Olhar Direto

Terça-feira, 18 de dezembro de 2018

Notícias / Carros & Motos

Carro elétrico i-MiEV chega às ruas do Japão

No Japão, carro é problema grave, porque lá não tem espaço. A poluição é caso sério, de saúde pública. Por isso, a indústria fabrica novidades em série. Visto no meio do trânsito ele não é muito diferente dos outros carros. Nem muito mais lento, nem muito menor. É preciso olhar os detalhes para perceber as diferenças. Não tem escapamento. Em vez da abertura para combustível, uma tomada. No lugar do tanque...

G1

28 Jul 2009 - 10:50

No Japão, carro é problema grave, porque lá não tem espaço. A poluição é caso sério, de saúde pública. Por isso, a indústria fabrica novidades em série. Visto no meio do trânsito ele não é muito diferente dos outros carros. Nem muito mais lento, nem muito menor. É preciso olhar os detalhes para perceber as diferenças. Não tem escapamento. Em vez da abertura para combustível, uma tomada.

No lugar do tanque, o Mitsubishi i-MiEV leva uma bateria de lítio, parecida com a dos celulares, só que - claro - bem maior. Pode ser abastecido em casa - o que leva até sete horas. Ou em meia hora em um posto de recarga. Tóquio já tem 58 instalados em uma rede de supermercados.

Para conquistar os motoristas, o fabricante fez questão de não abrir mão de nenhum item de conforto: o carro tem airbag, GPS, ar-condicionado, direção hidráulica, câmbio automático, vidro elétrico. Só na hora de dirigir se percebe uma diferença para o carro comum: ele não faz barulho.

O carro elétrico roda até 160 quilômetros sem reabastecer. Se usar ar-condicionado, essa distância diminui. Isso limita o uso às cidades. Outro problema é o preço: em torno de R$ 80 mil, mas cai pela metade com subsídio do governo japonês.

Esta semana o carro será entregue a empresas e a órgãos do governo. Os carros ecológicos e econômicos são aposta das montadoras asiáticas para superar a crise. Está dando certo. Um carro híbrido - que funciona a gasolina e eletricidade - se tornou o mais vendido no Japão no mês passado e a fábrica não consegue dar conta dos pedidos. Quem comprar hoje, só vai dirigi-lo em abril do ano que vem.

Uma montadora chinesa mostrou a linha de carros híbridos e totalmente elétricos que chegam ao mercado nos próximos meses. O governo quer transformar o país no maior produtor desses tipos de carros do mundo.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet