Olhar Direto

Terça-feira, 26 de setembro de 2017

Notícias / Brasil

Campanha orienta caminhoneiros no Rio sobre exploração sexual de crianças

Douglas Corrêa – Repórter da Agência Brasil

23 Mai 2015 - 10:54

O Ministério Público do Trabalho do Rio de Janeiro (MPT-RJ) promoveu nesta semana várias ações em estradas do estado para conscientizar caminhoneiros sobre a importância de combater a exploração sexual de crianças e adolescentes – considerada uma das piores formas de trabalho infantil.

De janeiro a março de 2015, só o estado do Rio registrou 404 casos de abuso e exploração sexual de crianças pelo serviço Disque Direitos Humanos (Disque 100), atrás apenas de São Paulo, que teve 737 registros.

Cerca de 400 motoristas receberam material informativo da campanha, mostrando os graves prejuízos causados às crianças, assim como as formas de denunciar. As ações ocorreram no posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Seropédica, na estrada que une o Rio de Janeiro e São Paulo, e no posto de barreira fiscal da BR-101, rodovia federal que atravessa 12 estados brasileiros.

A procuradora Sueli Bessa, representante da Coordenadoria de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente do MPT-RJ, disse que “esse tipo de campanha é fundamental para conscientizar os motoristas, visto que as rodovias e estradas são pontos vulneráveis à exploração sexual de crianças e adolescentes”.

A iniciativa faz parte das ações voltadas para o Dia Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, lembrado no último dia 18. O kit entregue aos motoristas é composto de camiseta, boné, adesivo, garrafa de água e material informativo, com o intuito de disseminar os meios para denunciar a exploração de menores.

As denúncias podem ser feitas pelo Disque 100, da Secretaria de Direitos Humanos (SDH), ou ou pelo 191, número de emergência da Polícia Rodoviária Federal.

O material da campanha será distribuído também entre os alunos do curso de capacitação para motoristas oferecido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat), em Deodoro, na capital fluminense.

De acordo com o Projeto Mapear, da PRF, entre 2013 e 2014, identificou-se um total de 1.969 pontos vulneráveis à exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias federais brasileiras. Desse total, 566 foram considerados pontos críticos.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet