Olhar Direto

Sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Notícias / Política MT

Terceirizados da Sesp estão sem receber há dois meses e tiveram apenas uma parcela do 13º

Da Redação - Wesley Santiago

02 Jan 2018 - 17:20

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Terceirizados da Sesp estão sem receber há dois meses e tiveram apenas uma parcela do 13º
Os terceirizados da empresa Coreco Terceirizações e Serviços Eireli, que presta serviços para a Secretaria de Segurança Pública (Sesp), estão há pelo menos dois meses sem receber salários e tiveram apenas uma parcela do 13º paga no fim do ano. Em algumas delegacias de Polícia Civil, policiais relataram ao Olhar Direto que foi necessário realizar uma ‘vaquinha’ para que estas pessoas tivessem um Natal e Ano Novo dignos. Em nota, a pasta respondeu que “efetuou parte do pagamento” e que mantém tratativas no intuito de obter os recursos necessários para continuidade da execução contratual.

Leia mais:
Peritos cobram novos profissionais e estudam entrar em greve; cinco mil laudos em atraso em MT

Fontes ouvidas pela reportagem do Olhar Direto, que preferiram não se identificar, disseram que alguns terceirizados da limpeza estão sem receber salários há dois meses. Além disto, apenas a primeira parcela do 13º foi paga no fim do ano passado. Por conta disto, os trabalhadores passam por dificuldades.
 
A reportagem também entrou em contato em uma das unidades da Polícia Civil de Cuiabá, onde os terceirizados prestam serviços. A situação foi confirmada por um servidor, que ainda ressaltou que foi preciso que os policiais fizessem uma ‘vaquinha’ para que estas pessoas passassem as festas de fim de ano com dignidade.
 
Além disto, muitos funcionários da empresa continuam a prestar os serviços, mesmo sem estar recebendo os salários em dia. A situação tem causado revolta dos servidores. 
 
Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (Sesp) informou que “efetuou parte do pagamento pela prestação de serviço de limpeza e conservação a empresa Coreco Terceirizações e Serviços Eireli, conforme cota financeira disponibilizada”.
 
Acrescenta também que “em respeito ao contrato firmado à empresa, mantém tratativas junto à Secretaria de Estado de Planejamento e Coordenação (Seplan) e Secretaria de Fazenda (Sefaz), responsáveis pela execução orçamentária e financeira dos órgãos estaduais, no intuito de obter os recursos necessários para continuidade da execução contratual, devendo novos pagamentos serem efetivados assim que iniciada a execução do orçamento do Exercício de 2018, com a abertura do sistema FIPLAN”.

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Contador
    03 Jan 2018 às 08:17

    Mas a Empresa não tinha que ter esse aporte financeiro durante 3 meses? Pq ficar esperando do repasse do estado? Pq pegou essa boquinha? Enfim, pelo que eu saiba a empresa tinha que arcar com suas obrigações, que é de pagar em dia seus servidores.

  • totó
    02 Jan 2018 às 22:47

    Então podem amarrarem o cinto, porque em janeiro, o dinheiro do estado e município é igual orelha de freira. Tem mas ninguém vê.

  • Antonio
    02 Jan 2018 às 20:55

    Sou servidor da SESP e em minha unidade a funcionária terceirizada está nessa situação. Pior do que isso, pelo que ficou entendido o administrativo da CORECO entrou em recesso (leia-se: foi pra praia curtir com o dinheiro dos funcionários) desde o dia 24 e só voltam dia 04/01. Fizemos a vaquinha pra moça não passar o Natal e Reveillon sem energia e água. Mas acho que ceia não teve... Maravilhas da terceirização.

  • joaoderondonopolis
    02 Jan 2018 às 19:13

    Eu já falei e repito, 2018 vai ser o pior ano do governo Taques. A população não aguenta mais, é mau pagador, caiu no descrédito da população. Para o governo Taques ser considerado pífio, tem que melhorar muito. Ainda tem presidente de poder a favor de Taques não pagar o duodécimo mensal completo. Em 2018 a população não vai mais confiar em dar procuração para ele. Tchau Taques.

  • alexandre
    02 Jan 2018 às 18:37

    O dinheiro vai todo prós Poderes, em forma de repasses.

  • Carlos Nunes
    02 Jan 2018 às 18:23

    Pois é, a turma que adora a Terceirização dizia: Terceiriza que resolve. Resolve o que? É só pra privatizar o que era do povo, e a gente pagar a conta duas vezes...a parcela do Governo (este nunca perde) e a parte do Grupo que terceirizou (esse enche os bolsos por 30 anos ou muito mais).

Sitevip Internet