Olhar Jurídico

Sábado, 25 de novembro de 2017

Notícias / Criminal

Oficial de Justiça acusado de ofertar suborno para assessora da juíza é colocado em liberdade

Da Redação - Patrícia Neves

15 Jul 2017 - 08:42

Oficial de Justiça acusado de ofertar suborno para assessora da juíza é colocado em liberdade
A Justiça determinou que o presidente do Sindicato de Oficiais de Justiça de Mato Grosso (Sindojus/MT), Eder Gomes de Moura, seja colocado em liberdade.  A decisão, assinada pelo desembargador Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Rondon Bassil. Ele foi no dia 20 de junho durante a primeira fase da operação Convescote, sob a acusação de ter oferecido valores em troca dos autos de um processo sigiloso. O servidor do Tribunal de Justiça de Mato Grosso teria agido a mando de um suposto neto de desembargador.

Leia Mais:
Vídeo revela oficial oferecendo R$ 15 mil para assessora de juíza entregar dados sigilosos;veja

Gomes teria oferecido as quantias de R$ 5 mil e, posteriormente, R$ 15 mil para a servidora da Sétima Vara Criminal da Capital, Rosevete dos Santos Maciel Teixeira, em troca de um processo sigiloso.

 Conforme a decisão que determinou a prisão, a servidora relatou que, na qualidade de Gestora Judiciária da Sétima Vara Criminal da Capital, foi abordada no dia 30 de maio no Shopping Pantanal por Eder.

A operação 

 O Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (GAECO) deu cumprimento no dia 20 de junho a 11 mandados de prisão preventiva em Cuiabá, Várzea Grande e Cáceres, todos expedidos pela Vara Especializada do Crime Organizado da Capital em consequência da Operação Convescote.

 Na mesma oportunidade foram cumpridos 16 mandados de busca e apreensão e 04 mandados de condução coercitiva. A operação visa desarticular uma organização criminosa engendrada para saquear os cofres públicos, notadamente recursos públicos da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso e Tribunal de Contas do Estado de Mato  Grosso, por intermédio da Fundação de Apoio ao Ensino Superior Público Estadual (FAESP). Além do crime de constituição de organização criminosa, também há indicativos da prática de peculato, lavagem de capitais e corrupção ativa.
Sitevip Internet