Olhar Direto

Sábado, 21 de outubro de 2017

Notícias / Cidades

Ex-detento visto caminhando pela BR-364 quer chegar aos Estados Unidos

Da Redação - Isabela Mercuri

29 Mar 2017 - 17:20

Ex-detento visto caminhando pela BR-364 quer chegar aos Estados Unidos
Diferente de Forrest Gump, o pernambucano Paulo Cícero de Lima, 56, tem seus motivos para andar. Desde o início de fevereiro, ele é visto nas rodovias de Mato Grosso carregando uma cruz de cinco metros de comprimento nas costas. A razão: busca justiça.

Leia também:
Ex-detento peregrina por pelo menos 200km com cruz nas costas e deve chegar a Cuiabá amanhã
 
Segundo Paulo, ele foi condenado injustamente por um crime de latrocínio e cumpriu dezesseis anos de sentença na cadeia. Há dez foi solto, e desde então busca uma forma de apagar a injustiça que sofreu. Uma noite, sonhou que carregava uma cruze era seguido por várias pessoas, e entendeu o que significava.
 
“Achei que estava louco, mas entendi o que o sonho queria me dizer. Era o início da minha luta por Justiça. Aquelas pessoas que me seguiam em sonho são todas essas que hoje querem saber a minha história. E acredito que vou conseguir Justiça”, disse.
 
Hoje o objetivo do romeiro é chegar aos Estados Unidos. “Se eu não conseguir justiça no Brasil, vou conseguir nos Estados Unidos, onde tem órgãos competentes para isso. Eu não quero meu nome manchado, não posso aceitar isso”.
 
Para cumprir sua jornada, ele conta com a ajuda das pessoas que encontra no caminho. Em Cuiabá, por exemplo, o proprietário de um restaurante, José Edson Nogueira, 53, fez questão de servir o almoço de Paulo. Para não atrapalhar a viagem, arrumou tudo em uma marmita e o entregou para que se alimentasse a hora que quisesse. Garrafas de água também surgem de várias mãos por onde passa.
 
“Fui ganhando muitos amigos por onde passo, e já sinto saudade de todos eles”, contou Paulo. O pernambucano veio de Itapevi, em São Paulo, tem quatro filhos e dez netos, e é natural da cidade de Canhotinho, interior do estado natal. Esta é sua segunda viagem. Na primeira, partiu de São Paulo e foi até Trindade, em Goiás. O percurso, segundo ele, durou um mês.
 
O diretor de Operações da Rota do Oeste, Fernando Milléo, destaca que a “aventura” de Paulo não é recomendada por motivos de segurança, mas entende que trata-se de uma questão pessoal. “A rodovia é ambiente para veículos, muitas vezes pesados, o que faz com que os riscos sejam elevados. A prática não é recomendada, portanto. Ainda assim, cumprimos nosso papel de resguardar a segurança de quem passa pela BR-163 e monitoramos a caminhada de Paulo, realizando sinalização para resguardar a sua saúde e a de quem passa pela via. Esperamos que sua passagem pelo Mato Grosso seja tranquila”, frisa.
 
Na primeira vez que foi visto na rodovia BR-364, em Mato Grosso, ele estava ferido, mas não quis atendimento. Ele ainda manca. Conta que quebrou o pé, mas não se recorda bem o que aconteceu. “Eu estava muito concentrado na viagem e só queria andar, andar, andar. Só me recordo que quebrei o pé em Brasília”, diz.

9 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Claison
    31 Mar 2017 às 08:22

    O cara largou a família para ficar "vagando" por ae ?? Me conta outra sabixão.....

  • El Cid
    30 Mar 2017 às 10:09

    O Trump não que não está aceitando nem brasileiros de bom curriculum nos EEUU, vai aceitar ex presidiário? Coitado, até chegar na fronteira com o México o muro já estará construído! Acho que esse coitado precisa mesmo é de um tratamento psiquiátrico.

  • MARCO
    30 Mar 2017 às 08:47

    Ontem ele estava na prainha na frente do colégio são Gonçalo umas 18hrs

  • Carlos Nunes
    30 Mar 2017 às 08:06

    Pelas medidas impopulares do Temer, que estão vindo...esse está é carregando a Cruz do POVO BRASILEIRO. Ontem os telejornais soltaram um bomba: para tampar mais um rombo nas contas públicas, o governo vai onerar mais a folha de pagamento das empresas, isso significa que o empresário, com a folha mais onerada, não vai contratar muita gente, e se for o caso pode até demitir alguns. Fizeram o rombo, e o trabalhador vai pagar o pato. Cada medida impopular aumenta mais o peso dessa cruz, que esse cidadão carrega. Ele "somos todos nós", de alguma forma direta ou indireta. Diz que foi condenado injustamente...é possível pois o Sistema é injusto, corrupto, e outras coisitas mais. Cada dia aparece mais um delator premiado, que aponta pra alguém, e diz: Esse? Pegava propina também, era freguês, tinha potencial para pegar propina. E cai mais uma máscara do Sistema.

  • João
    30 Mar 2017 às 02:59

    Uma história para fazer as pessoas pensarem quando julgam sem ter certeza de nada. Quantas pessoas são presas por acusações equivocadas ou feitas de modo mal intencionado... Quantas pessoas são presas por ninharia, enquanto pretensos políticos embolsas milhões. Que Deus abençoe este homem e aplaque a sua dor.

  • lazaro
    29 Mar 2017 às 23:06

    Cada um carrega a sua cruz.

  • josimar
    29 Mar 2017 às 22:34

    Eu a encontrei hije pela manhã no via dulto do tijucal sentido centro

  • Zumbi do espaço
    29 Mar 2017 às 19:08

    Vai lá Donald Trump te espera de braços abertos!!!

  • Cartola
    29 Mar 2017 às 18:15

    Falta de matéria daí o estagiário encontra um 801 na rua e tome notícia. Deem uma cruz pra quem teve a idéia brilhante de postar isso e mande junto com o tiozão louco aí.

Sitevip Internet