Olhar Direto

Quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

Notícias / Política MT

Do garimpo no rio areia nasce Arenápolis

Da Assessoria

09 Fev 2009 - 23:56

A busca pelo diamante em cascalho farto, levou centenas de pessoas a partir do século XVIII a ocupar as margens do rio Ribeirão Areias e povoar o vilarejo que bem mais tarde se emancipou, tendo o primeiro nome substituído por outro mais sonoro, passando a se chamar Arenápolis.

Ao completar 55 anos, pela primeira vez em sua história político-administrativa, é administrada por um chamado filho da terra, Farid Tenório, que acompanhou grande parte da vida contemporânea de sua cidade, como o auge do garimpo, a perda de território com a emancipação de Santo Afonso e Nova Marilândia, no inicio da década de 90, até os dais atuais.

O censo do IBGE aponta 9.869 habitantes, anos atrás isso representava apenas metade de seus moradores, e a principal atividade econômica a pecuária está ligada à bacia leiteira,contrastando com o estrago ambiental provocado pela atividade garimpeira. A população cobra dos administradores a retomada do crescimento e um programa de geração de emprego e renda, para fortalecer a economia local. Desafio que caberá um de seus filhos mais ilustres, após ter ocupado cargos importantes como Secretário Municipal de Indústria e Comercio de Sorriso na gestão José Domingos, Secretário Adjunto de Agronegocios no governo Maggi e responsável por coordenador os consórcios de desenvolvimento regionais do estado, em parceria com a AMM e Governo do Estado.

Desde que assumiu o comando do município, Farid Tenório, está fazendo um raio-x da administração pública, para com base na realidade definir quais caminhos percorrer para provocar o aquecimento econômico e a mudança no perfil social. Seu programa de governo está centrado na geração de emprego e renda, através da agricultura familiar e no aumento da bacia leiteira, sem abandonar a cadeia produtiva da suinocultura e piscicultura. “ Nosso governo vai apontar os caminhos a serem seguidos, teremos dificuldades pela frente, em razão de ter encontrado um município comprometido financeiramente, mas isso não é empecilho, iremos avançar e devolver o desenvolvimento que esta cidade e seu povo almeja” disse.

Com um rebanho estimado pelo IBGE de mais de 42 mil cabeças, Arenápolis possui um comércio forte, talvez por estar no centro de outras quatro cidades, num raio de 50 km de distância, que são Santo Afonso, Nova Marilândia, Nortelândia e Denise, sendo responsável pela geração de um grande numero de empregos na Zona Urbana. Hoje vive a expectativa da abertura de uma indústria que abrirá 400 postos de trabalho, além de outros 1.000 no vizinho município de Nova Marilândia, com a instalação do frigorífico para abate de aves. Tudo isso faz com que a administração municipal pense rapidamente em um projeto que prepare a cidade para receber novos moradores.

“Arenápolis completa 55 anos cheia de esperança, principalmente daqueles pioneiros que ainda não perderam de vista o sonho de vê-la forte economicamente, e esse ideal é que nos move, a fim de que possamos manter viva a chama da prosperidade” destacou Farid.



Arenápolis



DADOS DO MUNICÍPIO



Data de Instalação 05/02/1953

Microrregião: Alto Paraguai

Mesorregião: Centro-Sul Mato-Grossense

Altitude da Sede: 247 m

Área Territorial: 414,68 km²

Distância à Capital: 259 Km

Dados Políticos

Prefeito: Farid Tenório Santos

Partido: DEM

Site da Prefeitura de Arenápolis: www.arenapolis.mt.gov.br

História

A movimentação garimpeira na região do Ribeirão Areias, que deu nome ao município, é tão antiga quanto o desenvolvimento histórico de Diamantino. Remonta ao século XVIII.

A formação da cidade propriamente dita iniciou-se a partir de ações desencadeadas em 1936, quando garimpeiros devassaram a área da margem direita do Rio Santana, abaixo da confluência com o Ribeirão Areias, descobrindo formações favoráveis à cata do diamante.

Iniciou-se o desmonte do cascalho promissor, sem surpresas, por volta de 1940, batearam as primeiras gemas às margens do Areias. Propagada a descoberta, afluíram à região novos garimpeiros.

Em face dos primeiros contingentes humanos se transferirem em massa para o local, logo se formou um arranchamento pioneiro, uma corrutela garimpeira a que se deu o nome de Areias, em referência ao Ribeirão Areias.

Os primeiros ranchos foram construídos ao sabor dos acidentes naturais. Com o surgimento das primeiras casas comerciais, com novas construções não tão provisórias, houve uma sensível melhoria no arruamento urbano do povoado.

A Lei Estadual nº 704, de 15 de dezembro de 1953, criou o município. A denominação foi alterada para Arenápolis, por entenderem ser mais adequado. No entanto, não tiraram o sentido maior da origem do nome do município que é referência ao Rio Areias.