Notícias / Agronegócios

26/10/2010 - 10:45

Rondonópolis terá 1º esmagadora de soja e usina de biodiesel do Brasil

12 comentários

De Rondonópolis - Dayane Pozzer

Foto: Matusalem Teixeira/Ascom

Rondonópolis terá 1º esmagadora de soja e usina de biodiesel do Brasil
O Noble Group, trading de commodities fundada em Hong Kong, na China, começará a construir no início de 2011 sua primeira indústria esmagadora de soja e usina de biodiesel no Brasil. O município escolhido pela multinacional foi Rondonópolis, pólo da região Sul do Estado de Mato Grosso, localizado a 220 km de Cuiabá. Com o investimento de aproximadamente U$ 200 milhões, o equivalente a R$ 340 milhões, a previsão é de que a indústria entre em funcionamento no início de 2012.

O anúncio foi feito no final da tarde desta segunda-feira (25) pelo prefeito José Carlos do Pátio (PMDB) na sala de reuniões do Paço Municipal. Ao lado do prefeito, os representantes da empresa Oséias Oliveira, diretor nacional de grãos, e Luis Sposito, diretor regional de Mato Grosso, acompanharam a coletiva à imprensa, mas por determinação da empresa não puderam responder às perguntas dos jornalistas. As dúvidas foram esclarecidas pelo prefeito José Carlos do Pátio, que já havia se reunido com os diretores.

A área em que o Nouble Group construirá a indústria já foi adquirida com recursos próprios da empresa e está localizada na rodovia BR-163, saída para Campo Grande (MS), próximo à área que sediará o futuro terminal ferroviário de Rondonópolis. No local, uma placa anunciando o investimento também já foi afixada. A área total é de 40 hectares.

Para Pátio, a chegada da esmagadora de soja e da usina de biodiesel vai consolidar Rondonópolis como um dos maiores pólos esmagador de soja do Brasil, sendo esta a terceira grande esmagadora de soja a se instalar na cidade. Atualmente, estão sediadas no município as maiores unidades de processamento de soja no país da ADM e da Bunge.

“Vai coroar nossa administração com mais essa indústria. Certamente, será uma das coisas que vai marcar minha vida pública”, afirmou. De acordo com o prefeito, a administração municipal e o Noble Group mantiveram durante um ano as conversações até consolidar o anúncio da instalação da multinacional em Rondonópolis.

A escolha por Rondonópolis, segundo o prefeito, teve diversos fatores determinantes, como o fato do município ser pólo da região e referência no agronegócio. Além disso, sua posição geográfica e a facilidade de logística, com várias rodovias e a chegada da ferrovia também contribuíram. “Houve também simpatia pelo município, é algo inexplicável”, ressaltou Pátio, que também confirmou que incentivos fiscais e a qualidade do solo também foram levados em consideração na escolha.

No município, a estimativa de produção da usina de biodiesel será de 500 a 600 toneladas ao dia, o equivalente a 200 mil toneladas por ano. A esmagadora de soja irá produzir cerca de quatro mil toneladas do produto ao dia, o equivalente a 1,3 milhão ao ano. No Brasil, o grupo atua há cinco anos e tem uma usina de biodiesel no estado de São Paulo, produção de café no Paraná e em Minas Gerais e terminais de combustível em Itaqui (MA) e no porto de Santos (SP).

Pátio garantiu ainda que a empresa utilizará a mão-de-obra local. A geração de emprego ficará em torno de 500 a 600 postos de trabalho diretos. “Essa foi uma exigência da administração, um pedido aceito pelo grupo”, explicou. A produção da indústria de Rondonópolis atenderá principalmente a Ásia e também o mercado interno. A produção anual de soja em Rondonópolis pela multinacional será o equivalente ao carregamento de 100 carretas bitrens ao dia.

O grupo

Estabelecido há 30 anos na China, fundado por empresários chineses, ingleses e americanos, o Nouble Group atua nas áreas de mineração de ferro, carvão, açúcar, algodão, café, soja e energia. No Brasil, utiliza a produção de aproximadamente 150 mil hectares para o esmagamento da soja. Na Argentina, são mais 50 mil hectares para o consumo daquele país. O faturamento da trading em 2009 chegou a U$ 30 bilhões e, em 2010, a estimativa é que chegue a U$ 40 bilhões, já que no primeiro trimestre do ano faturou U$ 11 bilhões.

Exibindo de "01" à "10" do total de "12" comentários:

por armando, em 24/05/2015 às 19:06
muito vom eu gostei da aria quero trabalhar na en presa j atravalhe na enpresa
por Metalurgica Defacch Ltda, em 14/04/2015 às 08:28
Somos da Metalúrgica Defacch temos nossas atividades voltadas a fabricação de equipamentos, execução e instalação de projetos de plantas de Biodiesel. A Metalúrgica Defacch também produz Estações de ETA e ETE para tratamento de água e afluentes, biodigestores com geração de energia, filtros e abrandadores, feitos em aço inox e aço carbono. Empresa credenciada ao BNDES / FINAME. Visite o nosso site: www.defacch.com.br Grata pela atenção: Beatriz Facchi Depto Comercial Fone: (54) 3451 - 3466 Celular: (54) 9207 9305 E-mail: vande@defacch.com.br
por Anônimo, em 12/08/2013 às 11:53
telefone (66) 34103000 NOBLE Rondonópolis
por Paulino Alexandre, em 22/05/2013 às 08:47
Gostaria de saber como posso entrar em contato , pois gostaria muito de saber, pois fico feliz de saber que vamos ter mais oportunidade de emprego, e melhor ainda que se trata de agronegocio, lavoura tudo de bom
por Laureni, em 20/03/2013 às 16:19
Gostaria de saber como posso entrar em contato , pois gostaria muito de saber, pois fico feliz de saber que vamos ter mais oportunidade de emprego, e melhor ainda que se trata de agronegocio, lavoura tudo de bom brigada.
por Joao Carlos Suchek, em 15/02/2013 às 14:22
Boa tarde!! Gostaria que alguem me informasse o telefone da Noble em Rondonopolis
por Daniela da Silva Santos, em 27/12/2012 às 07:47
Ola, fico feliz por Mato grosso estar com essa empresa mais ainda porque Rondonopolis e a Cidade premiada. Eu gostaria muito de fazer parte dessa grandiosa empresa.
por Rogênio José, em 29/10/2010 às 09:55
Deve ter ajudado com o Blá Blá Blá pois ele só tem conversa!!! fala muito e faz pouco!!!
por Renes Paulo, em 29/10/2010 às 09:37
Gostaria de saber de que forma que o Sr. José do Pátio contribuiu com a vinda da Noble group para Rondonópolis? Pois ele mesmo disse o Grupo se simpatizou pela cidade,e visou a parte de logística e pelo ponto estratégico de sua localização,e a área foi adquirida pela empresa. Em que o Sr. ajudou?????????????????????????????
por marcio, em 26/10/2010 às 13:12
parabens prefeito sempre lutando contra os poderosos de roo,força e tenho certeza que vem +++ pela frente.