Olhar Direto

Quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

Notícias / Economia

Revista Forbes elege família Maggi como 7ª mais rica do Brasil

Da Redação - Jardel P. Arruda

15 Mai 2014 - 20:20

Foto: Reprodução

Revista Forbes elege família Maggi como 7ª mais rica do Brasil
A família Maggi foi eleita a sétima mais rica do Brasil pela Revista Forbes, com uma fortuna estimada em U$ 4,9 bilhões, cuja principal fonte de renda é a soja. O senador Blairo Maggi (PR), ex-governador, foi citado pela publicação, que deixou de fora o primo dele, Eraí Maggi Scheffer (PP), atual “Rei da Soja”.

“Lucia Borges Maggi, Blairo Borges Maggi, Marli Maggi Pissollo, Itamar Locks e Hugo de Carvalho Ribeiro”, foram os membros da família Maggi citados como a sétima, das 15 famílias mais ricas do Brasil. O primeiro lugar ficou com a família Marinho, que possui uma riqueza avaliada em US$ 28,9 bilhões apenas com a mídia.

As fortunas das 15 famílias mais ricas do Brasil guardam US$ 122 bilhões, o equivalente a R$ 269 bilhões, ou cerca de 5% do PIB do país. O ranking foi republicado pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Leia matéria na integra:

Os irmãos Roberto Irineu Marinho, João Roberto Marinho, José Roberto Marinho aparecem no topo da lista das famílias mais ricas do Brasil, divulgada pela revista Forbes.

Juntos, a fortuna dos Marinho soma US$ 28,9 bilhões, o equivalente pelo câmbio atual a R$ 64,3 bilhões, quase 50 vezes o custo da Arena Itaquera, o estádio de abertura da Copa 2014.

A lista das 15 famílias mais ricas do Brasil tem também outros sobrenomes famosos como Safra, Ermírio de Moraes, Moreira Salles, Camargo Correia, Vilella, Odebrecht e Setubal, entre outros.

As fortunas das 15 famílias mais ricas do Brasil guardam US$ 122 bilhões, o equivalente a R$ 269 bilhões, ou cerca de 5% do PIB do país.

Segundo a revista, o número de bilionários no País cresceu significativamente desde 1987, quando a primeira lista de bilionários Forbes foi publicada.

Na época, apenas três brasileiros estavam no grupo dos bilionários do mundo: Sebastião Camargo, fundador do grupo Camargo Correa e dono da marca sandálias Havaianas; Antônio Ermírio de Moraes, um dos acionistas do Grupo Votorantim; e Roberto Marinho, que herdou o jornal O Globo e deixou para os filhos as Organizações Globo, maior império de mídia do continente.

Na lista deste ano, aparecem 65 brasileiros bilionários, sendo que 25 deles são parentes. Oito famílias têm vários membros no ranking.

A revista constata que nascer rico ainda é o jeito mais fácil de virar bilionário, embora a porcentagem dos herdeiros venha diminuindo nos últimos rankings dos mais ricos do mundo.

A família Odebrecht, por exemplo, é uma das mais ricas do País mas tem 15 pessoas dividindo a fortuna.

Confira a lista das 15 famílias mais ricas do Brasil segundo a 'Forbes':

1. Marinho (Mídia)

Três irmãos controlam as Organizações Globo: Roberto Irineu Marinho, João Roberto Marinho, José Roberto Marinho. Fortuna: US$ 28,9 bilhões

2. Safra (Banco)

Joseph Safra, Moise Safra e Lily Safra, donos do Banco Safra.

Fortuna: US$ 20,1 bilhões

3. Ermírio de Moraes (Siderúrgica e banco Votorantim)

Antonio Ermírio de Moraes, Ermírio Pereira de Moraes, Maria Helena Moraes Scripilliti, José Roberto Ermírio de Moraes, José Ermírio de Moraes Neto e Neide Helena de Moraes.

Fortuna: US$ 15,4 bilhões.

4. Moreira Salles (Banco)

Fernando Roberto Moreira Salles, João Moreira Salles, Pedro Moreira Salles e Walter Moreira Salles Junior.

Fortuna: US$ 12,4 bilhões

5. Camargo (Camargo Corrêa - Construção, engenharia, energia e outros)

Rossana Camargo de Arruda Botelho, Renata de Camargo Nascimento e Regina de Camargo Pires Oliveira Dias.

Fortuna: 8 bilhões

6. Villela (Banco Itaú)

Alfredo Egydio de Arruda Villela Filho e Ana Lucia de Mattos Barretto Villela.

Fortuna: US$ 5 bilhões

7. Maggi (Soja)

Lucia Borges Maggi, Blairo Borges Maggi, Marli Maggi Pissollo, Itamar Locks e Hugo de Carvalho Ribeiro.

Fortuna: US$ 4,9 bilhões

8. Aguiar (Banco Bradesco)

Lina Maria Aguiar, Lia Maria Aguiar e Maria Angela Aguiar Bellizia.

Fortuna: US$ 4,5 bilhões

9. Batista (Frigoríficos)

José Batista Sobrinho, fundador da produtora de carne JBS, uma das maiores empresas de alimentos do mundo.

Fortuna US$ 4,3 bilhões

10. Odebrecht (Construção, engenharia, petroquímica e outros)

15 herdeiros da empresa fundada pelo engenheiro pernambucano Norberto Odebrecht.

Fortuna: US$ 3,9 bilhões

11. Civita (Mídia)

Giancarlo Francesco Civita, Anamaria Roberta Civita e Victor Civita Neto, herdeiros da editora Abril.

Fortuna: US$ 3,3 bilhões

12. Setúbal (Banco)

25 parentes de uma das famílias fundadoras do banco Itaú.

Fortuna: US$ 3,3 bilhões

13. Igel (Petróleo e petroquímicos)

Daisy Igel e mais seis herdeiros do grupo Ultra, dono de marcas como Ipiranga e Ultragás.

Fortuna: US$ 3,2 bilhões.

14. Marcondes Penido (Rodovias privatizadas)

Ana Maria Marcondes Penido Sant'Anna e a irmã, herdeiras da CCR, maior operadora brasileira de rodovias.

Fortuna: US$ 2,8 bilhões.

15. Feffer (Celulose e papel)

Cinco irmãos herdeiros da Suzano.

Fortuna: US$ 2,3 bilhões

12 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • RENATO
    12 Abr 2017 às 12:31

    Não concordo com esse ranking. Eu não estou nessa lista pq ? Pô !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • cleber
    20 Mar 2017 às 20:15

    Inveja de alguns? Talvez. Grandes fortunas licitas? Talvez. Alguns acham que vão "acumular" apenas trabalhando? Sem dúvida nenhuma não as grandes fortunas. São obrigados a dividir? Não. Mas a resposta mais tola que vi aqui foi a de alguém que não teve coragem de identificar-se: "Caro Luneta, não vejo isso como má distribuição de renda. Em qualquer país desenvolvido vai existir rico e pobre. Por óbvio, em algumas situações existem pessoas que tendem a se focar mais no TRABALHO, sabendo administrar e gerir o que ganham. Ocorre que, no Brasil, existe um pecha de que é feio ser rico ou pelo menos ter dinheiro. Ser bem sucedido nem sempre quer dizer ter se enriquecido ou ganho dinheiro às custas dos outros. Ganhar muito ou pouco sempre estará atrelado a seu ESFORÇO. Aliás, nós somos um povo que ao invés de QUERER crescer, preferimos que o outro CAIA e se iguale a nós. Sem dúvida no Brasil EXISTE muita desigualdade, mas um pouco é fruto de um povo sempre acostumado a esperar tudo do governo. Pronto falei!" Queria saber a opinião dele sobre a grande fortuna acumulada pela família Odebrecht. A verdade é que a origem de grandes fortunas não esta somente na força de trabalho daqueles que as detêm. Há outros fatores envolvidos. O que nunca saberemos "pobres mortais" é se são licitas ou não.

  • rud
    01 Mar 2015 às 17:34

    a inveja nasce no ser humano 2 crianças vc da o doce p uma o outro chora que também quer mas quando o ser cresce e tem boa índole ele percebe que a inveja nao pode existir , mas o maltoso e de ma índole permanece invejoso vc ve pelos comentários quando a pessoa é invejosa são pessoas desinteligente e mas

  • 17 Mai 2014 às 08:27

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • CLARI
    16 Mai 2014 às 18:30

    Parabéns a todos os brasileiros e suas famílias na reportagem em destaque porque espelham a vitória de que todas as famílias buscam e que também todos podem adquirir o que eles também conquistaram e sem dúvida Graças sobre tudo ao Senhor Deus pelas bençãos fornecidas. Hoje estou desempregado, dois filhos e esposa pra sustentar mas tenho certeza que a minha benção Deus vai me dar e quem sabe Ele (o Senhor Deus ) poderei estar ou entrar nesta lista mas desde já agradeço.Obrigado Jesus Cristo pela PAZ, pelo pão de todos os dias,pela saúde,pelo livramento,pelo ar que respiro,pela VIDA ,pelo caminho,por tua presença.A verdadeira riqueza é estar e viver com Jesus Cristo , na Palavra de Deus no seu Reino de AMOR , sem ciúmes,sem inveja,sem tristeza,sem rancor,sem hipocrisia,sem desonestidade,sem vergonha porque no final estaremos diante dele face a face e então seremos julgados, cristão ou ímpio, o céu ou o inferno.A escolha é só sua.

  • luis
    16 Mai 2014 às 15:12

    João do Carmo, vc não sabe nada inocente

  • diego
    16 Mai 2014 às 12:34

    agora porque a família tem bilhões são obrigados a dividir?

  • denise
    16 Mai 2014 às 11:39

    TRABALHEM, CADA UM CONQUISTA O QUE TEM

  • resposta ao Luneta
    16 Mai 2014 às 11:36

    Caro Luneta, não vejo isso como má distribuição de renda. Em qualquer país desenvolvido vai existir rico e pobre. Por óbvio, em algumas situações existem pessoas que tendem a se focar mais no TRABALHO, sabendo administrar e gerir o que ganham. Ocorre que, no Brasil, existe um pecha de que é feio ser rico ou pelo menos ter dinheiro. Ser bem sucedido nem sempre quer dizer ter se enriquecido ou ganho dinheiro às custas dos outros. Ganhar muito ou pouco sempre estará atrelado a seu ESFORÇO. Aliás, nós somos um povo que ao invés de QUERER crescer, preferimos que o outro CAIA e se iguale a nós. Sem dúvida no Brasil EXISTE muita desigualdade, mas um pouco é fruto de um povo sempre acostumado a esperar tudo do governo. Pronto falei!

  • João do Carmo
    16 Mai 2014 às 10:52

    Ano que vem o 8º colocado vai ser a família do Sinval Barbosa...é só ser governador em MT que fica bilionário rapidão....mas Bá chê!