Olhar Jurídico

Segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Notícias / Criminal

Acusado de homicídio em casa noturna vai a júri popular em Cuiabá

Da Redação - Arthur Santos da Silva

06 Dez 2017 - 15:08

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Acusado de homicídio em casa noturna vai a júri popular em Cuiabá
Jader Junior Bueno será julgado nesta quinta-feira (07) em sessão do Tribunal do Júri de Cuiabá pelo homicídio de Carlos Deniz Oliveira Barbosa, homicídio tentado de Alexandre Velasco Freire, e por ter assumido o risco de produzir o resultado morte de Liane Botelho de Moura, Clemilson Otaviano da Silva, Selma de Oliveira Leite e Viviane Tavares Araújo, não consumando o intento delitivo por circunstâncias alheias à vontade do réu.

Leia mais:
Justiça Militar vê prisões de coronel e tenente-coronel como atos ilegais


O crime aconteceu em junho de 2011, na casa de show Babilônia, no bairro Parque Cuiabá.
 
De acordo com a denúncia, Jader “agiu obcecado pelo vil sentimento de vingança e mediante recurso que dificultou a defesa das vítimas, efetuando disparos de arma de fogo a esmo, sem se importar com a ocorrência do previsível resultado morte de outras vítimas”.

O acusado responderá por homicídio qualificado por motivo torpe, com emprego de meio cruel e mediante recurso que dificultou a defesa do ofendido, e cinco vezes por homicídio tentado, tudo à luz da Lei dos Crimes Hediondos.
 
A sessão será presidida pela juíza Monica Catarina Perri Siqueira, titular da 1ª Vara Criminal da capital.

Conforme a pauta, até o início do recesso forense – 20 de dezembro – serão realizados seis julgamentos pelo júri, todos com réus presos. Outros três foram redesignados para 2018.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet