Olhar Direto

Sexta-feira, 23 de junho de 2017

Notícias / Política MT

Taques tenta evitar que Operação Carne Fraca "respingue" em MT e irá se reunir com Temer

Da Reportagem Local - Jardel P. Arruda / Da Redação - Érika Oliveira

20 Mar 2017 - 19:16

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Taques tenta evitar que Operação Carne Fraca
Temendo o risco de que Mato Grosso seja afetado por respingos da Operação Carne Fraca, o governador Pedro Taques (PSDB) informou que se reúne com o presidente da República, Michel Temer (PMDB) nesta terça-feira (20), para unir esforços com o Governo Federal no sentido de fortalecer a cadeia produtiva da carne no País.

Leia mais:
- Polícia Federal nega desdobramentos da Operação Carne Fraca em Mato Grosso

- Diante operação da PF, Taques defende qualidade da carne produzida em Mato Grosso

- Ministro ameaça deixar de importar produtos do Chile caso haja retaliação à carne brasileira


“Temos uma conversa com o presidente Michel Temer amanhã. Eu vou externar a preocupação do nosso Estado e dizer que nós estamos juntos nesse momento, por este ponto fora da curva destes 21 frigoríficos que ainda precisam ser melhor investigados. Inclusive vou levar carne de Mato Grosso para o presidente da República”, disse o governador, durante entrevista coletiva nesta segunda-feira (20), que reuniu representantes Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec) do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT) e do Instituto Mato-grossense da Carne (Imac).

Mato Grosso detém o maior rebanho bovino do Brasil, com mais de 30 milhões de cabeças de gado. A cadeia produtiva no Estado é voltada tanto para o mercado interno quanto externo. E, embora não tenha sido alvo da operação deflagrada pela Polícia Federal na última sexta-feira (17), a preocupação é que países que importam carne do Estado fechem as portas para o mercado local.

“Minha intenção é ajudar, nós somos o maior produtor de rebanho bovino como todos sabemos, são mais de 30 milhões de cabeças de gado. Mato Grosso é um sujeito importante no mercado internacional, a preocupação é para que nós não tenhamos prejuízos econômicos. Esses prejuízos não atingem apenas os donos dos frigoríficos ou a indústria, é um erro falar isso. O prejuízo econômico é para o Brasil”, afirmou o governador.

Na opinião do governador, Mato Grosso possui um “padrão de qualidade diferente” dos demais Estados e, por isso, neste momento faz-se necessário comprovar a eficiência da fiscalização e da qualidade da carne produzida no Estado.

“O cidadão mato-grossense pode ter tranquilidade que o Indea, o Imac e a Secretaria de Desenvolvimento estão firmes no sentido de trazer qualidade ao nosso produto, que é reconhecido internacionalmente”. 

 

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Piqui ruído
    21 Mar 2017 às 09:41

    Interessante...os defensores do Pedro Taques negativam meu comentário mas não respondem sobre a indignação seletiva do Governador. Aproveitem e levem mais essa: seu governador apoia o desastre que é esse governo federal. Desastre administrativo, econômico e moral. Podem negativar o comentário, que é a única coisa que vcs podem fazer, pois sabem que é verdade e não tem resposta contra a verdade.

  • DIREITO TEM QUEM DIREITO ANDA
    21 Mar 2017 às 08:17

    A UNICA INSTITUIÇAO QUE O GOVERNADOR PREJUDICOU NA GREVE DE JUNHO-2016 FOI JUSTAMENTE O INDEA, QUE ELE AGORA BABA E JUSTIFICA O BOM TRABALHO DO INDEA-MT

  • Piqui ruído
    21 Mar 2017 às 07:56

    Então o governador implacável contra a corrupção vai tomar um cafezinho com o chefe de um governo em que diversos ministros são investigados por corrupção, e o próprio presidente é acusado de recebimento de propina da Odebrecht? Que legal. Indignação seletiva é realmente um espetáculo.

  • Wagner
    21 Mar 2017 às 07:22

    A Fôlha ,a Globo, Band, Estadão ,RBS, todos estão no Agronegócio. Dai a CHIADEIRA !!!

  • por justiça
    20 Mar 2017 às 21:28

    agora o fraco mesmo e o nosso governo ok.....

  • Liberdade
    20 Mar 2017 às 20:00

    PROBLEMA MAIS GRAVE É AGORA O POVO ESQUECER A REFORMA DA PREVIDÊNCIA E PREOCUPAR COM A CARNE PODRE QUE COMERAM

Sitevip Internet