Olhar Direto

Segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Notícias / Cidades

Empresa obtém liminar e consegue recuperar 19 ônibus apreendidos

Da Redação - Julia Munhoz

28 Mar 2011 - 17:10

Foto: Reprodução/Ilustração

Empresa obtém liminar e consegue recuperar 19 ônibus apreendidos
Uma liminar do Tribunal de Justiça de São Paulo, por meio do desembargador Marcos Ramos, suspendeu a decisão de busca e apreensão dos 19 ônibus da Auto Viação Princesa do Sol, que haviam sido recolhidos na semana passada, em Cuiabá, por causa de uma dívida financeira da empresa com o Banco Daycoval.

A defesa do empresário José Renato Bandeira de Araujo Leal havia ingressado com recurso de agravo de instrumento na Justiça paulistana para suspender a decisão. Com isso, os 19 ônibus serão devolvidos à empresa.

A decisão que determinou o recolhimento dos veículos foi é referente a um empréstimo no valor de R$ 5 milhões, realizado pela viação em 2006 com o banco, com sede em São Paulo, para compra de novos carros.

Com uma frota de 65 ônibus, a Princesa do Sol atendia 19 linhas da capital mato-grossense. O recolhimento dos carros causou transtornos aos usuários de transporte coletivo e a situação foi remediada com o auxílio de 12 carros de outras empresas, que prestam o mesmo serviço.

O prefeito de Cuiabá, Chico Galindo (PTB), anunciou ainda a possibilidade de rescindir o contrato com a Princesa do Sol cogitou até mesmo a intervenção no transporte coletivo. Essa não é a primeira vez que a empresa provoca o mesmo problema ao município, por isso a rescisão deve ser inevitável.

De acordo com o coordenador de Fiscalização de Transporte da SMTU, Leopoldino Queiroz, há algum tempo a empresa vinha prestando um atendimento precário, mas como passa por recuperação judicial não é possível ‘cassar’ o contrato e agora, diante da decisão judicial, o serviço acabou sendo repassado para outra empresa.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet