Olhar Jurídico

Sábado, 25 de novembro de 2017

Notícias / Administrativo

Pleno arquiva sindicância contra juiz acusado de ofender funcionário de condomínio

Da Redação - Arthur Santos da Silva

14 Jul 2017 - 09:57

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Pleno arquiva sindicância contra juiz acusado de ofender funcionário de condomínio
O Pleno do Tribunal de Justiça de Mato Grosso determinou no dia 13 de julho o arquivamento de uma sindicância em face do juiz Alexandre Delicato Pampado. Ele era acusado de ofender com injúrias raciais funcionários do condomínio Bonavita, em Cuiabá.
 
Leia mais:
Juíza recebe denúncia da convescote contra 22 pessoas por rombo de R$ 3 milhões


 Atuaram na defesa do magistrado os advogados Valber Melo, Dauto Passare e Milton Vizini. O julgamento ocorreu em sessão administrativa, durante expediente matutino.
 
O delegado Daniel Rozão Vendramel, que atua no município de Rondonópolis, denunciou o juiz Alexandre Pampado por crime de injúria racial contra o zelador e o porteiro do Bonavita.
 
A confusão aconteceu em 2014, quando Vendramel acompanhava o delegado de Cuiabá Gustavo Garcia Francisco no momento em que Pampado discutia com o porteiro.
 
A denúncia elaborada por Vandramel relatou que o magistrado “ofendeu com injúrias raciais funcionários do condomínio”.
 
O delegado de Rondonópolis descreveu que o juiz questionou a atuação do trabalhador. “Zelador de merda, como uma pessoa da sua cor consegue resolver as coisas”, teria dito o magistrado.

O desembargador Rui Ramos, presidente do Tribunal de Justiça, já havia determinado o arquivamento de um procedimento penal contra Alexandre Delicato Pampado.

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Chacal
    14 Jul 2017 às 14:32

    Se fosse o contrário, o funcionário do condomínio estaria até preso.

  • Vovozona
    14 Jul 2017 às 14:14

    Infelizmente nossa Justiça é falha...esse cidadão que ofendeu o trabalhador honesto se livrou da justiça dos homens...essa justiça é falha...mas a de Deus...essa meu filho ninguém escapa

  • Andre
    14 Jul 2017 às 13:28

    Brasil, terra de pessoas medíocres, que se tornam autoridades, e se tornam autoridade medíocres.

  • Adriano
    14 Jul 2017 às 12:03

    Ahhhhh se fosse qualquer outro pobre mortal. Já estaria preso.

Sitevip Internet