério Florentino Pereira/OD

Advogado Roberto Tardelli

Advogado Roberto Tardelli

O advogado Roberto Tardelli, da defesa do ex-secretário de Fazenda Marcel de Cursi, culpou a imprensa regional pelo sequestro de Marnie de Almeida Castro, esposa do ex-secretário. O advogado afirma que Marnie foi vítima “de um sórdido vazamento seletivo de informações, estratégico e criminoso”.

Leia mais: 
Após denúncia de secretário, MPE investiga contrato de R$ 39 milhões durante gestão Blairo Maggi


Marnie foi sequestrada e espancada na última terça-feira (21) por criminosos que se disfarçaram de policiais civis. Eles exigiam um suposto dinheiro que estaria escondido na casa do casal. A esposa do ex-secretário foi abandonada em uma região de matagal, próximo ao Condomínio Belvedere, em Cuiabá. A polícia ainda não conseguiu encontrar os suspeitos do crime.

Conforme Tardelli, a divulgação de valores que supostamente pertenciam ao ex-secretário e a sua mulher é o que teria ocasionado o crime. O advogado afirma que os tais valores “jogaram famílias no caminho do sequestro, da destruição física, da perda mínima de tranqüilidade, de sossego e de paz”.

O advogado se manifestou por meio de nota encaminhada ao Olhar Jurídico. Em um trecho do texto, o representante da defesa de Marcel de Cursi afirma que o processo criminal é “patológico” e que nasceu de uma apreciação infantilizada da realidade a partir de um “falso delator”. Além disso, Tardelli também criticou o modo como foi conduzido o processo pela justiça, em que a imprensa teve total acesso aos autos.

“Desde o começo do processo da Operação Sodoma, suplicávamos a decretação do sigilo processual e nunca fomos ouvidos; aliás, fomos desmoralizados, atacados e ofendidos. Pois bem, esse é o resultado do evisceramento que se confundiu (perdão, não, não se confundiu) com transparência”, afirmou.

Operação Sodoma

De acordo com o Ministério Público Estadual (MPE), cabia ao ex-secretário de Fazenda Marcel de Cursi a “camuflagem” do esquema de cobrança de propina por meio de concessão de incentivos fiscais que era liderado pelo então governador Silval Barbosa.

Cursi cumpre prisão preventiva no Centro de Custódia da Capital desde 15 de setembro de 2015. Além dele, o ex-secretário de Estado Pedro Nadaf e o ex-governador Silval Barbosa encontram-se presos em decorrência das investigações da “Operação Sodoma”.

8 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • komato
    25 Jun 2016 às 15:51

    suspeito isso.. não provaram nada e quando estava prestes a soltar o homem acontece isso. Queriam provar o que inventaram? será? muito estranho. E a policia não pegou ninguém com os vídeos? uhm...

  • povão
    25 Jun 2016 às 13:04

    O Marcel está preso por ter cometido crime, não é injustamente. Se fosse honesto e trabalhador, estaria em casa com a família, como todas as demais pessoas de bem. Quem parte para o crime, está sujeito a qualquer coisa. São os ossos do ofício.

  • Juvenal
    25 Jun 2016 às 01:37

    esse adevogado e muito feio cruz credo eu acho que tem que por a mulher na cadeia ali ela fica protejida dos bandido e fora dilma e taques que eu quero meu rga

  • Mary Jane
    24 Jun 2016 às 20:45

    O advogado culpa o vazamento... Advogado relacionando publicidade de processo com sequestro? Tem coisa estranha aí. Só confio na versão deste advogado se a polícia apresentar pelo menos algum indício de que seja verdadeiro este sequestro...

  • Luiz
    24 Jun 2016 às 19:56

    Nada me tira da cabeça que era justamente isso que eles queriam com o sequestro fajuto: alegar que a divulgação prejudicou o acusado e familia.

  • Sergio Cunha
    24 Jun 2016 às 16:13

    Isso é que da, divulgar uma operação só para a mídia, só para ficar fazendo fumça, é isso que dá.

  • Menina má
    24 Jun 2016 às 15:58

    Ispia ai..será q nao tem dinheiro. So esse adv e uma fortuna.

  • Rogerio
    24 Jun 2016 às 15:39

    Igual essa papagaiada de divulgar o salario dos servidores na internet pra todo mundo ver, uma hora vai dar m... isso ai... Já que a desculpa é transparência divulgue-se as tabelas de cada categoria..e não nominalmente.

Sitevip Internet