Olhar Direto

Domingo, 21 de janeiro de 2018

Notícias / Política MT

Presidente do Sintep não descarta greve em caso de mais atrasos de salários

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

11 Jan 2018 - 15:01

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Presidente do Sintep, Henrique Lopes

Presidente do Sintep, Henrique Lopes

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT), Henrique Lopes não descartou uma greve da categoria, caso os salários dos servidores continuem atrasando. Nesta quarta-feira (10), ultimo dia de pagamento, o governador Pedro Taques (PSDB) recebeu os sindicalistas para dar a notícia de que o governo vai atrasar o salário da classe.O vencimento deve ser depositado na conta dos servidores até as 20h de hoje.

Leia mais
Governo paga salário de servidores de apenas 37 secretarias e órgãos; veja lista


“Fomos chamados ontem na Casa Civil, o próprio governador esteve presente e nos deram esta péssima notícia de que o estado não reuniu os recursos suficientes para poder quitar os salários dos trabalhadores dentro da data limite que foi ontem. Segundo eles teve uma retração na arrecadação de impostos e que o Fundeb só apresentava um volume de pouco mais de R$ 30 milhões para poder buscar honrar o compromisso do estado perante a categoria”, explicou.

Aos servidores, o governador e o secretário-chefe da Casa Civil Max Russi a princípio disseram que os pagamentos poderiam ser efetuados na sexta-feira (12), ou até a próxima segunda (15), mas em uma nova reunião na manhã de hoje foi confirmado que os salários serão pagos até as 20h desta quinta.

Como a categoria está de férias até o dia 25 de janeiro, o presidente do Sintep disse que irá aguardar a classe retornar as atividades para juntos tomarem uma decisão do que fazer em 2018, caso o estado continue com os atrasos. Ele também não descartou uma possível greve.

“Neste momento a categoria está de férias e irá retomar somente no dia 25 e qualquer medida que for tomada precisará ser no âmbito do coletivo. A direção do Sintep não tem como tomar uma decisão se o resto da categoria. Já estamos chamando o Conselho, vamos discutir e uma greve pode se tornar uma realidade caso isso venha se repetir reiteradas vezes. Se a situação se tornar insustentável, não descartamos a possibilidade de a categoria ser mais radical para poder receber em dia seu salário”, completou.

A secretaria de Educação é a pasta do governo e tem cerca de 40% da folha de pagamento dos servidores do estado. Diferente de como estava fazendo no fim do ano passado, com escalonamentos sendo pago em primeiro os salários mais baixos, em 2018, o estado priorizou secretarias como a de Saúde, Segurança e Direitos Humanos para terem salários em dia.

7 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Jonas
    11 Jan 2018 às 22:03

    Com todo respeito aos funcionários públicos de Mato Grosso atrasar 5 dias gera desconforto e prejuízo a todos mais veja a situação dos pequenos empresários que vendem pro estado e ficam 120 dias sem receber. Porque ele pagou todas as cosntrutoras de deputados e não paga os pequenos

  • Marta
    11 Jan 2018 às 19:54

    Ta tenso receber atrasado. Mas engraçado que quando os professores recebem primeiros nem se preocupam com os demais. O egoísmo é o mal da humanidade .

  • Menos Sertanejo e mais Rock And Roll
    11 Jan 2018 às 17:56

    Esse governo tá feio de jeito... nada nele deu certo. E reclama mais que mulher mãe de 05 filhos "foi o governo passado", "tudo culpa do Silval", "tudo culpa disso, daquilo"... Reclama mais que mulher mãe de cinco filhos..kkk...

  • Rodrigues
    11 Jan 2018 às 17:55

    Governador foi esperto. Professores de férias não fazem greve.

  • HERNANE PONCIO.
    11 Jan 2018 às 17:12

    Estava demorando...!! HEEEEEEE....Saudade!!! Os alunos que se F.........!!

  • joaoderondonopolis
    11 Jan 2018 às 15:24

    Só por este atraso do salário de dezembro/2017, já merecia uma greve nos primeiros dias do ano letivo.

  • To de Olho
    11 Jan 2018 às 15:23

    Esse povo não da ponto sem nó. Aquele reunião de ontem já devem ter combinado algo na surdina, por debaixo dos panos... Pq professor faz greve se ta muito quente, faz greve se ta muito frio, duvido que não iria fazer por conta de salário atrasado kkkkkkkkkkkk con versinha fiada pra boi dormir

Sitevip Internet