Olhar Direto

Sábado, 25 de novembro de 2017

Notícias / Cidades

Agentes penitenciários aderem a mobilização nacional e cruzam os braços por dois dias

Da Redação - Patrícia Neves

19 Mai 2017 - 10:10

Agentes penitenciários aderem a mobilização nacional e cruzam os braços por dois dias
Os agentes penitenciários de Mato Grosso irão cruzar os braços nos dias 19 e 20 de maio em adesão a  PEC 308/04 que trata da criação da Polícia Penal. A manifestação também será contrária a Proposta de Emenda Constitucional 287 que trata da despesa do Regime Geral de Previdência Social (RGPS) e da assistência social.

Leia Mais:
Suspeito quase é linchado após roubar residência em Cuiabá

O presidente do Sindicato dos Servidores Penitenciários do estado de Mato Grosso (SINDSPEN-MT), João Batista informou que o ato foi deliberado pela Federação Sindical Nacional dos Servidores Penitenciários (FENASPEN).

“A Instrução Normativa que dispõe os procedimentos referente á paralisação já foi encaminhada para as unidades penais e autoridades comunicando o ato. Contamos com a participação dos servidores penitenciários de todo estado nesse importante movimento. A hora é agora, não podemos recuar”, disse o presidente do Sindspen-MT, João Batista. 

Saiba Mais:

A proposta de Emenda à Constituição que cria as polícias penitenciárias federal e estaduais está pronta para votação no Plenário da Câmara (PEC 308/2004). O texto cria a Polícia Penal e transforma os agentes penitenciários em polícia, o que na prática dá mais status à carreira e facilita futuras reivindicações da categoria. Atualmente, esses profissionais não possuem reconhecimento constitucional dentro do sistema prisional, já que não são enquadrados como membros da segurança pública.

Com a mudança constitucional, esses servidores seriam responsáveis pela realização de atividades policiais nas dependências das unidades prisionais; promoveriam atividades para garantir a segurança e a integridade física dos apenados e participariam, junto com os demais órgãos da Segurança Pública, de diligências e atividades policiais que visem à imediata recaptura de presos foragidos das unidades penais.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Marco Antônio
    19 Mai 2017 às 16:09

    Situação complicada. Os agentes prisionais são imprescindíveis.

Sitevip Internet