Olhar Jurídico

Sábado, 25 de novembro de 2017

Notícias / Criminal

Juiz cassa mandato de vereador de Cuiabá e redistribui votos; 10 ficam inelegíveis

Da Redação - Arthur Santos da Silva

13 Set 2017 - 16:16

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Juiz cassa mandato de vereador de Cuiabá e redistribui votos; 10 ficam inelegíveis
O magistrado Gonçalo Antunes de Barros Neto, da 55ª Zona Eleitoral, cassou na terça-feira (12) o mandato do vereador Marcrean Santos e o deixou inelegível por oito anos, junto com mais nove candidatos. Com a determinação, os votos anulados serão distribuídos aos demais partidos pelo o quociente eleitoral, alterando a composição da Câmara.
 
Leia mais:
TJ nega desbloqueio de carros de ex-secretário e empresários investigados na Seven


A sentença que anulou a diplomação do político considerou a prática de abuso de poder e fraude na composição da lista de candidatos às eleições proporcionais de 2016. A Coligação Dante de Oliveira I teria promovido candidaturas femininas fictícias.
 
A ação de investigação judicial eleitoral foi proposta pelo Ministério Público Eleitoral.
 
Em sua defesa, Marcrean afirmou que ação era inadequada. O vereador salientou ainda a impossibilidade da utilização como prova de depoimentos sem o crivo do contraditório. No mérito, o vereador afirmou a ausência de conduta ilícita.
 
Além da cassação, Gonçalo Antunes  determinou a inelegibilidade, por oito anos, de Marcrean e mais candidatos: Elton dos Santos Araújo, Afonso Rodrigues de Melo, Mário Teixeira Santos da Silva, Edisantos Santana Ferreira de Amorim, Sebastião Lázaro Rodrigues Carneiro, Ronald Kemmp Santin Borges, Odenil Benedito da Silva Júnior, Antônio Carlos Máximo e Marineth Benedita Santana Corrêa

7 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Helcio
    14 Set 2017 às 19:05

    Corrigindo a matéria: JUIZ DE PRIMEIRO GRAU DE JURISDIÇÃO PÚBLICA SENTENÇA CONDENANDO VEREADOR..... A DECISÃO CABE RECURSO.... Nada contra ou a favor. Sem análise detida dos autos não há como manifestar. Mas da forma como foi redigida pode ser que alguém entenda que amanhã já sera cumprida (conforme as manifestações que li aqui). Certamente o nobre Vereador irá recorrer. Aguardem o trânsito em julgado da decisão!

  • Helcio
    14 Set 2017 às 19:05

    Corrigindo a matéria: JUIZ DE PRIMEIRO GRAU DE JURISDIÇÃO PÚBLICA SENTENÇA CONDENANDO VEREADOR..... A DECISÃO CABE RECURSO.... Nada contra ou a favor. Sem análise detida dos autos não há como manifestar. Mas da forma como foi redigida pode ser que alguém entenda que amanhã já sera cumprida (conforme as manifestações que li aqui). Certamente o nobre Vereador irá recorrer. Aguardem o trânsito em julgado da decisão!

  • Jackson
    14 Set 2017 às 07:55

    A Justiça sendo feita!!!!! O Brasil tem jeito sim!!

  • AMARAL
    13 Set 2017 às 18:39

    AÊ MARCREAN, VAI LÁ PEDIR UMA VAGUINHA DE EMPREGO PRO EMANOEL AGORA, JÁ QUE SÃO DA MESMA TURMA.

  • Davi
    13 Set 2017 às 17:59

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • nonato
    13 Set 2017 às 17:27

    SRS VEREADORES DE NOBRES PONHAM A A BARBA DE MOLHO....O FERRO TA CHEGANDO

  • José Eufrades
    13 Set 2017 às 17:06

    Abuso do poder econômico, venda de votos por parte de eleitores acéfalos é algo que eu nunca nem ouvi falar no Brasil! E vocês já ouviram falar nesses institutos?

Sitevip Internet