Olhar Direto

Sábado, 25 de novembro de 2017

Notícias / Cidades

Segurança saca arma após mulher causar confusão em agência do Banco do Brasil; veja

Da Redação - Wesley Santiago

13 Set 2017 - 11:21

Foto: Reprodução

Segurança saca arma após mulher causar confusão em agência do Banco do Brasil;  veja
Uma mulher de 35 anos foi detida na tarde da última terça-feira (12), no bairro CPA 2, em Cuiabá, acusada de provocar uma confusão dentro de uma agência do Banco do Brasil (BB). Ela teria jogado uma das gavetas no chão e quebrado um cartão de outro cliente. Um dos seguranças ainda chegou a sacar a arma para retirar a suspeita de lá.

Leia mais:
Mulher acusa marido de tentar matá-la atropelada e testemunha diz que vítima se jogou na frente de carro
 
Narra o boletim de ocorrências (BO) que um funcionário do Banco do Brasil acionou a polícia e disse que a acusada entrou na agência exaltada, querendo ser atendida. Ao ser questionada, ela passou a ofender verbalmente o homem, dizendo: “Sou dona do Banco do Brasil. Vou pegar meu cartão agora”.
 
Depois, ela teria ido até o acesso exclusivo dos funcionários e empurrou o funcionário do banco, arrancou a porta do gaveteiro e espalhou cartões de outros clientes pelo chão, chegando a quebrar um deles.
 
Um vídeo gravado por um cliente do banco mostra o momento em que o segurança da agência tenta retirar a mulher e chega a sacar a arma. Exaltada, a acusada se recusa a sair do local, enquanto que outras pessoas pedem calma. Neste momento, outro agente se aproxima e se mantém a distância.

18 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • belmiro moreira
    15 Set 2017 às 16:35

    Esta agência do CPA sempre foi problemática, clientes ignorantes, esquecem que os funcionários são trabalhadores como qualquer pessoa brasileira, um ser humano. O Banco contêm 0800 Ouvidoria, canal propício para reclamar (entra no GOOGLE e pesquise o nr). Não consigo entender como pode ter clientes, em sua maioria composta de aposentados e servidores públicos, serem não incautos e agem como animais, como foi esta pessoa que quebrou gavetas. Acham pq. o banco sendo público pode assim fazer como tanta violência. São pessoas mal resolvidas, com dívidas, descontroladas financeiramente, e pode se dizer devedores em todo sistema financeiro. Esquecem que este funcionário do banco pode entrar com ação e pedir retratação baseado similiaridade com a lei dos servidores públicos dos maus tratos. Com certeza qualquer juiz recepcionaria tá direito lesado por esta mulher.

  • belmiro moreira
    15 Set 2017 às 07:00

    O público desta agência é descortez, tratam os funcionários com grossuras, achando que os funcionários são culpados pelas dívidas dos clientes, percebemos os xingamentos e animosidades de muitos destes na sala de auto atendimento. Se há reclamações, o banco contêm 0800 Ouvidoria, ou mesmo pode-se reclamar via judicial, o que não falta são advogados na praça, para exigir direitos. - Vivemos em uma sociedade, que nesta agência os clientes vivem num estopim generalizados, principalmente por partes de aposentados ou mesmo de servidores públicos, e, acredito por estarem nervosos, por deverem a todo o sistema financeiros. O funcionário desta matéria, poderá exigir reparação equiparando a lei dos servidores, com certeza o juiz irá recepcionar.

  • MARCO AURELIO
    14 Set 2017 às 14:53

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Kelly Cristina
    14 Set 2017 às 14:28

    Nada ver essa policial de nada ai!!! Parabéns ao segurança

  • Milton
    14 Set 2017 às 09:44

    Não está certo quebrar nada alheio. Mas, falar que o banco do Brasil é patrimônio público já é exagero. O banco é uma SA e cobra tudo q ele faz aos seus clientes.

  • bruno
    13 Set 2017 às 22:28

    É por causa de pessoas como essa MULHER que tá atrapalhando o trabalho do SEGURANÇA, que o BRASIL tá na MERDA!

  • Bruno Lopes
    13 Set 2017 às 17:01

    Creio que a policial deveria exercer seu papel mantendo ordem pública e não tirando autoridade do segurança da agência, e sim dando créditos a um cliente anarquista depredando patrimônio também público. Vejo que se não está satisfeito no atendimento da instituição financeira deveria procurar outra instituição e não quebrar tudo. E a mulher que se diz policial se mostrou sem despreparo algum. #OsTemposSAOassim ..quebrando tudo e baderna aí o povo aplaude ...

  • jr cesar
    13 Set 2017 às 15:39

    se realmente essa senhora for PJC teria sim de dar voz de prisão a essa maluca que teve coragem de provocar tanta baderna e desafiar o segurança que merece elogio e mostra-se bem treinado e pronto para se defender corretíssimo...parabéns a empresa prestadora de segurança... excelente. quanto a senhora que se disse policial faltou autoridade e discernimento quem era a meliante e de ter dado voz de prisão com o apoio dos seguranças que fizeram distintamente a parte deles

  • Paulo Boss
    13 Set 2017 às 15:25

    Sacou a arma porque era um mulher barraqueira, pois se fosse assaltantes, molharia as calças.

  • Chacal
    13 Set 2017 às 13:34

    Infelizmente, os seguranças de agências bancárias são mais perigosos que os assaltantes, pois os bandidos só querem o dinheiro da instituição, enquanto os vigilantes mal preparados se voltam contra os clientes.

Sitevip Internet