Olhar Jurídico

Sábado, 21 de outubro de 2017

Notícias / Criminal

Desembargador decreta nova prisão contra cabo acusado de operar grampos

Da Redação - Arthur Santos da Silva

11 Out 2017 - 18:07

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Desembargador decreta nova prisão contra cabo acusado de operar grampos
O desembargador Orlando de Almeida de Almeida Perri decretou pela segunda vez prisão preventiva em face do cabo da Polícia Militar Gerson Corrêa Júnior, réu da ação penal que apura o esquema de grampos cometidos por Policiais Militares em Mato Grosso. A decisão é desta quinta-feira (11).
 
Leia mais:
TJ nega pedido de ex-secretário da AL que buscava suspender ação sobre desvios de R$ 3 milhões


Gerson é apontado como o operador principal do sistema de interceptação. O empresário José Marilson da Silva, responsável por desenvolver o sistema, afirmou que Gerson quem retirou o equipamento  de sua empresa.
 
“há indícios seguros e concretos do envolvimento do Cb. Gerson Correa na provável organização criminosa integrada por policiais militares e por autoridades que fizeram – até bem pouco tempo – parte do alto escalão do Governo do Estado de Mato Grosso”, salienta os autos.
 
Gerson Corrêa já estava preso preventivamente desde maio, por determinação do juiz Marcos Faleiros, no Centro de Custódia da Capital (CCC).
 
Foi deferido ainda busca e apreensão na casa de Gerson. As autoridades policiais foram autorizadas a apreender documentos de qualquer natureza, inclusive agenda pessoal, planilhas e quaisquer outros elementos de provas relacionados aos ilícitos.
 
“Estão autorizados, ainda, a apreender todo e qualquer material utilizado para espionagem, para serviço de inteligência, em especial de captação de áudio e imagens [óculos, chaveiros, canetas, broches, etc.] ou utilizados para interceptações telefônicas”, afirma os autos.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Critico
    11 Out 2017 às 21:46

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Alencar
    11 Out 2017 às 19:59

    Aposto que o cabo estava cumprindo ordem do coronel. Já que foram capazes de tentar gravar um desembargador, imagina do que são capazes de fazer. Os coronéis presos parecem bonzinhos, abre a jaula, para ver o que acontece.

Sitevip Internet