Olhar Direto

Terça-feira, 26 de setembro de 2017

Notícias / Economia

Conexão Cuiabá - Santa Cruz promete deixar Mato Grosso ‘independente’ do eixo Rio-São Paulo

Da Redação - Jardel P. Arruda

11 Mai 2014 - 08:50

Foto: Reprodução

Empresa boliviana com 15 anos de experiência encara desafio de

Empresa boliviana com 15 anos de experiência encara desafio de

Desde 1998, Cuiabá não opera com voos internacionais, quando o alfandegamento foi retirado do Aeroporto Marechal Cândido Rondon. Agora, com o advento da Copa do Mundo, a realidade muda. Aviões vindos diretos do Chile vão desembarcar na cidade com milhares de torcedores de “La Roja”, a seleção chilena, e vôos diários vão interligar a Capital mato-grossense com Santa Cruz De La Sierra, o motor econômico da Bolívia.

Após a Copa, a ideia é manter a ponte-aérea com o país vizinho e tornar o Centro Geodésico da America do Sul independente do eixo Rio-São Paulo para vôos internacionais. A ponte Cuiabá-Santa Cruz, que será feita pela empresa Amaszonas, além Mato Grosso a uma das mais importantes cidades do continente, servirá para diminuir os preços e encurtar horas vôos para todos os locais das Américas, além de também para alguns destinos na Europa.

Com seus jatos Bombardier, de 50 lugares e bancos de couro, a Amaszonas levará passageiros de Cuiabá para Santa Cruz três vezes por semanas – terças, quintas e sábados -, com 1h20 de viagem. Os aviões sairão às 23h40 e chegarão à 1h. De lá, a mesma empresa pode levar para La Paz e Cochabamba, também na Bolívia, com chegada às 3h30 e 2h45, respectivamente, ou para um dos maiores centros turísticos sul-americano: Cuzco, no Peru, com chegada prevista para às 11h15.

“Atualmente, quem quer ir para Macchu Pichu (Em Cuzco) precisa fazer conexão em São Paulo e depois em Lima (Peru), aonde precisam pernoitar. Só depois iriam para Cuzco. Agora, será muito mais rápido e muito mais barato”, resumiu Orion Gutierrez, diretor e proprietário do Grupo Tuitur (CVC-Mato Grosso), empresário com mais de 30 anos de experiência no ramo do turismo e pioneiro na integração Cuiabá-Santa Cruz na década de 1990.

E além da redução do tempo de viagem, o preço também cai. Enquanto com a conexão via São Paulo o custo gira em torno de U$ 1.400, através de Santa Cruz o preço cai para U$ 599. O mesmo vale para quem deseja ir para Miami, nos Estados Unidos da América. De U$ 1.100 o preço cai para U$ 699, e o tempo da viagem será reduzido em cinco horas.

Reunião entre o ministro do Turismo, Vinicius Lajes, e o governador Silval Barbosa (PMDB), em que foi anunciada a rota aérea Cuiabá-Santa Cruz de La Sierra

Outra vantagem será a possibilidade de fazer conexões com várias empresas, como a Copa Airlines, Avianca, Aerolineas Argentinas, Air Europa, BoA e outras. Dessa forma, é possível sair de Santa Cruz para os mais diversos destinos, como a já dita Miami, voar direto para Madrid, na Espanha, ou para Panamá City, aonde fica o maior hubby de conexões da América Latina, com conexões para qualquer ponto das Américas, pontos estratégicos da Europa.

“Nós ficamos de costas para o Oceano Pacífico por muito tempo. Não faz sentido ir para São Paulo e depois ter que voltar aqui por cima também. Estamos no Centro Geodésico da América do Sul. Temos que aproveitar essa situação estratégica. E com a saída para Santa Cruz nós deixaremos de depender de São Paulo para ir para fora do país. Santa Cruz é a São Paulo da Bolívia, guardadas as devidas proporções. É a capital econômica de lá, a cidade que mais cresce na América Latina”, ponderou Oiran.

Os voos da Amaszonas entre Cuiabá e Santa Cruz de La Sierra começarão a funcionar no dia 2 de junho, e durante o mês da Copa do Mundo terão frequência diária. Depois terão saídas três vezes por semana, terças, quintas e sábados, sempre às 23h40, a um custo de U$ 146, ida e volta, segundo o site da companhia.

7 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Jerõnimo Urei
    12 Mai 2014 às 07:57

    Já fiz essa conexão recentemente, algumas considerações: 1- Qual o peso das malas será praticado, 23 ou 32 kg? Em uma viagem a Miami isso tem que ser pensado, senão o custo com excesso de peso torna-se inviável 2- O aeroporto de Viru-Viru (Sta Cruz) tem um PÉSSIMO serviço alfandegário, muitas filas e funcionários sem preparo 3- Custo de U$ 50,00 por embarque, no caso serão 2 assim algo em torno de R$250,00 Para finalizar fui a Sta. Cruz para chegar ao Peru (Lima e Cuzco), mas a vantagem em cifras esvaiu-se com o custo de um pernoite em Sta Cruz e as filas na alfandega tanto na chegada como na saída, e ainda, aliado a tudo isso o mal humor dos agentes bolivianos da alfandega. E certo que cada um terá que fazer a sua avaliação e decidir, eu particularmente, não farei mas viagem pela Bolívia.

  • pantaneiro
    11 Mai 2014 às 15:37

    Bate "boca" a parte das "comadres", é só moradores de MS, GO e DF optarem por esse trecho de viagem para Miami, por exemplo, que os mafiosos da aviação (rio/são Paulo), fácil, fácil, mudam tudo!!

  • Rodrigo Lopes
    11 Mai 2014 às 10:29

    R$599,00 é para o Peru gente, U$699,00 é para Miami, e a reportagem ficou meio confusa mesmo...

  • Papagaio, o sábio.
    11 Mai 2014 às 10:27

    Haaa......tá certo.....!! Quer dizer que a parte do texto que diz “" Enquanto com a conexão via São Paulo o custo gira em torno de U$ 1.400, através de Santa Cruz o preço cai para R$ 599" ....é sobre Miami?! Que legal... Então a parte que continua dizendo imediatamente em seguida “ O mesmo vale para quem deseja ir para Miami, nos Estados Unidos da América. De U$ 1.100 o preço cai para U$ 699, e o tempo da viagem será reduzido em cinco horas”...é sobre o que? Preço de passagem para ficar bem longe dos analfas Sandro e Sardinha?

  • Sardinha
    11 Mai 2014 às 10:09

    Tem neguinho q não entende oq lê. Sinistro.

  • sandro
    11 Mai 2014 às 09:49

    Para Miami seu papagaio buroo, é só ler e entender!

  • Papagaio
    11 Mai 2014 às 09:16

    " Enquanto com a conexão via São Paulo o custo gira em torno de U$ 1.400, através de Santa Cruz o preço cai para R$ 599"" Pra onde? Pra Lua? Faltou o destino, né?

Sitevip Internet