Notícias / Política MT

12/12/2012 - 15:18

Valtenir alerta sobre derramamento de sangue na gleba Suiá Missú

7 comentários

De Brasília - Vinícius Tavares

Foto: José Medeiros/Olhar Direto

Valtenir alerta sobre derramamento de sangue na gleba Suiá Missú
O deputado federal Valtenir Pereira (PSB-MT) alertou o presidente da república em exercício, Michel Temer (PMDB), sobre o risco de haver derramamento de sangue entre os ocupantes da gleba Suiá Missú e integrantes da Força Nacional de Segurança que executam ação de despejo na região a ser transformada em reserva indígena Maraiwatsede.

O parlamentar, que integrou a comitiva da bancada federal que reuniu-se com Temer na noite de terça-feira (11.12), em Brasília, disse ao presidente que o Brasil corre o risco de ficar cum a imagem arranhada diante da comunidade internacional devido à decisão do governo federal de promover a desintrusão das famílias.

Temer tem reunião com ministros e pode evitar despejo em Suiá Missú

"Eu disse a ele que a comunidade internacional está atenta ao problema. Estamos correndo o risco de deixar ocorrer derramamento de sangue. O conflito já começou. Já tivemos incidentes entre a polícia e os moradores que não querem deixar a área", revelou.

Pontes serão fechadas em Barra do Garças às 15 horas desta quarta-feira

Ao presidente interino, Valtenir elogiou a presidente DIlma Rouseff e do próprio Michel Temer pela condução do governo federal, mas pediu atenção e uma solução para evitar derramamento de sangue na região, já que os moradores estão dispostos a resistirem à desocupação da área iniciada no final de semana.

"Disse também que este conflito pode se tornar uma mancha de sangue na presidência da república. Não pode a presidente Dilma e o seu vice-presidente deixarem isso acontecer, sob pena de mancharem a imagem do Brasil no âmbito internacional. A solução só depende da presidência da república", ressaltou.

Michel Temer tem reunião nesta quarta-feira com os ministros da Justiça, José Eduardo Cardozo, da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e com o advogado Geral da União (AGU), Luiz Inácio Adams, para buscar mais informações sobre o caso.

Notícias Relacionadas

por marcia, em 13/12/2012 às 22:51
é isso mesmo, devem desocupar logo . . . deixar os coitadinho dos indios irem para as terras. Quanto mais rapido eles desocuparem mais rapido eles vao arrendar as terras para os fazendeiros. INDIO É MORTO DE PREGUIÇA. INDIO TEM QUE SER COMO TODOS NAO TEM QUE ACHAR QUE TEM SANGUE AZUL, TEM QUE REGAÇAR AS MANGAS E NAO ESPERAR NADA DE GRAÇA.
por ricardo, em 13/12/2012 às 00:49
Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.
por marcio, em 12/12/2012 às 23:23
carlos silva,jonas silva,babou vc nasceram no brasil vc morao onde mesmo e outra coisa vcs ja foram alguma vez la na regiao pra falar alguma coisa vao la primeiro e depois de sua opiniao con certeza vcs devem nao te nascido no brasil
por nogueira, em 12/12/2012 às 22:41
Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.
por Carlos Silva, em 12/12/2012 às 17:25
Todos ja sabem o por que o deputado esta pedindo ajuda a Michel temer. É com certeza por que nessa terra tem grandes latifundiarios politicos como : deputados , prefeitos , vereadores. Infelizmente tem muita familia nessa região e que produzem os seus alimentos para o sutento so que todos que ali residem sabiam o risco que estavam correndo ao ter comprado a terra . O propio suposto dono falou na reportagem feita que corriam risco de perde-la. A lei existe , tem que ser feita e cumprida . O governo ja disse que não vai deixar ninguem sem a terra, que ira dar todo suporte para as familias que ali residem. Essa resistencia toda que esta acontecendo, não sei não, tem gente forte por traz, pois como sabemos não tem so indio querendo revendicar, tem em primeiro lugar os LATIFUNDIARIOS e em terceiro plano os moradores que com certeza agora estão manipulado como buxa de canhão. Falo isso por que sei como funciona, fiquei anos em uma terra e não consegui, a terra não era comprada mais era usada lelo latifundiario Como o latifundiario tinha amigos em Brasilia tive que sair da terra. Depois dessa com certeza os Indios perderam a terra
por Jonas Silva, em 12/12/2012 às 17:22
Se se o deputado Valtenir levar sangue e derramar lá em Marãiwatsédé, porque o processo de desocupação está ocorrendo normalmente. O que houve no primeiro dia é que alguns mais afoitos avançaram contra os policiais e tiveram que ser contido com arma de efeito moral. Os pequenos já estão sendo cadastrados e assentados pelo INCRA. Os xavantes esperam pelo cumprimento dessa decisão há anos. A Justiça será restabelecida e Marãiwatsédé voltará a seus antigos donos... Nem o vice presidente nem mesmo a presidenta Dilma tem poder para mudar uma decisão judicial. Falar o contrário é querer enganar o povo. O deputado bem é poderia está acompanhando a desocupação e fazendo gestão junto ao INCRA para que os pequenos sejam logo assentados e em condições dignas. Quanto aos grandes, inclusive vários políticos e até desembargador, que exploraram a terra sem pagar ITR e alguns cometendo até crimes ambientais, tem mais é que sair, sem qualquer indenização, conforme decisão da Justiça.
por Babou, em 12/12/2012 às 17:04
Gente, vamos parar de sensacionalismo! Houve um processo judicial. A Justiça em todas as instâncias reconheceu aquela terra como indígena. Pronto acabou! Não adianta ficar alegando que o Incra fraudou o processo. Essa alegação foi afastadas em todas instâncias pela Justiça inclusive pelo Min. Joaquim Barbosa do STF. A polícia tem qye ter mais pulso e cumprir logo essa ordem doa a quem doar. Se tiver que haver morte, que não seja do lado dos policiais que apenas estão lá cumprindo ordens