Notícias / Cidades

22/01/2012 - 09:20

Disseram que minha filha tinha um 'machucadinho' mas já estava morta, diz mãe de menor que caiu em shopping

Da Redação - Julia Munhoz

Foto: Julia Munhoz/OD

Doraci Maria Siqueira - mãe da estduante Keisa Siqueira

Doraci Maria Siqueira - mãe da estduante Keisa Siqueira

A mãe da estudante Keisa Siqueira dos Santos, 12 anos, professora Doraci Maria Siqueira se diz inconformada com o fato de o Shopping Pantanal não ter sido responsabilizado pela negligência no atendimento a adolescente, que morreu após cair de uma altura de 12 metros do telhado do shopping em junho do ao passado. No dia do acidente ela relatou que o chefe de segurança ligou para comunicá-la sobre o ocorrido e disse que sua filha tinha apenas se machucado, quando na verdade já estava em óbito.

“Ligaram-me 12h50 quando minha filha já estava falecida. Disseram que ela tinha caído e estava com um machucadinho apenas”, contou Doraci, durante coletiva concedida na manhã desta sexta-feira (20), no escritório dos advogados Marcelon Macedo e Mauro Benides.

A menor estava acompanhada de outros seis estudantes quando subiram ao telhado do Shopping Pantanal, pela saída de emergência. Quatro caíram de uma altura de 12 metros. Além de Keisa, o colega dela Marcelino Santos, 15 anos, também morreu, os outros dois adolescente sofreram alguns ferimentos.

Segundo a mãe da estudante, o shopping teria se prestado a arcar apenas com as despesas do funeral. “Nunca mais ninguém me ligou e eu também não fiz nenhuma questão de voltar ao shopping”.

Os advogados de defesa anunciaram nesta manhã que irão entrar com uma Ação de Responsabilidade Civil, alegando que houve negligência e imperícia no socorro prestado aos dois adolescentes que morreram com a queda. Fato comprovado nos autos do inquérito apurado pela delegada Alexandra Campos Mensch Fachone, que optou por não responsabilizar o Shopping pela morte dos menores.

Além disso, a defesa irá solicitar uma indenização de R$ 1,5 milhão para cada família. “Esse dinheiro não vai trazer ela (Keisa) de volta, mas eles precisam arcar com isso, para que não ocorra com outras crianças. Muitos pais deixam os filhos naquele shopping. É preciso que sejam tomadas providências”.

Notícias Relacionadas

Exibindo de "01" à "10" do total de "23"

por Thiago Queiroz, em 25/01/2012 às 15:05
Também acho um absurdo quererem responsabilizar o shopping pelo ato cometido por pessoas irresponsáveis. Não eram crianças, eram pessoas que se tivessem tido boa formação dentro de casa não teriam cometido tal desatino. Quando assim, as familias ja estão fazendo planos com a fortuna que querem estorquir do shopping, isso é ridiculo. A diretoria do shopping deveria processar as familias envolvidas por danos a imagem do empreendimento e pelo trasntorno causado aos demais cidadãos que presenciaram esse fato. PS: Concordo plenamente com o André Silva, bom exemplo dado por ele.
por ANTONIO CARLOS LIMA, em 22/01/2012 às 15:23
Tenho lido cada comentário que faça-me o favor.Chego a pensar que em Cuiabá as pessoas são sem noção.O shopping ou qualquer outro estabelecimento é responsável pela integridade fisica dos seus clientes quando estes, botam o pé para dentro do estabelecimento.E a segurança é um dos itens mais relevantes.Se vc for assaltado ou seu carro tenha sido levado por ladrões,a responsabilidade é do shopping este devera indenizar.Em se tratando de acidentes com morte.E por negligência deste.Na Europa e Estados Unidos se vc escorregar e cair dentro de um ambiente comercial.Vc recebe uma indenização milionária.No caso do shopping pantanal me parece ser o caso de negligência com a segurança dos frequentadores.AREA RESTRITA DEVE SER FECHADA E POSSUIR AVISOS DE ADVERTÊNCIA, CIRCUITO DE TV etc...Se nada disso possuia é negligência mesmo.Deve indenizar as famílias que foram vitimas desta estúpidez.
por Sandra, em 22/01/2012 às 14:26
Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.
por Andre Silva, em 22/01/2012 às 14:12
Maria Godoy: SUA CASA É AREA RESTRITA, SE EU ACHAR O SEU PORTAO ABERTO, EU POSSO IR ENTRANDO DE BOA, USAR SUA GELADEIRA E SEU BANHEIRO? E NUMA PIOR DAS HIPOTESES TE ROUBAR? Nao precisa de Lei pra o ser humano ter educacao. AREA RESTRITA pra quem tem eduacao nao precisa de cadeado
por Gilmar Mateus, em 22/01/2012 às 14:08
Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.
por Junior, em 22/01/2012 às 13:47
No meu entender, primeiro esses adolecentes não deveria estar matando aula, pois onde estava a escola e os pais que não sabem onde seus filhos andam? Segundo, o Shopping não foi na porta da escola buscar ninguém para ir até lá, ainda mais em horário de aula. A área era restrita sim e não era área de circulação de clientes, apenas de funcionários, no nentanto, não deveriam estar perambulando por lá. E por fim, tem muita gente interessada em apenas ver a cor do dinheiro, como se isso fosse resolver alguma coisa ou diminuir a responsabilidade que são dos pais por seus filhos, e isso envolve família crescendo o olho amparadas por advogados inescrupulosos que vivem disso, de procurar cabelo em ovo para engordar suas contas. Quero dizer aqui, que não estou defendendo o shopping, nem tenho interesse nisso, mas a verdade tem que ser dita por mais que doa. E quanto a mãe dizer que foi avisada que a filha tinha se machucado, deveriam ter dito logo que tinha morrido né, talvez seria melhor para ele né!!!....é o fim da picada.
por Jão Coró, em 22/01/2012 às 13:27
Crianças? aonde tinha crianças?? Bando de adolecentes mal educados, desde quando uma área de acesso a um telhado é uma área para alguém frequentar?? Negligência na parte do socorro pode ser, mas, que foram um bando de sem noção foram.
por Maria Lucia Godoi, em 22/01/2012 às 13:06
É impressionante como a cabeça de certas pessoas.realmente so servem pra criar cabelos.Como o shopping não é responsável pelo acidente?Vcs sabem área restrita é uma área onde só podem ter acesso funcionários credenciados e que possuam chave do local.Portanto são areas que devem permanecer fechadas.Se não estava fechada, como determina qualquer manual sobre segurança, qualquer pessoa poderia entrar .principalmente crianças na sua curiosidade nata.Assim sendo, o shopping foi negligente por colocar em risco a segurança dos seus frequentadores.Deve sim, ser responsabilizados e pagar uma indenização às vitimas.E daqui por diante colocar em pratica aquilo que determina os manuais de segurança.Eta cuiabá....Duvido que o chopping tenha nos seus quadros de funcionário um engenheiro de segurança que a lei obriga.O CREA verificou se há um profissional nesse shopping? Se há este profissional este, deve responder o porquê a área restrita estava aberta e sem aviso de advertência?
por CELINA, em 22/01/2012 às 12:56
Prezados comentaristas, kesia era uma garota extremamente bem educada, era uma filha amada... eu só quero dizer uma coisa, onde as crianças estiveram não era área fechada é uma saída de emergência, e eplo que sei, qualquer pessoas poderia ter ido até o lugar onde eles foram....e tem mais já hou naquele shopping desabamento do teto, desabamento de elevador.... olha só, sé é se eu estivesse no lugar da Delegada, iria sim responsabilizar o shopping, quem de nós nunca deixou os nossos filhos sozinho passseando no shoping?? qual o mal em os adolescentes irem lá??, a responsabilidade é sim do shonping então teria que ter lá uma placa contendo: área restrita somente funcionários! ai sim eles não teriam a responsabilidade.. faça me um favor é a mesma coisa de nós deixarmos algo em nossa casa que pode matar um adolescente e não orienta-lo que isso pode ocorrer..!!!!!
por luciana, em 22/01/2012 às 12:28
os meninos que subiram no telhado ja eram bem grande, e sabia que la no telhado nao e lugar p/ esta, o shopping nao tem que arca com mais nada,deveriam esta na escola ao inves de esta no shoopping.

plantão

picante

do internauta

Sitevip Internet