Olhar Jurídico

Quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Notícias / Eleitoral

Para Ministério Público Eleitoral, Selma só tem direito a sete segundos de propaganda

Da Redação - Wesley Santiago

14 Set 2018 - 11:53

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Para Ministério Público Eleitoral, Selma só tem direito a sete segundos de propaganda
O Ministério Público Eleitoral (MPE) manifestou-se pela procedência da manifestação da Coligação Segue em Frente Mato Grosso e solicitou nova distribuição de tempo de televisão dentro da coligação para a candidatura ao Senado Federal. Com isto, Selma Arruda (PSL) – que rompeu com o grupo – deverá ficar com apenas sete segundos, enquanto que Nilson Leitão (PSDB), desfrutará de 92 segundos.

Leia mais:
Selma contesta na Justiça documento assinado por Galli que dá a ela somente 7 segundos de propaganda
 
No pedido, Selma pediu que fosse desconsiderada a ata assinada pelo presidente regional do PSL, deputado federal Victório Galli, que contraria o pedido da juíza aposentada. Na ocasião, a coligação determinou nova divisão de tempo entre os candidatos, deixando a magistrada com apenas sete segundos.
 
Selma alega no pedido que Galli não sabia o que estava assinando. Porém, o Procurador Regional Eleitoral Auxiliar, Ricardo Pael Ardenghi, lembra que o próprio deputado assinou uma declaração desmentindo-a e dizendo que concorda com as mudanças do tempo de televisão.
 
Sobre as acusações de Selma de que teria rompido com a coligação devido ao fato de Nilson Leitão ter pedido voto para Jayme Campos, o MPE ironizou e disse que “Não merece, respeitosamente, maiores considerações”.
 
A alegação de Selma Arruda, sobre o mínimo de 30% de propaganda para as mulheres, também não está de acordo, segundo o procurador. De acordo com ele, esse mínimo é obrigatoriamente respeitado nas eleições proporcionais, prevalecendo na majoritária a deliberação da coligação.
 
O MPE entende que toda deliberação acerca da distribuição do tempo do horário eleitoral gratuito dos cargos à majoritária – inclusive Senador, cabe exclusivamente a coligação, sem restrições, nos exatos termos do artigo 70 da Resolução 23551/2017.
 
“A tese da representante está amparada – de forma equivocada, apenas na norma que delimita a distribuição do tempo das candidaturas ao pleito proporcional, o que não é o caso dos autos”, disse José Rosa, assessor jurídico da coligação.

Conforme apurou a reportagem, na semana passada, após uma sequência de manifestações públicas de Selma Arruda nas quais ela chama Taques e Nilson Leitão (PSDB) de “corruptos”, a coligação ‘Segue em Frente Mato Grosso’ convocou um a reunião em que os presidentes dos partidos que a compõem decidiram dar a ela somente 7 segundos de tempo para fazer propaganda na TV e no rádio.

No mês passado, Selma ameaçou entrar na Justiça para garantir metade do tempo de propaganda eleitoral aos qual toda a coligação tinha direito – 1 minuto e 39 segundos. Ela acusou Nilson Leitão de tentar lhe dar uma “rasteira”.

Uma reunião chegou a ser convocada para contornar a crise, mas não resolveu o problema. Todos os partidos da chapa entenderam que Leitão devia ficar com o tempo integral do PSDB e Selma com o tempo do PSL. O restante do tempo da coligação ficaria dividido entre os dois candidatos, o que deixaria a juíza aposentada com 32 segundos e Leitão com 1 minuto e 7 segundos.

Os tucanos acusaram Selma de não comparecer ao encontro, realizado no dia 29 de agosto, e a candidata afirmou que a reunião era para dirigentes partidários e não para os candidatos. Dois dias após a referida reunião, a juíza aposentada anunciou em coletiva de imprensa que iria manter sua candidatura, mas que não tocaria mais a campanha ao lado de Taques e Leitão.

Além da briga pelo tempo de TV, Selma afirmou que estaria declarando “independência” dos tucanos em razão das delações de Alan Malouf e Permínio Pinto, homologadas pelo Supremo Tribunal Federal. Tanto Malouf quanto Permínio Pinto afirmam em suas delações que Pedro Taques tinha total conhecimento do esquema. O ex-secretário de Educação teria, ainda, entregue mensagens de WhatsApp aos investigadores, em que o governador aparece pedindo para que ele facilitasse licitações, com o objetivo de beneficiar os seus credores.

Parecer da Justiça

Na última quarta-feira (05), o juiz auxiliar da propaganda Paulo Cézar Alves Sodré determinou que a coligação concedesse a Selma os 32 segundos de propaganda, até que houvesse acordo formal por parte da coligação ou uma próxima decisão.

Um dia após o parecer, a coligação se reuniu e revogou a definição do dia 29 de agosto, que dava a Selma metade do tempo de todos os partidos – com exceção do PSDB. Com isto, até que a Justiça se manifeste novamente, a candidata volta a ter somente 7 segundos de propaganda.

7 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Carlos Nunes
    14 Set 2018 às 15:17

    Não custa nada repetir mais uma vez...melhor candidata à Senadora? Juíza SELMA com certeza. Essa vai representar bem Mato Grosso e moralizar o Congresso Nacional - a CASA DO POVO. É uma Mulher corajosa, venceu preconceitos, bateu de frente contra o crime organizado, as facções, os traficantes, os corruptos e as máfias de Mato Grosso. Conseguiu a proeza de arranhar a ponta do iceberg da Corrupção no Estado - o iceberg inteiro É GIGANTESCO...pra detê-lo precisaria de umas 10 SELMAS ou de uma Mulher Maravilha sentando a pua. Como não tem as 10 SELMAS e Mulher Maravilha é só personagem do gibi...vamos mandar a nossa SELMA pro Congresso Nacional pra continuar a luta por lá. Já escolhi a SELMA pra votar...tá difícil saber em Quem votar pra preencher a outra vaga pro Senado. É SELMA e mais quem? Nas mãos de quem colocar o Brasil, Mato Grosso, e dormir tranquilo?

  • Carlos
    14 Set 2018 às 15:08

    Com 7s não consegue nem explicar porque apoia um preconceituoso como o boçalnaro.

  • Chacal
    14 Set 2018 às 14:50

    Com pouco ou muito tempo, Selma Arruda vai engolir o Leitão e o dançador de rasqueado.

  • Prof. Orlando
    14 Set 2018 às 14:31

    Dra. Selma! Na política é assim mesmo, é cobra engolindo cobra. Você deveria ter tentando para Deputada Federal, com certeza estaria eleita é ajudando o Bolsonaro na Câmara. Não é hora para desistir... Bolsonaro já sofreu duas cirurgias e segue firme... Daqui a dois anos vc pode ser nossa prefeita... quem sabe???

  • Dodô
    14 Set 2018 às 13:51

    Viu no que deu aliar Ao tacxe

  • Juca
    14 Set 2018 às 13:29

    Meu voto seria Leitão e Selma para senadores. Como ela rompeu com o grupo, votarei Leitão e Jayme. Continuarei com o Taques para governador, por que ele é ficha limpa!

  • Critico
    14 Set 2018 às 12:20

    Selma, pede pra ir ao banheiro e vai pra casa.

Sitevip Internet