Olhar Direto

Terça-feira, 26 de setembro de 2017

Notícias / Cidades

Preso assassino de travesti morta com golpes de chave de fenda; cobranças da comunidade gay ecoaram

Da Redação - Ronaldo Pacheco

16 Jul 2017 - 10:18

Foto: Divulgação PM MT

Cleverson dos Santos, 28 anos, o ‘Zico’, contou detalhes do assassinato da travesti Loly

Cleverson dos Santos, 28 anos, o ‘Zico’, contou detalhes do assassinato da travesti Loly

Depois de muita pressão da comunidade gay da região, o suspeito Cleverson dos Santos, 28 anos, o ‘Zico’, foi preso no início da noite deste sábado (15) e confessou ter assassinado a travesti Lolly ou Larissa Valverde, como era conhecido o jovem Luiz Henrique Ferreira, de 24 anos, com golpes de chave de fenda. Ele foi preso logo após furtar um salão de beleza, na Rua Mato Grosso, nas imediações da entra do Setor Industrial de Sorriso.

Leia mais:
Homem furta salão de beleza e se esconde em churrasqueira para não ser linchado
 
Pela crueldade, já que que houve mutilações diversificadas no corpo de Loly, a comunidade gay de Sorriso reagiu cobrando justiça. E a gritaria maior foi liderada pelo vereador Maurício Gomes (PSB), primeiro gay assumido a conquistar uma cadeira na Câmara de Sorriso, onde a sociedade é majoritariamente conservadora.
 
O próprio Cleverson explicou em detalhes, como aconteceu o crime, que, primeiro, tentou furtar a Paróquia Santa Luzia. E, na sequência, se encontrou Loly, na rua, e os dois foram para o pátio de um supermercado. Então, começaram a usar drogas, agachados. Foi quando Loly perguntou se Cleverson desejava transar com ela, ao que respondeu não ter interesse.
 
Foi então que Loly foi se levantar e recebeu os primeiros golpes de chave de fenda, desferidos por Cleverson. Loly caiu e ficou agonizando no local. A arma do crime era a mesma com a qual  Cleverson tinha tentado, horas antes, furtar a Paróquia Santa Luzia. No latrocínio,  ‘Zico’ Cleverson pegou o tênis de Loly e outros pertences, fugindo do local para trocar os produtos por drogas.
 
Cerca de duas horas após o homicídio, Cleverson voltou ao pátio do supermerdado para ter certeza que Loly estava morta. ‘Zico’ ainda disse, na confissão, que não foi ele quem pegou os R$ 50,00 que estavam na bolsa de Loly. Ao ser preso, antes de confirmar a sua idenficação real, Zico ainda mentiu sobre sua verdadeira identidade, dizendo que seu nome era Júlio César.


 
Homofobia
 
Pelo grau de violência e por ter enterrado a chave de fenda no ânus de Loly ou Larissa Valverde, o vereador Maurício Gomes interpreta o homicídio, além da latrocínio, como um ato bárbaro de homofobia. Ele observou que as autoriades competentes têm de iniciar, em caráter de urgência, uma campanha contra a homofobia em Lucas do Rio Verde, Sorriso, Nova Mutum e Sinop, entro outros municípios, que têm intolerância à comunidade LGBT, com registros de casos de ataques a travestis, lésbigas e gays.

Mauricio Gomes avalia que, se não fosse a cobrança contundente da comunidade LGBT, dificilmente a prisão teria ocorrido com a rapidez que o caso exige e o criminoso poderia ficar impune, como os possíveis mandantes do assassinato do ex-vereador Elias Maciel, morto a facadas, em dezembro de 2012.
 
“É profundamente lamentável que a parcela considerável da sociedade de Sorriso e região tratem os membros da comunidade LGBT como párias ou escória. Não vou me calar! Isso é mesmo inadmissível”, disparou Maurício Gomes.

11 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Ricky
    18 Jul 2017 às 06:35

    A comunidade LGBT precisa de unir, mas é triste ao ler que, a vítima ja foi se oferecendo para fazer sexo... infelizmente a cada dia, mais membros LGBT, em suas atitudes, mostram e dão o gosto dos homofobicos afirmarem que: LGBT = PUTARIA. Lamento pelo incidente, mas lamento ainda mais pela atitude de já propor sexo.

  • Rafaella
    17 Jul 2017 às 21:44

    Pelo que entendi, ele foi preso pelo assalto e não pelo assassinato. Precisa da voz de um político (gay assumido) pra que se dê relevância a um crime numa cidade onde o povo se di conservador, então é de hábito conservador se omitir a um crime desde que o criminoso seja hetero (ninguém sabe) e a vítima seja "diferente " daquilo que ACHAM ser correto? Nossa! Se o conservadorismo dessa gente se baseia no cristianismo (pilar de toda falsa moralidade e hipocrisia) então esse povo precisa mais do amor de Cristo e, principalmente, da decência humana.

  • Jobson
    17 Jul 2017 às 12:57

    Como sabiam que tinha R$ 50 na bolsa? KKKK

  • Gabriel
    17 Jul 2017 às 10:53

    Irene o vereador não está defendendo apenas LGBT e sim quer justiça ao crime homofobia, Elma isso foi sim homofobia, se ele mesmo confessou que ela não fez nada além de perguntar se ele queria ter relação e quando ele negou ela saiu, e mesmo assim ele a matou! Mauricio você está de parabéns! Você merece todo o orgulho da comunidade LGBT da regiao

  • Antonella
    17 Jul 2017 às 09:36

    Transexuais e travestis não sofrem homofobia e sim Transfobia, a matéria usou o termo errado!

  • luma
    17 Jul 2017 às 04:30

    eu nao acredito no depoimento dele...

  • kamila
    16 Jul 2017 às 19:08

    elma nara bolsonaro a que ela mato não usava drogas e nem roubava ok

  • Marcus
    16 Jul 2017 às 17:21

    Irene primeiro que isso é o assassino que diz Elma só de vc aderir esse sobre nome escroto Boldonora vc já é uma homofóbica, vai estudar antes de criticar o vereador está de parabéns lutar para o ser humano tem meu respeito

  • José Carlos Freitas
    16 Jul 2017 às 17:14

    Justiça para todos. Quem mata é assassino e merece ser julgado como tal. Já morei perto da casa do vereador Maurício e sei que é defensor dos gays.

  • irene maria
    16 Jul 2017 às 13:43

    esse vereador pede justiça pra todas as mortes ocorridas no municipio ou so pela comunidade LGVT? apraudiria se ele cobrasse por todas as barbaries ocorridas no municipio.... DIREITOS IGUAIS, NAO EXISTE NINGUEM PIOR OU MELHOR QUE NINGUEM....

Sitevip Internet