Olhar Jurídico

Terça-feira, 20 de novembro de 2018

Notícias / Civil

Ministério Público investiga suposto repasse de Jajah a Wilson Santos

Da Redação - Arthur Santos da Silva

12 Jan 2018 - 15:53

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Ministério Público investiga suposto repasse de Jajah a Wilson Santos
O Ministério Público de Mato Grosso divulgou na tarde desta sexta-feira (12) que investigará a suposta gravação de áudio do deputado estadual Jajah Neves  (PSDB), no qual o parlamentar aparentemente admite que repassa o dinheiro da Verba Indenizatória que recebe ao secretário de Cidades, Wilson Santos (PSDB).
 
Leia mais:

Áudio grave é atribuído a deputado; ele responderá só na terça-feira


Santos é o titular da vaga no parlamento e está licenciado justamente para exercer a função de secretário no governo Pedro Taques.
 
Conforme a assessoria de imprensa do Ministério Público, o Núcleo de Defesa do Patrimônio Público instaurará Notícia de Fato na próxima semana. Notícia de Fato é uma investigação que precede a fase de inquérito.
 
O núcleo , liderado pelo promotor André Luiz de Almeida, sorteará o relator do caso. Henrique Schneider Neto, Célio Joubert Furio, Roberto Aparecido Turin e Mauro Zaque de Jesus também fazem parte do grupo e poderão ser sorteados.
 
Jajah Neves prometeu justificar o áudio na próxima terça-feira (16). Santos não emitiu pronunciamento.

16 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • marcio felix
    13 Jan 2018 às 22:27

    Um dia a casa cai. Esse cidadão representa o que é de mais fisiologico e demagogo em Cuiaba.Para se eleger prefeito jogou baixo na eleiçao contra Alexandre Cesar caluniando e usando falsas acusaçoes de cunho pessoal e familiar em um vale tudo. Quando era prefeito perseguiu os comerciantes da capital a fim de fazer caiaxa para prefeitura Depois se envolveu na falcatrua do rodoanel aonde ninguem ate hoje foi preso. Não realizou nem dez por cento do que prometeu.J So construi a Av das Torres e nada mais. Virou conselheiro do Pedro Taques e acabou de afundar sua gestão. è o que de mais baixo que existe na política matogrossense.

  • Márcio Benedito de Moraes
    13 Jan 2018 às 16:32

    Jajá e inocente tomo junto Jajá

  • Márcio
    13 Jan 2018 às 14:48

    A promotoria agora eu já sei a muito tempo

  • Saulo
    13 Jan 2018 às 14:07

    Comprovado o delito tem colocar na cadeia aí vai inibindo eles de praticarem novos delitos, porque nunca acontece nada com os corruptos de colarinho Branco aí eles continuam a delinguir sabendo que não dá nada, tudo e abafado. Por isso o descrédito nos políticos

  • Lurdes de Souza Silva
    13 Jan 2018 às 12:49

    Façam me rir, isso é rotina no parlamento, ilson então, Humm, deixa pra lá.

  • Imposto pago retorno zero
    13 Jan 2018 às 10:41

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • choquito
    13 Jan 2018 às 09:45

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Ricardo
    13 Jan 2018 às 09:34

    Ilustre deputado, até as baratas sabem que isso é prática relativamente comum só que o senhor foi "delatado" pelo teu "amigo"... Nada mais surpreende vindo dos nossos...digamos "representantes"...

  • josé
    13 Jan 2018 às 08:05

    Tem gente que ao comer pudim se lambuza.

  • Flor
    13 Jan 2018 às 01:04

    Wilson.......e jahjah.......o que dizer .....nada....as provas , quero dizer o áudio está aí .... precisa falar mais o que ........ .

Sitevip Internet